Envelhecimento e a prática do Pilates

O envelhecimento e a importância do movimento

A população idosa constitui um dos segmentos que mais cresce em todo o mundo; o envelhecimento, antes considerado um fenômeno, hoje faz parte da realidade da maioria das sociedades. A longevidade é vista como um verdadeiro triunfo da humanidade, ao mesmo tempo em que é considerada um de seus maiores desafios e causa grandes efeitos nas estruturas sociais, fazendo-se necessária a adoção de medidas e políticas que proporcionem à população um envelhecimento com qualidade e dignidade.

O envelhecimento é um processo progressivo e irreversível. Durante este processo ocorrem alterações fisiológicas, como a diminuição da massa magra, aumento de gordura corporal, diminuição da força e flexibilidade, os quais, associados, resultam numa diminuição do equilíbrio, da postura e do desempenho funcional. Dessa forma, dificultam a realização das atividades da vida diária (AVDS) do idoso, consequentemente aumentando o risco de quedas e comprometendo a qualidade de vida.

Além da parte fisiológica, temos também os fatores emocionais e psicossociais, como alterações cognitivas, depressão, baixa frequência de contatos sociais, distúrbios visuais, entre outros.

Hoje vivemos num mundo muito diferente de antes, a tecnologia facilita nossa vida, ao mesmo tempo nos torna pessoas mais sedentárias e, mais recente, extremamente conectadas a internet por longos períodos de tempo. Desta forma, as pessoas estão se tornando cada vez mais sedentárias. Essa mudança no estilo de vida da população compromete a qualidade de vida no decorrer dos anos e do envelhecimento.

Além do sedentarismo, estudos recentes em relação ao nosso sistema fascial, nos mostra que com o envelhecimento perdemos gradativamente a capacidade de produzir, na mesma quantidade, o colágeno e a elastina contidos na fáscia. Porém, o ácido hialurônico, outro componente rico nesse sistema, não sofre alteração. No entanto, ele se densifica com o envelhecimento,  fazendo com que nos tornemos mais rígidos. 

PUBLICIDADE
A cada R$ 100 você ganha uma arte decorativa digital
A cada R$ 100 você ganha uma arte decorativa digital
Mentoria MetaLife
Mês do cliente - Descontos incríveis aproveite
Mentoria MetaLife

A boa notícia é que quando mantivemos uma rotina de movimentos saudáveis, uma boa hidratação e alimentação, conseguimos manter esta fáscia saudável, mais fluida, e assim conseguimos ter movimentarmos com mais qualidade por mais tempo. Ou seja: o movimento ajuda a fáscia a ser mais fluida e, consequentemente, mais saudável. A fáscia mais saudável nos permite ter uma melhor qualidade de movimento ao longo da vida, como um ciclo que se completa.

Alunos da turma Maturi, da Tc Pilates

Envelhecimento e atividade física

Como podemos evitar esse declínio? Como envelhecer com mais qualidade de vida?

Com uma rotina de vida que inclua a prática sistemática de atividades e exercícios físicos podemos atenuar, e até reverter, essas alterações fisiológicas decorrentes do envelhecimento. Os benefícios da atividade física e do exercício para idosos são muitos e abrangem desde o campo físico até os aspectos sociais e emocionais, como:

Aumento da capacidade aeróbia; melhora na flexibilidade; melhora na resistência muscular localizada; aumento do conteúdo de minerais ósseos; diminuição da resistência vascular; melhor tolerância à glicose; redução da concentração de lipídios; melhora do estado de ânimo, aumento da vitalidade, melhora significativa da qualidade de vida e da autoestima e principalmente a autonomia para realizar as AVDS, que são as tarefas da vida diária. A prática de atividades em grupos nesta faixa etária também tem um importante papel, pois promove a sociabilização, contribuindo de forma positiva para o fator psicossocial.

As atividades físicas geralmente recomendadas para esta faixa etária são as com exercícios de baixa intensidade, baixo impacto e longa duração, fortalecimento muscular, de alongamento e flexibilidade. Seguindo este padrão, o método Pilates é uma excelente opção para o público idoso.

Os benefícios do Pilates

Alunos da turma Maturi, da Tc Pilates

O método Pilates é uma excelente opção de exercício para essa população porque apresenta movimentos de baixo ou nenhum impacto, sendo uma técnica segura. As possibilidades de lesões ou dores musculares são praticamente inexistentes.

Por ser uma atividade que não apresenta também quase nenhum tipo de impacto às articulações, podem se beneficiar os idosos portadores de artrose, artrite reumatóide, artroplastia e discopatias degenerativas (degeneração das vértebras e discos da coluna), osteopenia e osteoporose.

Através dos exercícios e princípios do método Pilates, ocorre ainda uma melhora da flexibilidade, alinhamento e correção postural, mobilidade vertebral, fortalecimento do assoalho pélvico, estabilização, equilíbrio e tonicidade muscular; controle, prevenção e tratamento de doenças crônicas, como incontinência urinária e Parkinson. 

Além disso, a interação em grupo, os desafios, o lúdico, se tornam ferramentas importantes neste processo psicossocial.  Dessa forma, a prática do Pilates com idosos propõe melhorar a qualidade de vida do indivíduo como um todo, alterando seu estado físico, mental e social, contribuindo para o convívio dessa pessoa com demais membros da sociedade. 

Pode-se dizer que o método Pilates de condicionamento físico proporciona grande satisfação aos praticantes da terceira idade, que passam a aproveitar ao máximo seu corpo e a plenitude da sua saúde. Abordaremos alguns temas isolados nos próximos textos. Lembrando sempre que nós, profissionais da saúde e do movimento, devemos ter um olhar atento a esta população, para que possamos colaborar efetivamente nesse processo da manutenção da autonomia, autoestima, qualidade de vida e bem-estar.

Karin Forti

Formada em Educação Física licenciatura e bacharelado – UNIMEP (Universidade Metodista de Piracicaba)
Pós-graduada em fisiologia do exercício pela UNIFESP (universidade Paulista de Medicina)
Doctor em Shiatsu pela Toyo Seitai Gakuin – Nagano – JAPÃO
Trainer Fascial Fitness – Fascial Fitness Brasil
Formada em pilates básico e intermediário pelo método STOTT
Formação completa em piltates 450h pela TCPilates
Formada em treinamento funcional pelo core 360
Treino e suas ferramentas – Ale Burani, Rebook, SP.

PUBLICIDADE