Diferenças entre atividades: Pilates e Musculação

Quais as diferenças entre as duas atividades: Pilates e Musculação?

Recebemos uma dúvida da Isabel Spagnolo por email e, como essa é uma dúvida que muitas pessoas têm, hoje a Revista Pilates vai responder pra vocês e mostrar as diferenças e benefícios de duas atividades muito praticadas: Pilates e Musculação! Olha só a pergunta da leitora:

‘’ Olá, acho a Revista Pilates muito bacana e gostaria de sugerir como pauta uma matéria bem completa sobre as diferenças entre duas atividades: Pilates e Musculação, bem como os benefícios dos dois. Pratico as duas atividades e obtive resultados diferentes. A musculação transformou completamente o meu corpo num determinado sentido, enquanto o Pilates mudou a minha coluna, postura, concentração e está me beneficiando em relação à coordenação motora. Eu já entrei com esses objetivos no Pilates e, na musculação, a finalidade era estética, muito embora eu tenha me apaixonado pelos exercícios e percebido que eles aliviam a minha ansiedade. Hoje não deixaria de fazer nenhum dos dois. Acho que se integram perfeitamente, pelo menos no meu caso, mas gostaria de saber mais sobre o assunto. Obrigada.’’

Se identificou com a Isabel e quer saber as diferenças do Pilates e da Musculação? Vamos tirar essas dúvidas é agora!

Pilates

PUBLICIDADE
MetaLife Pilates
MetaLife Pilates
MetaLife Pilates
MetaLife Pilates

Nada de ‘’ no pain, no gain’’. Aqui não tem sofrimento. Pilates é um método de condicionamento total do corpo que enfatiza o equilíbrio, concentração, controle, respiração e movimentos fluídos. O método garante mais flexibilidade, força, tônus muscular, consciência corporal, energia e concentração. Detalhe que o Pilates trabalha músculos mais específicos, que na musculação você não trabalha; são músculos pequenos, na maioria das vezes profundos e altamente resistentes.

O que a musculação deixa de vício postural, o Pilates vem para corrigir, porque trabalha a flexibilidade e também a resistência. O Pilates também é fundamental na prevenção de lesões. Os resultados do Pilates são mais lentos porque a execução dos exercícios exige uma concentração maior, uma vez que os movimentos são mais complexos que os da musculação. A carga do Pilates são as molas ou o peso do corpo, não traz hipertrofia dos músculos. O método não é trabalhado em grupos, sala cheia, aula pré-determinada, ou uma ficha de exercícios como na musculação. As aulas de Pilates são feitas com no máximo 3 alunos por hora e com um profissional acompanhando cada movimento.

Musculação

 

Na musculação exercita-se os grandes grupos musculares, localizados superficialmente. É bom para quem quer resultados rápidos, pois promove o aumento da massa muscular relativamente em pouco tempo. A musculação, em geral, treina grandes grupos musculares com objetivo de hipertrofia muscular com aumento da força ou de resistência muscular.

O Pilates, por sua vez, tem como objetivo o reequilíbrio muscular, melhora da postura e definição dos músculos sem hipertrofia e sem sobrecarga articular. A musculação tem aula pré-determinada com uma ficha de exercícios. Durante as aulas, devido ao grande volume de alunos, nem sempre os instrutores acompanham os movimentos de cada pessoa individualmente, e estes ficam sujeitos a fazer movimentos errados e se machucarem.

Quem gosta muito de fazer exercícios físicos pode fazer as aulas de Pilates e as de musculação, mas não no mesmo dia. O ideal é que haja uma alternância entre eles. Quem deseja somente aumentar a massa muscular para parecer mais forte deve optar pela musculação, especialmente nos primeiros meses, e depois poderá manter estes músculos através do Pilates.

Quer ter sua dúvida respondida pela Revista Pilates também? Envie um email para contato.rp@revistapilates.com.br

PUBLICIDADE

20 COMENTÁRIOS

  1. Estou fazendo musculação todos os dias e pilates duas vezes por semana,intercalando os exercícios. Será que estou forçando demais? isso pode ser prejudicial?

  2. Musculação deixa vício postural?????? Matéria tendenciosa e leviana!!! Triste ver tamanho deserviso e tamanha falta de respeito parte desta revista! Substimar a inteligência de seus leitores foi um grande erro! Deveriam se retratar!!

  3. Acho que o redator da matéria deveria estudar um pouco de fisiologia, cinesiologia dentre outras coisas, também vale contratar um Personal pois este acompanha o movimento de cada pessoa individualmente, sendo apenas um aluno por horário.

  4. A revista foi tendenciosa em relação ao Pilates. Todas as capacidades físicas trabalhadas no Pilates podem ser igualmente trabalhadas na Musculação, obtendo os mesmos ganhos, desde que se selecione os exercícios adequados, e isso além de promover resistência e hipertrofia, caso haja a necessidade. Assim como no Pilates, na Musculação o que fará a diferença é a qualidade do profissional que fará o acompanhamento, e os objetivos do aluno.

  5. Matéria extremamente tendenciosa e com erros de português! A matéria diz algumas verdades, porém ficou sem credibilidade nenhuma. Deviam avaliar melhor o que publicam.

  6. Adoro quando vejo revistas falando tanta tonteira a primeira delas é que Pilates trabalha músculos específicos e musculação não , entre outras informações errôneas sóbre musculação , que não favorece a postura entre outras barbaridades ..

  7. Resumindo, pelo post a modalidade pilates é a solução de todos os problemas. Então vou rasgar meu diploma e esquecer o treinamento de força, pq pelo que percebi não serve pra muita coisa. TA DE SACANAGEM NÉ ??

  8. Já fiz academia e faço pilates em stúdio. Para mim, prefiro o pilates devido ao ambiente. A musculação é mais acessível se feita com a famosa fichinha, mas nos lugares que frequentei, eu não gostava da postura dos instrutores – muito preocupados com estética, com meu peso, e nada preocupados com minha postura, com a corretude do movimento e da respiração. O que eu observava é que com personal era diferente. Porém, fazer musculação com um personal tem um custo mais alto que pilates em stúdio. Ainda, uma atitude que não gosto nas academias e nos educadores físicos é que em geral estão muito mais preocupados com a estética; já no pilates, que só fiz com fisioterapeutas até hoje, sinto uma preocupação maior com a saúde física e mental, o que é bem diferente. Particularmente eu prefiro pilates. Associo o pilates à corrida, já há um ano. Perdi mais de 10Kg, sinto-me muito melhor hoje, sem musculação e sem educador físico falando somente para eu emagrecer. Acho que o melhor exercício é onde nos sentimos bem. E acho que as academias deviam cuidar melhor de seus alunos. Acho até que personal trainer deveria ser proibido em academias onde há as fichas – eu via como o tratamento era diferente do mesmo treinador que dava uma assistência geral para quando fazia o trabalho de personal.

  9. Kkkkkkkkkk estou aqui para fazer uma aposta…. alguem poderia mostrar um estudo eletromiografico com todas as babozeiras de ativação muscular decorrentes ao pilates? Quais teorias de treinamento desportivo e fisiologicos essas afirmações são sustentadas?
    Quanta gente mentirosa que faz afirmações sem embasamento cientifico, parem de vender mentira revista de pessima categoria!!!

  10. Adoro essas discussões porque pratico e trabalho com os dois. Também quero contestar essa coisa de um trabalha músculos pequenos internos e outro os grandes superficiais, e ainda que não devem ser praticados no mesmo dia. Precisamos de dados científicos para acreditar. Essa conversa pra mim é tendenciosa. Acho a combinação dos dois fantástica. Também quero dizer que tem muito fisioterapeuta por ai que não sabe dar uma aula e que pilares tbm pode ser muito chato quando colocam músicas para dormir! Aula de pilates coletiva tbm existe e também é legal e não vejo terror nisso. Essa matéria está direcionada para um publico leigo. Tem profissionais aqui que esperam mais dessa matéria que, pra mim, ta fraca de mais!

  11. Faço Pilates e gosto muito, a profissional é fisioterapeuta especialista em esportes, pós operatório etc….alguns exercícios só posso fazer de um lafo devifi à escoliose. Na musculação somente con perdonal, geralmente vc fica com aquela série podendo fazer coisa errada e depois a coisa fica pior.

  12. Musculação é chato e repetitivo, pilates é desafio sempre, as aulas são bem diversificadas. Pilates é mais caro pq se tem atenção total, bem diferente das academias que te deixam sozinha fazendo o exercício e a sala sempre lotada de gente

  13. Kkkkk. Gostei muito do final, principalmente “praticar musculação para PARECER mais forte e depois manter esses músculos com pilates”. Não tem como como comparar as atividades, pois nenhuma das duas faz tão bem o que a outra faz, portanto não tem como substituir uma pela outra.

  14. Faço os dois em dias alternados e estou me sentindo ótima! Comecei os dois juntos, no inicio foi muito dolorido, mas na terceira semana não sentia mais nada.

  15. Claro que a revista ai quer puxar sardinha para o Pilates , gostaria de alguma evidência cientifica provando essa balela de musculatura profunda só e ativada com movimentos mais lentos e conscientes. Hora me poupe, para se fazer um agachamento perfeito como o da foto a pessoa tem que estar com a musculatura toda em dia e leva algum tempo apara isso acontecer, não é da noite pro dia. O problema é que as pessoa querem resultados imediatos estragando o processo de aprendizagem. Um agachamento bem feito, um supino bem executado ativam toda a musculatura possível e mais alguma coisa, só que leva tempo para isso acontecer , agora o aluno chega sem ter trabalhado nenhuma valência física como flexibilidade , força ou resistência e quer agachar é claro que o resultado não será satisfatório . Um bom profissional sabe treinar as valências de seus atletas e o colocar em dia para realizar qualquer exercício em sua plenitude. Gostaria muito de ver uma prova entre alunos de pilates x Musculação realizando exercícios que necessitassem de todas a valências possíveis , falo de alunos bem treinados em ambas modalidades. Poderiam criar o desafio musculação x pilates . eu adoraria competir..

  16. Gente, fiz musculação por mais de dez anos, e hoje faço Pilates a oito meses, não tenho hipertrofia, mas meus músculos estão definidos e muito firmes, sem dores. Com o Pilates ganhei flexibilidade, postura, concentração… Não voltaria a musculação. Ah, e que barriga maravilhosa…

  17. Excelente matéria! Entretanto, não concordo quando vc diz que não há sofrimento no pilates. Existe sofrimento SIM, e só com muita prática se consegue fazer os exercícios mais avançados.