Segmentação de coluna: o princípio atemporal do Pilates para a coluna

Falar do Método Pilates é desafiar a temporalidade das coisas. Passam-se os anos e cada vez mais o Pilates se apresenta atual. Passam-se os tempos e o Método parece simplesmente fazer sentido para a humanidade. Modesto, Joseph achava que estava apenas 50 anos à frente do seu tempo. Hoje, percebemos uma série de abordagens específicas do Método, incluindo Pilates para Gestantes, Pilates para a Terceira idade e Pilates para a Coluna.

Segmentação da coluna realmente é um princípio? 

Algo tão presente e indispensável nas práticas de Pilates para a coluna, sem dúvida, é a segmentação da mesma. Apesar de não ser encarada como um dos seis princípios fundamentais mais conhecidos: CONTROLE, CONCENTRAÇÃO, PRECISÃO, FLUIDEZ, CENTRALIZAÇÃO E RESPIRAÇÃO, recebeu tanta importância por parte de Joseph Pilates, que motivou uma das suas mais célebres frases:

“Se aos 30 anos sua coluna é rígida, você está VELHO. Se aos 60 anos sua coluna for flexível, então você é JOVEM!”. Ou seja, na visão de Joseph, o entendimento sobre a mobilidade de coluna não se restringia apenas a amplitudes de movimento.

Na visão dele, a mobilidade de coluna também era um indicador de jovialidade! Isso se mostra totalmente verdadeiro, visto que, uma pessoa com idade avançada, porém com movimentos preservados, se torna muito mais independente e autônoma, o que é uma grande conquista para pessoas acima dos 70 anos, por exemplo.

PUBLICIDADE
MetaLife Pilates
MetaLife Pilates
MetaLife Pilates
MetaLife Pilates

Definindo segmentação de coluna



No dicionário, a definição de SEGMENTAÇÃO corresponde, no campo biológico, a:
– bio. divisão do corpo em uma série de seções mais ou menos equivalentes.

Quando se trata de segmentar a coluna durante as aulas de Pilates, estamos também buscando, de maneira intencional, recobrar a mobilidade individual de cada segmento, ou seja, cada vértebra.

A partir dessa mobilidade individual, como consequência a mobilidade global será perfeita, equilibrada e permitirá corresponder aos desafios diários. Nem sempre a mobilidade de coluna é uma vantagem! Na verdade, em muitos casos, ela pode até mesmo ser prejudicial. Visto que a maior parte de lesões ocorrem no excesso e não na falta de mobilidade.

No entanto, segmentação não diz respeito simplesmente a mobilidade, mas sim a capacidade de CONTROLAR de maneira CONSCIENTE o movimento de cada porção de nossa coluna!

Na atualidade

Atualmente, pela redução no trabalho braçal, associado ao aumento significativo de profissões onde o trabalho ocorre, na maior parte do tempo, com trabalhadores sentados, a mobilidade de coluna equilibrada e consciente acaba se perdendo.

Com o objetivo de preservar uma amplitude geral (para preservação das funções diárias), é muito comum em nossa coluna, um comportamento reflexo ocorrer: A hipermobilidade ser adjacente a um “bloco rígido”. São as chamadas Posturas Adquiridas, citadas por Kendall em seu livro “Músculos: provas e funções”.

Em outras palavras, como mecanismo compensatório à falta de mobilidade de um segmento, naturalmente o segmento adjacente acaba sendo hipermovel, o que pode ser um grande problema, visto que isso contribui para má postura e lesões.

Pilates para a coluna perfeita

Nas palavras do próprio Joseph “…totalmente rígida e totalmente flexível…”, assim deveria ser uma coluna ideal na visão do criador da Contrologia.

Em minha prática como instrutor, tenho então a necessidade de estimular a segmentação associada a estabilidade! Ou seja, buscar com que meu aluno compreenda que não se deve apenas “enrolar e desenrolar” a coluna, mas sim, realizar esse movimento de maneira consciente, controlada, ativa, presente! Preparei um vídeo com sugestões didáticas que funcionam pra mim e podem também lhe ajudar: Clique aqui para assistir!

Conclusão

Nas últimas décadas, muitas modalidades surgiram e passaram, enquanto o Método Pilates se apresenta consistente e atemporal.

Esse fenômeno é resultado de suas características peculiares, dentre as quais está o estímulo de segmentar a coluna. Isso é algo tão clássico quanto contemporâneo, ou seja, atemporal! Que possamos buscar maneiras de apresentar isso para o nosso público de maneira clara, trazendo não apenas movimentos, mas a consciência da sua importância!

Nanndo Garbelotti

Atua com Pilates desde 2009, possui cursos avançados e certificações internacionais. Atualmente também ministra cursos de formação na área.
Proprietário do Mobilize Pilates