A arte de pilatear: Teaser na cadeira

O Teaser é um exercício muito desafiador para o Power House. Caso o aluno nunca tenha feito, o melhor é que comece no solo. Caso ele já esteja familiarizado, pode experimentar na Cadeira.

Peça para o praticante sentar na Cadeira de costas para a barra de pés. Se estiver usando a Wunda Chair (mais larga) oriente-o a sentar no meio do assento, caso esteja com a Cadeira Combo (mais estreita), ele senta na beirada mais afastada do pedal.

O aluno segura a borda do assento, leva os joelhos dobrados ao peito, tirando os pés do chão e estica as pernas na posição do Teaser (com os pés em base Pilates, calcanhares juntos, pontas dos pés separadas e leve rotação externa das coxas), contraindo o centro de força deixando seu apoio entre os ísquios e o cóccix.

Então, ele retira as mãos da borda e estica os braços à frente conectando todo corpo. Após, deve dobrar os cotovelos levando-os em direção a cintura e esticar os braços atrás do corpo levando as mãos em direção ao pedal, onde elas devem apoiar separadas na largura dos ombros. Caso o praticante não tenha flexibilidade para isso, pode deixar os braços mais afastados. Todo esse movimento deve ser feito sem que ele saia da posição.

O aluno empurra o pedal para baixo, descendo o tronco, pensando em levar seu cóccix para o calcanhar para evitar que o bumbum empine e a coluna vá em extensão ou, simplesmente, que a lombar saia da posição enrolada.

PUBLICIDADE
Linha WAVE 2.0 MetaLife setembro 2021
Five Outubro 2021 - Seu próximo passo, sua nova oportunidade
Linha WAVE 2.0 MetaLife setembro 2021

Então é feito o retorno do tronco para cima, sempre tendo em mente a contração do core.

Ao final de algumas repetições, o praticante retira as mãos do pedal e volta a levá-las à frente na posição do Teaser, conectando pela última vez seu corpo todo, volta a apoiá-las na borda da cadeira e dobra as pernas para descer apoiando os pés no chão.

Devemos ficar atento as compensações como:

  • Cabeça avançada – peça para que o aluno imagine um fio puxando as orelhas para longe e também para que leve o queixo para a garganta;
  • Cotovelos em hiperextensão – o aluno deve estar com essa articulação desbloqueada, por isso deve dobrá-las ligeiramente;
  • Levar a força para os braços – este é um exercício abdominal e não de braços. Eles serão alongados conforme o aluno desce o tronco, mas não agem para facilitar o movimento de volta.

Na foto mostramos uma variação que pode ser feita em alunos com nível básico ou gestantes, onde usamos a caixa da Cadeira para apoiar as pernas. Ao mantê-las dobradas, diminuímos muito a alavanca, o que faz a carga ficar bem menor. A amplitude do movimento também pode ser diminuída. Lembramos que cada gestante deve ter sua série, portanto, a anamnese é importante para que você desenvolva seu programa de aula. Nem toda grávida estará apta para fazer este exercício.

O desafio do Pilates é dar o melhor de cada um dentro de suas possibilidades, jamais ultrapassar os limites individuais. É fazer com perfeição o que pode ser feito.

www.espacofluir.com

Monique Ayala
Fisioterapeuta e Instrutora de Pilates.
Crefito-2 69066-F

Hellen Morita
Fisioterapeuta e Instrutora de Pilates.
Crefito-2 76136-F

PUBLICIDADE
Estúdio Infinity MetaLife Outubro 2021
Estúdio Infinity MetaLife Outubro 2021
Five Outubro 2021 - Seu próximo passo, sua nova oportunidade