Diástase e o tratamento com Pilates

Diástase – você sabe o que é?

Diástase – essa é uma palavra que no meio das gestantes e nas puérperias tenho escutado constantemente…

Como faço para prevenir a diástase? Eu vou ter diástase na gestação? E depois da gravidez vai voltar ao normal?
São tantos questionamentos e esse tem sido um assunto amplamente discutido no meio das mamães.

Então, o que acontece no corpo da gestante para ela desenvolver uma diástase?
Para responder essa  pergunta primeiro precisamos entender o que acontece com o corpo durante o processo de gestação.

Quando o corpo materno está carregando o bebê, acontece um relaxamento dos músculos do abdômen para comportar o útero em expansão, então ocorre o afastamento dos músculos abdominais e do tecido conjuntivo, sendo a principal causa de flacidez abdominal e dor lombar no pós-parto.

Esse afastamento pode chegar a 10cm entre um músculo e outro, isso se deve a fraqueza do abdômen, que fica muito esticado devido ao crescimento da barriga.

PUBLICIDADE
Linha WAVE 2.0 estúdio completo, design exclusivo
Five de um UP no seu estúdio
Linha WAVE 2.0 estúdio completo, design exclusivo

O tratamento para corrigir a diástase abdominal pode ser feito com exercícios, fisioterapia ou, em último caso, cirurgia, principalmente quando o afastamento é maior que 5 cm e os exercícios não foram eficazes de corrigir a situação.

O tratamento com Pilates

Um dos exercícios mais indicados no tratamento da diástase é o Pilates, porque ele previne e auxilia na recuperação. O método tem como prática contrair o transverso abdominal e as fibras inferiores do reto abdominal, fortalecendo-os, sem que haja pressão excessiva no reto abdominal. Além disso, a respiração do Pilates proporciona um melhor funcionamento dos músculos profundos, os quais ajudam a diminuir o distanciamento do músculo reto abdominal.

Portanto, para prevenir ou tratar a diástase, a melhor estratégia é estimular a ativação dos músculos profundos. Então segue alguns exercícios pensados nessa prevenção e tratamento. Sempre lembrando que è necessário uma autorização médica para as gestantes e as puerperias.

Três exercícios que ajudam a previnir e melhorar a diástase

Exercício 1 – Spine stretch 



Posição inicial
Sentado em uma posição de alinhamento neutro da pélvis, com as pernas de borboletas, com os pés unidos. Posicionar as mãos no tornozelo e cotovelos relaxados.

Movimento inicial
Na inspiração permaneça parada.

Movimento ativo
Na expiração inicie abaixando o queixo e arredondando a coluna , imaginando que está circulando uma bola no colo. Evite a movimentação da escápulas. Inspire parado e movimente-se na expiração.

Observação
– Use sempre a respiração no exercício, ela ajudará a fortalecer a musculatura profunda do abdômen e a prevenir, ou tratar, a diástase.
– Mantenha a pélvis no alinhamento neutro 

Exercício 2 – Afundo com bastão 

Posição inicial
Com um pé na frente do outro, afastados, bastão alinhado à coluna, fechando as costelas.

Movimento 1
Na expiração, flexione os joelhos, permitindo que o calcanhar saia do apoio. Inspire parado e estenda o joelho. Repita algumas vezes e troque a perna da frente.

Observação
– Mantenha o alinhamento da coluna e mantenha as costelas fechadas enquanto flexiona o joelho.
– Use a respiração ao favor do movimento para tratar ou prevenir a diástase.

Exercício 3 – Variação Single Leg Pumps e Footwork 



Posição inicial
Em pé, de frente para a Step Chair. Deixe um pé no pedal e o outro no solo. Coluna neutra natural, braços estendidos e segurando uma toning ball.

Movimento 1
Pressione o pedal para baixo, estendendo o quadril e o joelho enquanto expira. Ao mesmo tempo eleve os braços em direção a cabeça.

Movimento 2
Lentamente, com controle, retorne à posição inicial, inspirado. Cuidando da perda do controle da pélvis (para que o trabalho para a diástase seja efetivo). Pense no alinhamento da coluna e no fechamento das costelas.

Observação
Lembre da coordenação e do controle do quadril e da cintura escapular.
– Nesse movimento lembre de ativar os músculos profundo do tronco.
– O pé precisa estar levantando!

Natalia Lima
Terapeuta, Doula, Mentora de Gestante e Bailarina
@oficialnatalima
DRT 353-2006
CRTH-BR 6478
Proprietária do ESPAÇO TATVA

PUBLICIDADE
Linha Infinity 2021 Turbine seu estúdio
Linha Infinity 2021 Turbine seu estúdio
Five de um UP no seu estúdio