Pilates e alimentação: juntos na prevenção do câncer

 

Pilates e alimentação – como os dois podem trabalhar juntos na prevenção do câncer?

Uma alimentação adequada traz inúmeros benefícios e é a base para uma vida saudável. Além de essencial na manutenção da saúde, ajuda na longevidade, no fortalecimento das defesas do organismo, no fornecimento de energia para as diversas atividades diárias e atua na prevenção de doenças, incluindo o câncer.

Além da alimentação, os exercícios físicos, como o Pilates, também atuam na prevenção do câncer ao promover equilíbrio nos níveis dos hormônios, fortalecer o sistema imunológico, ajudar a manter um peso adequado e acelerar o trânsito intestinal.

Portanto, a adoção de uma alimentação saudável e a prática regular de Pilates, junto a um peso adequado, poderia evitar, ou mesmo retardar casos de câncer.

O que a alimentação adequada pode fazer?

PUBLICIDADE
MetaLife Pilates
MetaLife Pilates
MetaLife Pilates
MetaLife Pilates

A alimentação adequada, rica em nutrientes encontrados em frutas e legumes, feijões, cereais integrais e pobre em alimentos industrializados, prontos para o consumo, é capaz de prevenir aproximadamente 4 milhões de novos casos de câncer por ano no mundo.

Pesquisas apontam que vitaminas, minerais e substâncias antioxidantes encontradas em frutas e legumes previnem diversos tipos de câncer, como de mama pós-menopausa, de intestino (cólon) e de endométrio.

Alimentação inadequada e o surgimento do câncer

Uma alimentação inadequada é considerada a segunda causa de aparecimento de câncer. Nos últimos anos, com o aumento da ingestão de alimentos prontos, açúcares, excesso na ingestão de sódio (sal) e gorduras, levou ao aumento de peso corporal e da obesidade. Um peso acima do normal, com excesso de gordura corporal, estimula a proliferação de células ao provocar um crônico estado de inflamação no organismo e uma infinidade de alterações hormonais.

Sabe aquela história do gordinho saudável? Isso não existe. Ainda que os exames estejam normais, a longo prazo os riscos para doenças como câncer são, comprovadamente, muito maiores, já que excesso do hormônio insulina e dos hormônios liberados pelo tecido adiposo são capazes de estimular a multiplicação de células malignas.

A gordura contribui, não só para a formação, como para a evolução de diversos tipos de câncer, como de mama, pâncreas, fígado, estômago, esôfago, ovário, intestino e próstata.

Fatores de Risco na Alimentação

O consumo de adoçantes artificiais, como a sacarina e ciclamato de sódio e o aspartame, têm potencial no desenvolvimento da doença. Os danos também podem ser causados pelo consumo de agrotóxicos e sua contaminação aos alimentos, terra, água e aos animais. Regiões com alto uso de agrotóxicos possuem maior incidência nos casos de câncer.

Alimentos ricos em calorias, como batata frita, hambúrguer, pizza, lasanhas, biscoitos, refrigerantes e outras bebidas açucaradas, como suco de caixinha, levam ao aumento de peso, mais um forte fator de risco para o surgimento do câncer.

Excesso no consumo de carne vermelha e processada, como carnes salgadas e defumadas (bacon, carne seca, charque, carne de sol, linguiça, mortadela, salame, presunto, peito de peru) também pode aumentar casos de câncer de estômago e intestino (cólon e reto). A presença do ferro do sal e de conservantes como nitritos, também podem ser muito maléficos.

Pilates na Prevenção do Câncer

Não é somente a alimentação adequada que previne o surgimento de câncer. Sabe-se que o descontrole nos níveis de estrogênio e alguns outros hormônios podem contribuir para o desenvolvimento de alguns tipos da doença. Praticar atividade física, como o Pilates, controla os níveis de estrogênio no sangue e equilibra os hormônios como um todo.

Além disso, praticar Pilates reduz a resistência à insulina, além de otimizar o trânsito intestinal, diminuindo o tempo de contato de substâncias promotoras de câncer com as células. A prática do Método também auxilia no controle de um peso corporal adequado, no fortalecimento do sistema imunológico e nos afasta do tempo excessivo sentados em frente à televisão ou computador.

Além de auxiliar na prevenção, o Pilates é de grande ajuda para quem já tem o diagnóstico de câncer e possui autorização médica para a prática.

O câncer é uma doença que afeta globalmente o paciente e o Pilates traz consciência corporal, previne lesões, regula o sono, melhora aspectos físicos e emocionais. Além disso, o Método também alivia o estresse e a tensão, melhora a autoestima, promove o aumento da força e da capacidade respiratória, melhorando a capacidade funcional e a qualidade de vida.

3 Dicas para ajudar seu corpo a prevenir o câncer

1- Priorize alimentos naturais, como os encontrados nas feiras e hortifrútis, não exceda a temperatura das bebidas quentes e das carnes na hora do preparo.

– Uma boa sugestão para aumentar os nutrientes ingeridos e economizar é utilizar as frutas e verduras que estão na safra e disponíveis na sua região.

2- Deixar o sedentarismo e adotar uma atividade física é essencial como medida anticâncer. Ficar muitas horas sentado, estimula o consumo de petiscos não saudáveis e aumenta o peso.

3- Praticar Pilates ajuda no controle do peso, controla os hormônios e diminui o processo inflamatório causado pela obesidade.

Além disso há melhora na imunidade e na respiração celular. Além de auxiliar na prevenção, a combinação de alimentação saudável e prática de Pilates melhoram a sobrevida dos pacientes com câncer.

Conclusão

É indiscutível os benefícios da prática do Pilates e da alimentação adequada para o organismo.

Além da melhoria na qualidade de vida, a atividade física e a alimentação saudável e equilibrada são fatores de prevenção do câncer.

Um cardápio diversificado, colorido e com no mínimo 5 porções diárias de verduras sem amido (berinjela, couve-flor, abobrinha, cenoura, quiabo, chuchu, folhas verdes) e frutas atuam na prevenção do câncer ao inibir a chegada de substâncias cancerígenas às células, além de auxiliar no reparo do DNA já danificado.

Caso necessite de orientação, não deixe de buscar ajuda profissional.

Médicos, nutricionistas e profissionais de Educação Física e Fisioterapia são essenciais nesse processo preventivo e, se necessário, de tratamento.

Mexa-se e alimente-se com saúde!

Quer saber mais:

E-book, Artigos científicos, depoimentos, posts para redes sociais e muito mais você encontra AQUI

Rachel-Nutricionista