Equipamentos e acessórios portáteis para aulas online

Aulas em casa

A busca por um estilo de vida mais saudável cresce constantemente, o que aumenta a procura por exercício físico regular. Treinar em casa passou a ser mais comum após o início da pandemia, sendo necessário ter muita disciplina e o acompanhamento de um profissional capacitado para garantir a qualidade dos movimentos. Porém, esses requisitos são os mesmos de um treino em academia ou estúdio personalizado. O Pilates a domicílio tem se tornado mais frequente pelos tantos benefícios que traz à saúde, desde alívio de dor e correção postural até ganho de flexibilidade e fortalecimento muscular. No método existe a possibilidade de aulas em equipamentos ou no solo – conhecido como MAT – além de acessórios que podem ser clássicos ou contemporâneos. 

 Aparelho x Mat Pilates 

MAT foi desenvolvido por Joseph Pilates antes mesmo de haver aparelhos para a prática, sendo uma sequência de exercícios desafiadores com o peso do próprio corpo. Alguns são educativos, chamados de Pré-Pilates, enquanto outros têm a característica de exigir maior esforço para serem executados. Somente após a oportunidade de reabilitar os feridos da Primeira Grande Guerra, foi que o mestre utilizou das macas e cadeiras de roda para criar os aparelhos que conhecemos hoje, com molas que podem tanto facilitar quanto dificultar os exercícios realizados também no solo. Os benefícios de praticar Pilates em aparelhos ou no solo são exatamente os mesmos por haver princípios, alinhamentos e estímulos que devem ser seguidos em ambos os formatos de aula. 

 Clássico x Contemporâneo 

Os acessórios são grandes aliados que tem a função de enriquecer as aulas com uma maior variedade de movimentos. Os acessórios clássicos são aqueles criados diretamente pelo mestre, enquanto os contemporâneos foram desenvolvidos mais tarde e adotados à prática. Alguns dos clássicos são: toe corrector, foot corrector, sand bag, push up device e 2×4. Esses itens são de uma genialidade singular e com grandes resultados àquilo que propõem. Porém, o investimento financeiro é alto para uma utilização tão específica, o que inviabiliza a aquisição para instrutores contemporâneos. Com a difusão do método ao longo dos anos, novas possibilidades de movimentos surgiram e acessórios foram acrescentados às aulas, sem perder de vista os princípios que tornam o Pilates essa modalidade tão singular. 

 Pilates x Funcional 

PUBLICIDADE

Assim como o Pilates não é só para reabilitação, Treino Funcional (TF) não é só para ganho de condicionamento físico. São duas modalidades extremamente completas, que podem ser trabalhadas de forma associada nas aulas, por terem objetivos muito semelhantes. Seus principais benefícios são: aumento de mobilidade articular, melhora da flexibilidade, ganho de força muscular, correção postural e qualidade de vida. Além disso, nas duas opções encontramos exercício com o peso do corpo, com grande variedade de movimentos, fortalecimento de centro corporal, prevenção e tratamento de lesões. 

Ao considerar funcional todo treinamento que devolve funções corporais (puxar, empurrar, sentar, levantar…), é possível classificar o próprio Pilates como um método funcional. Porém, uma diferença considerável é encontrada nos exercícios de impacto, já que no método clássico há baixíssimo índice de impacto articular, utilizado no TF para aumentar frequência cardíaca e trabalhar potência muscular. Outro ponto importante é que o Pilates tende a focar mais em alinhamentos posturais de forma fluida para alívio de dores, enquanto os exercícios de TF trabalham mais agilidade e focam em gasto calórico. 

 Investir em acessórios 

 Acessórios tornam as aulas mais dinâmicas, desafiando desde pessoas sedentárias até atletas de alto rendimento. Podem ser utilizados individualmente ou associado aos aparelhos, o que torna as aulas mais divertidas. Logo, adquirir alguns desses itens portáteis e de fácil transporte traz ainda mais profissionalismo ao seu atendimento e gera confiança do cliente com o trabalho. Além disso, um mesmo acessório pode trabalhar diferentes competências físicas e diversos grupos musculares, tornando um investimento que garante versatilidade ao planejamento de aula. Aqui vão algumas das diversas possibilidades:  

  • MEIA (SAPATILHA): a intenção desse item é utilizar o solado de borracha para garantir maior aderência e evitar quedas, mas será que é ideal manter os receptores podais cobertos? Por eles funcionarem como captores posturais para manutenção da postura, o ideal é treinar sempre descalço. [Clique aqui para acessar o texto completo sobre “A Importância de Treinar Descalço”] 
  • MAT (TAPETE): serve como base durante os exercícios de solo para que o corpo não fique em contato direto com o chão durante a aula, trazendo maior conforto à coluna e joelhos durante os apoios dos movimentos. É leve, flexível, atóxico e lavável, por isso, pode ser enrolado e guardado em lugares pequenos. 
  •  MEIA LUA (BABY ARC, ARC BARREL, SMALL BARREL): é um equipamento clássico, que pode ser usado na aula de forma lúdica para trabalhar mobilidade de coluna, alongamento, fortalecimento e equilíbrio. Seu formato permite o encaixe da coluna para realizar movimentos de forma mais segura à coluna e auxiliando na correção de desequilíbrios posturais. Além disso, pode ser utilizado com a concha para cima ou para baixo, trabalhando ainda mais o equilíbrio. 
  • STEP BARREL (SPINE CORRECTOR): este também é um equipamento clássico para trabalho de mobilidade de coluna, alongamento e fortalecimento corporal. Por ser um objeto prático e compacto, pode ser facilmente guardado e transportado. Apesar de ter alguma semelhança com o aparelho Ladder Barrel, seu apoio é em contato com o solo, garantindo maior segurança e conforto, além de sua curvatura também oferecer maior apoio à coluna. 
  • PILATES CIRCLE (MAGIC CIRCLE, FLEX RING): é um acessório clássico, em formato circular, com dois apoios laterais e que oferece resistência de apertar ou empurrar. É muito utilizado para exercícios de alongamento e fortalecimento de braços, pernas e abdômen. 
  • FOAM ROLLER CURTO/MÉDIO (ROLO DE LIBERAÇÃO): material excelente para aliviar tensões e trazer relaxamento por meio de uma automassagem que elimina pontos gatilho. Também pode ser usado para exercícios de mobilidade, alongamento, fortalecimento e equilíbrio. 
  • TONNING BALL (MEDICINE BALL): são pequenas bolas com pesos variados, utilizadas para reabilitação e fortalecimento de membros superiores, inferiores e abdômen, além de trabalhar condicionamento físico por aumentar a frequência cardíaca. Apesar de ser um acessório simples, pode enriquecer e diversificar muito os exercícios de forma segura por oferecer baixo impacto. 
  • OVER BALL [SOFT BALL, SOFT GYM]: é uma bola macia que se ajusta ao corpo durante os exercícios de fortalecimento corporal. Pode ser usada na aula entre as mão, joelhos e tornozelos ou servir como apoio com chão para cabeça, coluna e quadril. 
  • BOLA DE PILATES (BOLA SUIÇA, FIT BALL): acessório muito conhecido, com tecnologia anti-estouro, podendo suportar até 300kg. É ideal para alongamento, fortalecimento, equilíbrio e propriocepção. Além disso, proporciona sensação de conforto e bem-estar durante a aula por auxiliar em exercícios com baixo impacto.  

  • MEIA BOLA DE PILATES (BOSU): meia bola inflável extremamente versátil para trabalhar equilíbrio, propriocepção e fortalecimento corporal, suportando até 260kg. Seu nome popular significa “both sides up”, podendo ter como base tanto a parte plana quanto a oval. 
  • DISCO DE EQUILÍBRIO (DISCO INFLÁVEL): acessório que suporta até 150kg ideal para treino de equilíbrio, propriocepção, coordenação motora como forma de reabilitação ou condicionamento físico. Sua superfície texturizada estimula a circulação e aciona pontos reflexos nos pés. Muito utilizado para estabilizar tornozelo, joelho e quadril por gerar instabilidade para a base. 
  • DISCO DE ROTAÇÃO: estrutura de madeira com esferas de rolamento, essencial para trabalhar equilíbrio e estabilização corporal. É extremamente desafiador e torna as aulas mais dinâmicas e divertidas. 
  • MINI BAND: elásticos circulares, pequenos e fáceis de guardar. Possuem tensões diferentes para intensificar exercícios de abdução de braços e pernas. São úteis para reabilitação, correção de disfunções musculares e fortalecimento do corpo todo. 
  • FAIXA ELÁSTICA (BANDA ELÁSTICA, FLEX BAND): há uma infinidade de aplicações, posicionamentos e exercícios, tanto para reabilitação quanto para condicionamento físico. Possui diferentes intensidades que trazem resistência aos exercícios de alongamento e fortalecimento geral. É outro acessório fácil de guardar, que traz dinamismo às aulas. 
  • FITA DE SUSPENSÃO: foi criado por um ex-militar e se popularizou por ser de fácil instalação. Oferece uma infinidade de exercícios que trabalham mobilidade articular, alongamento muscular, fortalecimento corporal e condicionamento físico. 
  • SPINé uma grande novidade do mercado, sendo uma prancha com base giratória para desenvolver equilíbrio corporal. A plataforma simula uma prancha de surfe e gera instabilidade aos exercícios, que podem ser em pé ou deitados. 
  • PILATES WHEEL (MAGIC WHEEL): este também é um acessório novo no mercado que vem auxiliar nos exercícios de mobilidade, alongamento, fortalecimento e equilíbrio. 
  • PLANK: é um equipamento portátil que pode ser utilizado para aulas de Pilates ou Treino Funcional. Leve, de fácil manuseio, utilizado desde reabilitação até condicionamento físico. Possui diversos elásticos com diferentes tensões para trabalhar o corpo todo com baixo impacto. 

CONCLUSÃO 

Ao incluir acessórios nas aulas é possível facilitar ou dificultar os movimentos e aumentar significativamente o repertório de exercícios. Porém, é necessário haver planejamento prévio para que a sequência aplicada seja lógica, respeitando as fases de aquecimento, parte principal e volta à calma, sempre focando nos objetivos do aluno. 

Apesar dos benefícios serem diversos ao corpo, também há ganho em bem-estar mental. É possível diversificar a aula de Pilates com muita criatividade, mantendo os princípios do método. Além disso, o dinamismo da modalidade aumenta significativamente as chances do aluno se manter interessado e assíduo nas aulas. Invista em acessórios compreendendo que esse investimento é em seu material de trabalho, trazendo mais profissionalismo ao seu atendimento e gerando confiança do cliente com seu trabalho. 

Lívia Gariani – @liviagariani

Bacharela em Ed. Física
Especialista em Fisioterapia Esportiva
Empresária – Proprietária do @iamstudiocuritiba
Professora de Pilates desde 2012.

PUBLICIDADE