Pesquisar
Close this search box.

+80K

+390K

Pesquisar
Close this search box.

+80K

+390K

Conheça uma história real

Por: Natália Lima

Testemunhal

Nome: Ana Maria Pitchon, 32 anos.

 “…Estou compartilhando meu testemunho sobre como o Pilates me ajudou durante a gestação, quando descobri que meu bebê estava na posição pélvica, o que significa que estava sentado com os pés para baixo em vez de estar de cabeça para baixo, como é o ideal para o parto normal.

Quando recebi o diagnóstico de bebê pélvico, fiquei preocupada e comecei a pesquisar alternativas para ajudar a virar o bebê naturalmente. Foi quando conheci a Natália e descobri que ela tinha muita experiência com bebês sentados e me recomendou várias coisas e uma delas era o Pilates como uma opção que poderia ajudar a melhorar a posição do meu bebê.

Decidi então iniciar o acompanhamento com ela e incluindo a prática de Pilates específico para grávidas. Durante as sessões de Pilates, focamos em exercícios que ajudavam a fortalecer e alongar os músculos do assoalho pélvico, abdômen, costas e quadris. Além disso, foram realizados exercícios que promoviam a mobilidade da pelve e estimulavam a posição ideal para o bebê.

À medida que eu progredia nas sessões de Pilates, comecei a sentir uma melhora na minha postura, flexibilidade e força muscular. Além disso, percebi que minha respiração e consciência corporal estavam melhorando significativamente. Esses aspectos foram essenciais para o sucesso do objetivo de virar o bebê.

Após algumas semanas de prática regular de Pilates, voltei ao meu médico para uma consulta de rotina e, para minha alegria, descobrimos que o bebê havia virado para a posição correta! Fiquei emocionada e grata pelo resultado positivo.

Acredito que o Pilates desempenhou um papel fundamental nessa mudança. Os exercícios focados em fortalecimento e alongamento dos músculos específicos ajudaram a criar um ambiente mais favorável para o bebê se mover e se acomodar adequadamente.

Além disso, o Pilates me proporcionou um momento de conexão com o meu corpo e com o meu bebê. As técnicas de respiração e a atenção plena durante os exercícios me ajudaram a me sentir mais calma e confiante durante toda a gestação…”

Em resumo, o Pilates pode desempenhar um papel importante no tratamento do bebê pélvico, auxiliando no fortalecimento muscular, no desenvolvimento adequado da postura e no equilíbrio. Com a orientação adequada, o Pilates pode oferecer uma abordagem segura e eficaz para promover a saúde e o bem-estar dos bebês com essa condição.

Compartilhar:

Redes Sociais

Mais Populares

Receba as últimas atualizações

Seja dono do seu estúdio

Categorias

Destaques do mês

Confira nosso blog

BAIXE NOSSOS E-BOOKS gratuitamente

Sobre Nós
Um canal digital que fornece informações para a comunidade do Pilates, incluindo praticantes, instrutores, profissionais da saúde, profissionais de educação física, fisioterapeutas e estudantes.

FALE CONOSCO

Preencha o formulário abaixo, e em breve entraremos em contato!