Minha história com Pilates – Graziele Ribeiro

Quem estava com saudades de ver uma história linda, envolvendo o Pilates? Hoje, a nossa leitora Graziele Ribeiro vai contar como o método a ajudou a superar o fim do casamento e como ela se tornou uma pessoa mais feliz. Vamos conferir?

‘’O Pilates começou mais como uma forma de atividade física. No início eu queria apenas um alongamento melhor e não entendia bem a maneira que o método mudaria meu corpo, minha mente e minha respiração.

Tenho asma desde criança e, há uns meses atrás, passei a sentir muita falta de ar por causa do estresse na minha vida conjugal. A cada dia que passava, a vontade de estar no estúdio só aumentava, pois era lá que eu esquecia dos meus problemas e a minha falta de ar diminuía. Comecei fazendo duas vezes por semana, passei para três vezes e agora faço todos os dias.

Afirmo com um largo sorriso no rosto que todas as vezes que vejo uma pilastra, uma ponte, uma árvore, uma bola ou qualquer outra coisa que dê para fazer algum tipo de exercício do Pilates me sinto mais disposta (risos). Fiz novas amizades. Amizades verdadeiras, pois arranjei conselheiras, mães, gurus, enfim. Minha vida foi mudando aos poucos.

Meu casamento por fim acabou e me agarrei cada vez mais naquela forma de exercício que todos diziam ser besteira ou estripulias. E, foi a paixão pelo Pilates que fez os meus dias melhores, mais animados, mais divertidos… Foi a minha terapia. Emagreci cerca de 10kg, minha flexibilidade está muito maior, minha falta de ar diminuiu uns 80%, minha postura melhorou significativamente, e hoje, com certeza, sou uma pessoa muito mais feliz!

PUBLICIDADE
MetaLife Pilates
MetaLife Pilates
MetaLife Pilates
MetaLife Pilates

Agradeço muito a minha professora Márcia Canêdo, ela foi uma das pessoas que me levantou, que me ajudou no momento mais crítico da minha vida. Hoje sou enlouquecidamente apaixonada pelo Pilates!’’

É isso aí, Grazi! Antes de mais nada, precisamos amar a nós mesmos. Seja sempre muito feliz!

1 COMENTÁRIO