Entenda como o Pilates ajuda no tratamento da insônia

Final de ano, festas e mais festas, viagens, família reunida, férias…a rotina muda completamente, não é mesmo? O problema é quando isso passa a afetar a qualidade do sono, provocando a temida insônia!

Não tem nada melhor do que um sono de qualidade onde podemos relaxar e descansar o nosso corpo, recarregando as energias para o dia seguinte. Porém, algumas pessoas não conseguem desfrutar desse benefício de forma adequada.

O problema

A insônia afeta milhares de pessoas. Só no Brasil, estima-se que 40% da população sofra deste problema segundo a OMS (organização mundial da saúde), o que significa quase metade da população de todo o país.

Quando se tem insônia, o sono fica muito leve e de má qualidade, fazendo com que o ser humano durma poucas horas ou então não entre em sono profundo.

PUBLICIDADE
MetaLife Pilates
MetaLife Pilates
MetaLife Pilates
MetaLife Pilates

Todas essas experiências podem ser muito frustrantes, principalmente para aqueles que tentam combater o problema tomando remédios. Além de irritabilidade, mal funcionamento do organismo, obesidade, falta de memória e cansaço extremo, a insônia pode causar depressão e diversos outros distúrbios emocionais. Conheça todos os detalhes a seguir.

O que é insônia?

A insônia é um problema que se caracteriza pela dificuldade de dormir, fazendo com que a pessoa não consiga iniciar e/ou manter o sono. Esta falta de sono faz com que o ser humano levante muitas vezes durante a noite, acorde cedo demais sem a real necessidade, não consiga manter um sono duradouro durante a noite e até mesmo tenha dificuldade para voltar a dormir após acordar.

Cada um tem um tempo certo para sentir sono, porém a insônia é algo que aumenta esse tempo, dificultando no processo para se conseguir dormir.

Quando a pessoa não dorme bem, ela acarreta problemas para o seu dia como o cansaço, falta de energia, dificuldade de concentração e irritabilidade.

A insônia pode ser classificada de três maneiras sendo elas: aguda, intermitente e crônica.

Insônia aguda: é aquela que possui uma curta duração, onde a pessoa sofre desse problema por curtos períodos de tempo podendo ser de alguns dias, até três semanas.

Normalmente a insônia aguda é causada por algum estresse do momento, ansiedade por conta de algo que vai acontecer ou até mesmo por luto.

Insônia intermitente: é caracterizada por ocorrer de tempos em tempos, onde o ser humano pode ter períodos bons de sono durante algumas noites e depois voltar a sofrer de insônia.

Insônia crônica: esse tipo de insônia prevalece por mais de três semanas, fazendo com que a pessoa durma mal durante todo esse período.

A insônia crônica normalmente ocorre devido a estresse contínuo, depressão ou por uso de drogas.

A insônia contínua pode acarretar vários problemas para o nosso corpo como: baixas no sistema imunológico, risco de obesidade, risco de hipertensão; problemas com o raciocínio, falhas na memória, confusões mentais, riscos de doenças do coração, risco de Diabetes e futuros problemas psicológicos como é o caso da depressão.

Por isso é muito importante cuidar do nosso sono e estar atento a qualquer alteração que possa ocorrer ao tentar dormir.

O que causa insônia?

insônia-2

A insônia pode ser causada por diversos fatores, podendo ser eles:

  • O uso de estimulantes a base de cafeína, nicotina e afins;
  • Abstinência de algo que se usava frequentemente como o cigarro por exemplo;
  • Estresse;
  • Mudanças na rotina do sono, como mudanças de fuso horário;
  • Não manter hábitos regulares como dormir e acordar em horários diferentes todas as noites;
  • Ambiente inadequado para o sono, como lugares com muito ruído ou com muita luz;
  • Problemas psicológicos como por exemplo a depressão;
  • Problemas neurológicos como por exemplo o mal de Parkinson
  • Comer muito antes de se deitar;
  • Menopausa
  • Problemas respiratórios;
  • Problemas crônicos como por exemplo o Diabetes;
  • Histórico familiar de insônia;
  • Idade avançada;
  • Preocupação;

Todos esses fatos podem colaborar com a insônia, sendo assim, é necessário estar sempre em dia com a sua saúde, para que você tenha um sono de qualidade.

Diagnosticando a insônia

insônia-3

A insônia pode ser diagnosticada através dos seus sintomas, podendo ser eles: dificuldades para adormecer, cansaço e sonolência durante o dia, acordar diversas vezes durante a noite, possuir um sono muito leve e se sentir fraco durante o dia.

Dentre esses sintomas nota-se também dores de cabeça, irritabilidade, problemas gastrointestinais e preocupações com o sono.

Uma pessoa que sofre de insônia também terá uma grande falha na sua memória e por isso, lembrar-se de fatos do cotidiano será um pouco mais difícil.

Além disso, por prejudicar a concentração, a pessoa também terá problemas para realizar os afazeres do dia-a-dia, como dirigir, ler, e até mesmo estudar.

Por isso, é importante ficar atento aos sintomas, para que no caso de insônia, você possa procurar um tratamento adequado, livrando-se assim deste problema perturbador.

Pilates no tratamento da insônia

insônia-4

O Pilates é um conjunto de exercícios que podem ser realizados de diversas formas, com ou sem o auxílio de equipamentos, dando o total e completo controle do corpo e também uma extensa conexão com a mente. Ele caracteriza-se por atuar em diversos aspectos da nossa vida, trazendo vários benefícios através de seus movimentos.

O Pilates também garante o relaxamento, pois seus exercícios liberam endorfinas, que produzem uma sensação de bem-estar, e reduzem a ansiedade na hora de dormir.

Por meio de seus princípios, o Pilates promove sensações de tranquilidade e consciência corporal, onde a sobrecarga dos movimentos é aumentada até um nível ideal e gradativamente, sendo realizado com poucas repetições, o que leva a uma melhor resposta na qualidade do sono.

Por trabalhar com a respiração, o Pilates também mobiliza o sistema nervoso fazendo com que o corpo garanta um enorme relaxamento. Sendo assim, ele reduz problemas como a ansiedade e o estresse que são umas das grandes causas da insônia.

Mas lembre-se, apesar do Pilates cooperar com a ajuda no tratamento da insônia, somente um bom diagnóstico médico pode auxiliar para a cura deste problema, por isso é importante que você procure um médico especialista no caso.

Praticando Pilates e fazendo o tratamento indicado da forma correta, você com certeza terá a sua boa noite de sono de volta!

 

1 COMENTÁRIO