A Importância do Pilates na “Síndrome Pós-Covid 19”

“Síndrome Pós-Covid 19”, você sabe o que é?

No inverno, a incidência de doenças respiratórias aumentam, juntamente com o receio da contaminação pelo coronavírus, visto que ainda faltam informações para concluir as questões clínicas sobre pós-Covid-19.

Com mais de 12 mil pacientes recuperados da Covid 19 no Brasil, especialistas apontam que já existe outra epidemia que merece atenção, a chamada “Síndrome pós-Covid”. Entre os problemas estão falta de ar, depressão, perda de memória, diarreia crônica, dificuldade de raciocínio, fadiga, dores intensas, perda de cabelo, distúrbios na pele, infarto e arritmia, além das complicações pulmonares que impactam significativamente na diminuição da capacidade pulmonar.

Segundo o Ministério da Saúde, cerca de 80% dos pacientes com a Covid-19 podem ser assintomáticos ou terem sintomas leves. Aproximadamente 20% requerem atendimento hospitalar. E ainda com 80%, alguns estudos apontam que estes pacientes recuperados sentem ao menos um dos sintomas citados anteriormente, de quatro a sete meses após o período infeccioso. O que podemos afirmar é que se trata de uma doença que não atinge somente o sistema respiratório e cada vez mais aparecem pessoas com sequelas em diferentes partes do organismo e músculo esquelético.

PUBLICIDADE
17 anos MetaLife - WAVE 2.0 a evolução da linha premium
Five de um UP no seu estúdio - 17 anos MetaLife
17 anos MetaLife - WAVE 2.0 a evolução da linha premium

Síndrome pós-covid 19

Após experimentar o pânico de ter contraído o novo coronavírus, os cuidados ainda serão necessários, devido o novo enfrentamento a sequelas deixadas, porém, temos como aliado na recuperação os exercícios físicos, os quais contribuem com o sistema imunológico, estimulam as células imunes com características anti inflamatórias e, consequentemente, para uma vida saudável, podendo amenizar ou estabilizar doenças crônicas pré-existentes, patologias e sintomas decorrentes a “síndrome pós-covid 19”.

Os benefícios do Pilates 

O método Pilates é capaz de proporcionar expansão da caixa torácica, melhorando a função pulmonar e a coordenação respiratória, potencializando a capacidade de oxigenação, além de reunir diversos benefícios para a mente e para o corpo. Por sua vez, quando utilizado corretamente o método, proporcionamos ainda outros fatores, como: desenvolvimento da coordenação motora, eliminação de toxinas, melhora da musculatura abdominal, fortalecimento de outros músculos do tronco e melhora dos músculos do Core, complexo “lombar-pélvico-abdominal-períneo-quadril”. Dessa forma, é possível estruturar e sincronizar com os movimentos exercidos pelo corpo para a melhora da mecânica ventilatória, devido a diminuição da resistência das vias aéreas.

Em consideração a isso, muitos especialistas estão indicando a realização do método Pilates como forma de reabilitação após o período de contágio, com os cuidados a cada paciente e seu prognóstico. O método permite o restabelecimento do corpo como um todo, tonificando musculaturas e melhorando a demanda ventilatória, na qual é a mais atingida por esse vírus. Sendo assim, o paciente se torna mais resistente à fadiga. Em razão desta combinação, o Pilates restaura o equilíbrio de todas as funções do corpo, tanto músculo esquelético, como sistema pulmonar, além de proporcionar a reorganização da mente, pois como dizia Joseph Pilates: “Uma mente sã que habita um corpo são (100% de equilíbrio) é como uma casa construída com teto de cobre sobre uma sólida estrutura de pedras”.

Por: Elisa Cardoso
Fisioterapeuta – Crefito5: 309937 – F
Pós-Graduanda em Fisioterapia Traumato-Ortopédica e Esportiva;
Formação em Pilates Clássico – Básico ao Avançado;
Formação em Pilates com Acessórios Clássicos;
Formação em Auriculoterapia;
Formação em Bandagens Funcionais;
Formação em Drenagem Linfática;
Formação em Dry Needling;
Formação Fascial Movement;
Formação em Liberação Miofascial.
PUBLICIDADE
17 anos MetaLife - Realizando Sonhos! Últimos dias
17 anos MetaLife - Realizando Sonhos! Últimos dias
Five de um UP no seu estúdio - 17 anos MetaLife