pilates-funcional-capa

Conheça o Pilates Funcional e os 10 Exercícios do Método para Você Praticar

Todos que conhecem o Método Pilates, sabe que ele pode proporcionar diversas melhorar no corpo humano, mas você sabia que o mesmo pode ser praticado com a junção de exercícios aeróbicos? Esse é o caso do Pilates funcional!

O Método em si, proporciona diversos benefícios para o ser humano, melhorando não só o seu condicionamento físico, mas também a sua força e postura.

Porém, quando aliado a um treinamento mais intenso como o Pilates funcional, ele pode oferecer ainda mais melhorias para o corpo como o emagrecimento e a tonificação.

Pensando nisso, criamos este texto para que você possa entender melhor o que é o Pilates funcional, de que forma ele atua no nosso corpo e quais exercícios fazem parte desta modalidade.

O que é Pilates Funcional?

pilates-funcional-1

O Pilates em si, é um Método criado por Joseph Pilates e é composto por movimentos que trabalham todo o corpo proporcionando uma melhora do condicionamento físico e reabilitação de possíveis patologias.

Por trabalhar diretamente com a respiração, os exercícios do Pilates atuam também na mente, garantindo relaxamento e bem-estar.

Quando associados com exercícios mais intensos, surge então o Pilates funcional que é caracterizado por poder mesclar a prática do mesmo com outros exercícios, como a musculação por exemplo.

Esse tipo de treinamento, foi criado nos USA e veio para o Brasil na década de 90, sendo considerado hoje uma técnica contemporânea.

Nos últimos anos, o Pilates funcional vem ganhando milhares de adeptos e atualmente, está sendo considerado como um dos melhores métodos de treinamento para se chegar à qualidade muscular.

Isso porque os exercícios do Método possibilitam centenas de variações que desenvolvem força, flexibilidade, equilíbrio, estabilidade do core e mobilidade, utilizando poucos materiais

O Pilates funcional consiste na realização de exercícios, onde o treinamento utiliza equipamentos de fácil logística ou simplesmente o próprio corpo, fugindo dos tradicionais treinamentos de força e resistência muscular.

Sendo assim, ao praticar Pilates funcional, você pode garantir vários benefícios como o aumento da força, da resistência muscular, da melhora da flexibilidade, da coordenação motora, do condicionamento cardiovascular e principalmente do emagrecimento.

Além disso, o treino do Pilates funcional ajuda na funcionalidade do corpo, ajudando na realização das atividades diárias.

Desta forma, o Pilates funcional é um grande aliado não só da perda de peso, mas também da saúde em geral.

Benefícios do Pilates Funcional

pilates-funcional-2

Ao praticar Pilates funcional, você garante diversos benefícios como:

  • Desenvolvimento da consciência e controle corporal;
  • Melhora da postura;
  • Melhora do equilíbrio muscular;
  • Diminuição da incidência de lesão;
  • Melhora do desempenho atlético;
  • Estabilidade articular, principalmente da coluna vertebral;
  • Aumento da eficiência dos movimentos;
  • Melhora do equilíbrio estático e dinâmico;
  • Melhora da força, coordenação motora;
  • Melhora da resistência central (cardiovascular) e periférica (muscular);
  • Melhora da lateralidade corporal;
  • Melhora da flexibilidade;
  • Promove o emagrecimento;
  • Aumento da tonificação muscular;
  • Dentre outras qualidades necessárias e indispensáveis para a eficiência diária e esportiva.

Diferenças entre o Pilates Convencional e o Pilates Funcional

pilates-funcional-3

O Pilates em si é composto por movimentos calmos que podem ser realizados tanto em solo quanto em aparelhos.

Estes movimentos priorizam o movimento em si e não a quantidade de repetições, por isso, ele pode ser praticado por qualquer pessoa, ajudando inclusive nas possíveis patologias que podem acometer o corpo das mesmas.

Os exercícios do Pilates convencional também ajudam no relaxamento do corpo, pois como os movimentos são mais calmos, a respiração é trabalhada constantemente, ajudando na concentração.

Já o Pilates funcional, por mais que possua todas as características do Pilates convencional, ele é composto por exercícios mais dinâmicos que exigem mais do ser humano.

Além disso, os exercícios do Pilates funcional podem ser mesclados com outras atividades aeróbicas como corrida ou musculação.

Desta forma, os exercícios gastam muito mais calorias promovendo não só uma melhora da frequência cardíaca, mas também o emagrecimento e a tonificação do corpo.

Exercícios de Pilates Funcional

Conheça agora os 10 exercícios que podem ser utilizados em um treinamento de Pilates funcional:

W – Com Faixa Elástica

pilates-funcional-4

Realize elevação das mãos com cotovelo em extensão, segurando uma faixa elástica acima da cabeça.

Em seguida, realize a descida da faixa elástica o máximo que conseguir por trás da cabeça, aproximando os cotovelos na lateral do tronco.

Tração do Ombro com Rotação Interna do Tronco

pilates-funcional-5

Entrelace o punho na faixa elástica, solte o peso corporal que é sustentado pela faixa durante 30 segundos.

Em seguida, sem sair da posição de tração, realize uma rotação interna do tronco e segure com a outra mão que está livre no joelho do mesmo lado do ombro da tração.

Elevação e Depressão Torácica

pilates-funcional-6

Fique ajoelhado em frente ao Cadillac, entrelace os dedos das mãos e apoie na região Occiptal da cabeça. Em seguida, apoie com os cotovelos sobre o Cadillac.

Deprima a região torácica no sentido ao solo, ou projete o peitoral ao solo soltando todo o peso corporal no apoio dos cotovelos, em seguida realize a elevação da Torácica distanciando do solo.

Extensão Torácica Sobre a Bolinha de Tênis

pilates-funcional-7

Se abrace para posicionar a bolinha de tênis na região torácica na altura do terço médio entre as escápulas. Em seguida, solte todo o peso corporal sobre a bolinha de tênis e realize elevação dos braços até encostar ao solo.

Avanço com Inclinação Lateral do Tronco

pilates-funcional-8

Em posição de afundo, segurando o bastão do Cadillac acima da cabeça com extensão completa dos cotovelos. Realize uma anteriorização do quadril alongando os músculos Reto Femoral e Iliopsoas, feito isso, incline o tronco lateralmente.

Apoio do Joelho com Rotação Interna do Quadril

pilates-funcional-9

Em posição ortostática, apoie um joelho sobre o Barrel com abdução de quadril. Segure com uma mão o espaldar do equipamento e a outra mão no quadril.

Em seguida, realize uma anteriorização do quadril logo após, realize também uma rotação interna do quadril e tronco.

Avanço com Apoio de Ateriorização do Quadril

pilates-funcional-10

Em posição de afundo, apoie o dorso do pé que está atrás no espaldar do Barrel, em seguida, realize uma anteriorização do quadril sem permitir que o calcanhar desencoste do solo.

Borboleta

pilates-funcional-11

Sentado nos Ísquios com a coluna ereta, una as fáscias plantares dos pés segurando com as mãos. Em seguida, realize a elevação dos joelhos e aproximação dos joelhos ao solo simultaneamente.

Tração do Tálus com Faixa Elástica e Avanço do Joelho

pilates-funcional-12

Na posição de base em antero-posterior, joelhos em extensão e a faixa elástica posicionada sobre o tálus.

Realize o avanço do joelho que está à frente sem permitir que o calcanhar da perna anterior perca o contato com o solo.

Agachamento com Toco no Calcâneo

pilates-funcional-13

Coloque os calcanhares sobre os tornozelos e realize o agachamento sobre os tocos com os braços apoiados nos os joelhos, em seguida, retorne à posição inicial e repita o procedimento.

Conclusão

pilates-funcional-14

O Pilates funcional é um ótimo Método para a melhora de vários aspectos do corpo como a resistência e a tonificação muscular.

Desta forma, ele pode ser praticado por diversas pessoas, promovendo não só a melhora física, mas também a melhora mental como o bem-estar.

Desta forma, podemos dizer que o Pilates em si é um grande aliado do ser humano, podendo garantir diversos benefícios!

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Alternative text

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>