Pilates e Aspectos Psicológicos – A ciência do Pilates

Você já parou para analisar as frases de Joseph Pilates? Vejamos algumas delas:

“É estar presente, concentrado e não distraído. É a mente que esculpe o corpo.”

‘’Um corpo livre de tensão nervosa e fadiga é o abrigo ideal fornecido pela natureza para abrigar uma mente bem equilibrada, totalmente capaz de atender com sucesso todos os complexos problemas da vida moderna.’’

“Sempre mantenha sua mente concentrada no objetivo do exercício que você está executando.”

“Contrologia desenvolve um corpo uniforme, corrige posturas erradas, restaura a vitalidade física, vigora a mente, e eleva o espírito.”

PUBLICIDADE
MetaLife Pilates
MetaLife Pilates
MetaLife Pilates
MetaLife Pilates

‘’Paciência e persistência são qualidades vitais no resultado final para realizar algum esforço que valha a pena. ’’

Foto: Divulgação

Olhando para essas frases conseguimos perceber que, para Joseph Pilates, criador do Método Pilates, a mente era essencial em todo o processo. Se o próprio criador do método já nos alertava sobre a importância da mente e, consequentemente, sobre os aspectos psicológicos associados à prática do exercício, porque nos preocupamos tanto com a perfeita execução de movimento, muitas vezes deixando de lado esses aspectos psicológicos?

Em 2015, criei um Projeto de extensão universitária em Pilates na Universidade Federal de Minas Gerais, juntamente com o professor Franco Noce. O objetivo principal desse projeto é realizar pesquisas científicas em Pilates e proporcionar um espaço no qual os alunos de Educação Física e Fisioterapia pudessem aprender mais sobre o Método Pilates.

A partir de hoje, em parceria com a Revista Pilates, pretendemos trazer a vocês alguns resultados e apontamentos de estudos científicos realizados no contexto desse projeto. Iniciaremos pelos aspectos psicológicos avaliados no Laboratório de Psicologia do Esporte da Universidade Federal de Minas Gerais (LAPES UFMG).

Foto: Divulgação

Bem, nesse contexto quero apresentar a vocês a Psicologia do Esporte e do Exercício Físico. Ela atua em diversos aspectos da vida dos indivíduos e suas linhas norteadoras utilizadas são: a cognitiva, a comportamental e a social. Nesse sentido, considerar os alunos e os aspectos psicológicos é um procedimento complexo em função da heterogeneidade do grupo, de seu perfil e da influência de inúmeras variáveis presentes. A avaliação de capacidades e habilidades básicas (físicas e psicológicas) é essencial para a definição de um plano de trabalho eficiente baseado no Método Pilates.

O acompanhamento diário e monitoramento das reações frente às mais diversas possibilidades são de fundamental importância. É essencial que o profissional de Pilates conheça o indivíduo e proporcione condições para seu autoconhecimento, permitindo que ele domine técnicas para auxiliá-lo a superar as dificuldades que podem surgir ao longo de sua prática.

Também é importante considerar que o indivíduo possui uma vida fora do ambiente da aula de Pilates, bem como, possui sua motivação para a prática do método, o que deve ser respeitado. Entender a motivação dos praticantes pode possibilitar a qualificação da prática profissional e a elaboração de propostas mais eficientes que atendam aos objetivos dos alunos, contribuindo para satisfação de todos os envolvidos.

Foto: Divulgação

É recomendável que o ambiente de treinamento seja o mais agradável possível. A boa integração da técnica e dos aspectos psicológicos pode ser um fator determinante para a manutenção da motivação e de melhores perspectivas futuras. Vale também lembrar que um trabalho eficiente começa no planejamento e preparação da intervenção. Muitas são as variáveis psicológicas que devem ser consideradas, como por exemplo: motivação, atenção, comunicação, resiliência, estado de humor, qualidade de vida, ansiedade, dentre outros. O indispensável é entender que os aspectos psicológicos devem ser componentes diários do treinamento e não apenas nas situações críticas.

Com essa nova parceria do Projeto Pilates UFMG e Revista Pilates, esperamos contribuir para a efetivação de uma prática mais eficiente, que considere o indivíduo em sua totalidade biopsicossocial.

Cristina Carvalho de Melo
Idealizadora e Coordenadora do Projeto Pilates UFMG
Carvalho.cristina@gmail.com
Instagram: @criscarvalhomelo
Lattes: http://lattes.cnpq.br/6352837571933701