Pesquisar
Close this search box.

+80K

+390K

Pesquisar
Close this search box.

+80K

+390K

Minha história com o Pilates: Amanda Pierre

A história da Amanda, que ensina aos filhos a arte do ‘’Brincatear’, é dedicada a todas as mamães e aos papais pilateiros. Tá curioso pra saber como funciona? Então vamos ver como ela introduziu o Pilates na vida dos três filhos:

“Me recordo que num passado muito próximo crianças recolhiam latas de alumínio para jogar bete. Na realidade que enfrentamos hoje, diante da violência nas ruas e do trânsito, hoje é quase impossível fazer isso.

As crianças desse tempo de liberdade a que me refiro, brincavam nas ruas e desenvolviam habilidades físicas e mentais, eram dotadas de equilíbrio, agilidade, farta coordenação motora e uma estabilidade de dar inveja nas crianças dos tempos atuais.

Pensando nisso, observei que meus filhos não brincavam na rua, jogavam vídeo game e passavam as manhãs deitados, assistindo televisão ou manuseando aparelhos de celular. Concluí que precisava auxiliá-los e tratei de engajá-los em uma atividade esportiva, que nem de longe é suficiente. Afirmo isso porque criança tem que pular, rolar, correr e suar. Meus filhos não faziam nada disso e aquela situação perturbava meus pensamentos mais íntimos.

Foi então que decidi ensinar aos meus filhos tudo que aprendi na minha infância. O resultado que atingi foi muito positivo. Meus filhos amaram, principalmente, porque eu participei e eles viram que eu sabia brincar também! A minha presença era motivo de alegria para eles e o que mais me impressionou durante essa experiência foi a expressão deles ao ver a mamãe se equilibrar e ficar de cabeça para baixo em uma bola suíça.

Vi os olhos dos meus pequenos brilharem diante de cada movimento. O Pilates possui muitos acessórios incríveis e à partir daí encontrei uma brincadeira que poderia proporcionar a eles todo o equilíbrio e coordenação motora que eu tinha adquirido quando criança nas brincadeiras de rua. Hoje eu treino meu Pilates e brinco com meus filhos o ‘Brincateando’. É óbvio que as outras brincadeiras também fazem parte do dia a dia deles, mas afirmo, com muita satisfação, que a preferida de todas é o Brincatear.

É por meio dela que eles aprendem a se equilibrar, a ter flexibilidade, a ter exímia coordenação motora, sem contar as noites tranquilas de sono e os momentos impagáveis que passamos juntos. O Pilates me proporcionou estreitar o vínculo materno com meus filhos durante a infância.

Às mamães pilateiras lanço aqui um desafio para esta semana: ensinar o seu filho, afilhado, sobrinho ou qualquer criança de seu convívio, o Brincatear.

Não cobre postura, não cobre respiração.Ensine-os a fazer um “V” invertido só por brincadeira, e eles descobrirão quão maravilhoso é esse universo.Tenham paciência que a respiração e a postura virão com o tempo. Deixem que eles sintam o prazer de Brincatear com o Pilates, assim como nós pilateiras temos satisfação em ensinar a arte de Pilatear! Sou mãe de três filhos e também instrutora de Pilates. Sempre registramos nossos momentos com fotos. São momentos únicos”.

Tem uma história legal com Pilates e quer compartilhar com a gente? Envie um e-mail para contato@revistapilates.com.br. Quem sabe sua história é publicada? Estamos esperando, hein!

Compartilhar:

Redes Sociais

Mais Populares

Receba as últimas atualizações

Seja dono do seu estúdio

Categorias

Destaques do mês

Confira nosso blog

BAIXE NOSSOS E-BOOKS gratuitamente

Sobre Nós
Um canal digital que fornece informações para a comunidade do Pilates, incluindo praticantes, instrutores, profissionais da saúde, profissionais de educação física, fisioterapeutas e estudantes.

FALE CONOSCO

Preencha o formulário abaixo, e em breve entraremos em contato!