Pilates e dança

Hoje, no dia da dança, trouxemos um texto muito legal escrito por Valéria Mauriz, coordenadora do Espaço Pilates, bailarina e Fisioterapeuta. Afinal, o trabalho do mestre Joseph sempre esteve muito próximo ao mundo da dança.

Muitos de seus alunos eram bailarinos, que utilizavam o método para aumentar as capacidades físicas, melhorar o rendimento, ou mesmo prevenir e tratar lesões.

Apesar de desenvolver uma metodologia que visava o bem-estar de pessoas de todas as idades e que priorizava aumentar a capacidade física do ser humano, foram os bailarinos que mais utilizaram o método de Joseph Pilates para melhorar o rendimento na dança ou restabelecer-se de uma lesão.

Historicamente, logo após ter sido preso na Inglaterra e ter ficado confinado num campo, onde trabalhou dentro de um hospital e pode aprimorar a sua primeira sequência de exercícios conhecida como MAT, Joseph Pilates voltou para a Alemanha e trabalhou junto com RUDOLPH LABAN – que foi um dos precursores da Dança Moderna Alemã e cujo trabalho revolucionou o modo de pensar e expressar o movimento.


Nessa mesma época tem-se registros de que MARY WIGMAN, grande expoente da Dança Expressionista Alemã, executava a série de MAT como aquecimento e preparação para seu trabalho.

Quando imigra para os USA, Joseph Pilates instala seu estúdio no mesmo prédio de duas grandes CIAS: MARTHA GRAHAM CIA E NEW YOUR CITY BALLET e começa a ter na sua clientela vários bailarinos à procura de condicionamento físico, aumento das habilidades na dança ou a reabilitação de uma lesão. Além disso, Pilates se torna amigo de TED SHAWN E RUTH SAINT DENNIS e em vários verões vai como convidado a trabalhar junto à estes no JACOB’S PILLOW.

Sua influência junto aos bailarinos foi tanta que em 1950 a DANCE MAGAZINE, revista especializada no mundo da dança, publicou um artigo intitulado “EVERYBODY GOES TO JOE’S” onde comentava que a grande maioria dos bailarinos procuravam Joseph Pilates e sua metodologia para os fins já explicados aqui.


Após sua morte, em 1967, foram os seus seguidores que continuaram a ensinar o seu método, praticamente todos eles eram bailarinos: ROMANA KRYSANOWSKA, CAROLA TRIER, KATHY GRANT, RON FLETCHER, LOLITA SANMIGUEL.

Foram os bailarinos que se beneficiaram do método Pilates, tanto na reabilitação (caso de Romana) quanto na preparação e desenvolvimento na arte da Dança. Graças à eles, o método Pilates sobreviveu e se expandiu até ser conhecido no mundo todo.

Atualmente, várias escolas de dança e CIAS nos USA utilizam o método Pilates como instrumento de prevenção de lesões e aprimoramento para seus bailarinos e o famoso Cirque Du Soleil mantém em suas turnês um professor de Pilates junto à sua equipe.


Joseph Pilates e o mundo da dança foram, e continuam sendo, uma parceria que deu certo, tanto no aumento da capacidade dos bailarinos quanto na possibilidade de ensino dos bailarinos da sua metodologia.

PUBLICIDADE
MetaLife Pilates
MetaLife Pilates
MetaLife Pilates
MetaLife Pilates