Tag Archives: artrite reumatóide

Quem tem artrite reumatóide pode fazer Pilates

artrite-reumatoide-revista-pilates

 

Você sabe o que é artrite reumatóide? É uma doença inflamatória crônica, que causa danos progressivos aos ossos e articulações. Ela atinge principalmente dedos, punhos, pés e tornozelos, e suas causas ainda são desconhecidas.

A artrite reumatóide está associada a inchaços anormais nas articulações das mãos e do punho e em três ou mais áreas articulares do corpo, além de nódulos e rigidez do corpo. Se não for tratada adequadamente, a inflamação pode destruir as articulações e traz complicações nos movimentos do dia a dia, aumentando a dependência do paciente para realizar tarefas comuns, como escovar os dentes e abrir portas, por exemplo.

Como em qualquer doença articular, os exercícios físicos são muito importantes no tratamento da artrite reumatóide. De acordo com a Revista Brasileira de Atividade Física & Saúde, a prática de atividades pode melhorar a aptidão aeróbia (oxigenação do corpo), a força muscular, a mobilidade articular, a aptidão motora e até o humor. E isso não piora a inflamação.

A professora de Pilates Marília Zara afirma que a modalidade (já tão queridinha nossa) é uma ótima opção para esse tipo de paciente. “O Pilates aumenta a força no centro do corpo, melhora o equilíbrio, previne as dores e ajuda na melhora dos movimentos diários, pois trabalha a coordenação”, resume a educadora física. Além disso, os exercícios melhoram a mobilidade e diminuem o impacto nas articulações. Com a consciência corporal do Pilates os movimentos do dia a dia se tornam mais eficientes.

As aulas são focadas nos exercícios de alongamento e alinhamento do corpo e devem ter períodos de repouso. A professora chama atenção para a tensão das molas e movimentos excessivos, que podem levar à fadiga. “É importante que o instrutor e o próprio aluno identifiquem as melhores posições para os exercícios, evitando complicações futuras e facilitando a mudança de repertório. A dica é fazer o aluno se movimentar, mobilizar as articulações”, recomenda.

Viu só? Movimente-se! Você pode!

 

PUBLICIDADE

Grupo Metalife Pilates

Revista Pilates_Pratique com a Revista.png

O salto do coelho

Coelhinho da páscoa
O que trazes pra mim?
Um pulo, dois pulos, três pulos assim…

Coelhinho da páscoa
Que fim eles têm?
Pernas, braços, abdome também!

Em clima de Páscoa, a Fisioterapeuta Marjorie Filellini Laurino (Crefito-3: 160760-F) traz pra gente o Salto do coelho. Preparados, pilateiros e pilateiras? Pratique com a Revista.

Objetivo: desafiar a estabilidade da pelve, dos músculos abdominais e membros superiores ao saltar

Posição inicial: Uma perna estendida com o pé apoiado contra a ombreira do Reformer, a outra em flexão com o pé posicionado no chão, ao lado do Reformer. Mãos afastadas na largura dos ombros, apoiadas na barra de pés. Tronco levemente inclinado para frente.

Movimento: inspire levando o carrinho para trás através do movimento de afundo da perna que está no chão. Na expiração, salte alinhando as pernas na posição de prancha, levando os ombros sobre as mãos. Na inspiração, volte para a posição inicial com controle. Ao retornar, tome cuidado com o alinhamento do joelho e do pé de apoio no solo.

PUBLICIDADE