Bases instáveis

Acessórios como a bola, o disco de equilíbrio, o BOSU e os rolos são divertidos e desafiadores, mas o que será que eles mudam no treino? Quando acrescentamos uma base instável a um exercício aumentamos o trabalho muscular, pois adicionamos novos estímulos.

foto-1

Além da tarefa em si, o aluno tem que se equilibrar e a combinação exercício + instabilidade aumenta o recrutamento muscular. No entanto, deve-se entender que os maiores beneficiados são os músculos do Power house, pois sendo eles estabilizadores são os mais sensíveis a esse tipo de treino.

foto-2

Estudos mostram que se o objetivo é fortalecer os abdominais e as costas, esses acessórios são mais do que recomendados, mas o mesmo não acontece para os grupos musculares que não tem essa função.

PUBLICIDADE
17 anos MetaLife - WAVE 2.0 a evolução da linha premium
Five de um UP no seu estúdio - 17 anos MetaLife
17 anos MetaLife - WAVE 2.0 a evolução da linha premium

foto-3

As bases instáveis também são importantes recursos para o ganho de propriocepção, o que as torna excelentes ferramentas de reabilitação tanto de pessoas comuns como de atletas. Além disso, nosso organismo se habitua rápido aos estímulos, então variá-los aumenta o desafio e faz com que o corpo procure novas adaptações, resultando em maior gasto de energia e fortalecimento muscular.

foto-4

Lembre-se de ter certeza que o aluno está preparado para evoluir. É importante que ele domine o exercício na variação mais simples para passá-lo para uma mais avançada. Também é importante ter cuidado e usá-los com muita cautela em grupos de risco como terceira idade e gestantes, pois uma queda pode ter graves consequências. Sair da rotina é sempre bom, mas com responsabilidade, sempre!

Monique Ayala
Fisioterapeuta e Instrutora de Pilates.
Crefito-2 69066-F 

Hellen Morita
Fisioterapeuta e Instrutora de Pilates.
Crefito-2 76136-F

PUBLICIDADE
17 anos MetaLife - Realizando Sonhos!
17 anos MetaLife - Realizando Sonhos!
Five de um UP no seu estúdio - 17 anos MetaLife