problemas-emocionais-capa

Pilates no tratamento de problemas emocionais

Recentemente o Pilates tem sido uma das modalidades de atividade física mais procurada, mais indicada e mais praticada para diversos objetivos inclusive para problemas emocionais.

Além disso o Pilates é Indicado também para pessoas de qualquer idade e de ambos os sexos, oferecendo inúmeros benefícios desde força, flexibilidade à melhora da respiração e da postura.

O Pilates tem sido uma das atividades mais recomendadas pelos médicos, uma vez que a modalidade seja adequada para pessoas idosas, grávidas, pessoas que possuem distúrbios na coluna ou mesmo pacientes pós-cirúrgicos.

Mas existem benefícios além de físicos com a prática que envolvem muito mais que o corpo, acalmando a mente e alterando os níveis de serotonina no cérebro, dessa forma atuando também nos problemas emocionais.

O que causa os problemas emocionais

problemas-emocionais-1

Existem diversas situações que facilitam o desenvolvimento dos problemas emocionais como depressão, ansiedade e estresse. As pessoas mais afetadas são as que sofrem situações como:

Desgaste profissional e carga horária de trabalho exagerada: este é um dos problemas emocionais que afetam, principalmente, pessoas que trabalham com o público como professores, vendedores e profissionais de saúde.

Porém, estudantes e desempregados também podem sofrer com estes problemas emocionais.

Trauma na infância ou após acontecimentos marcantes: este problema emocional pode ser gerado por conflitos de família ou outros tipos de situações que podem deixar a pessoa com medo e desmotivada para seguir em frente.

Situações de violência psicológica e de desmotivação: esse é um dos problemas emocionais mais comuns que acontecem nos casos de violência doméstica e bullying.

Muita ansiedade e tristeza: normalmente ocorre em pessoas que não compartilham ou conversam sobre suas dificuldades, acarretando esses problemas emocionais.

Dentre um dos maiores problemas emocionais podemos destacar principalmente a ansiedade e a depressão que ocorrem devido à rotina agitada e outras questões como as citadas acima.

Por isso, quando uma pessoa que não procura tratamento para estes problemas emocionais (por dificuldade em buscar ajuda ou por achar que é uma situação normal), pode agravar os sintomas ou causar doenças físicas.

Pilates para pessoas com distúrbios de ansiedade

problemas-emocionais-2

A ansiedade é um dos problemas emocionais que causam sensação ou sentimento decorrente da excessiva excitação do Sistema Nervoso Central, consequente à interpretação de uma situação de estresse.

Desta forma a pessoa sempre se encontra em um estado de tensão e a ansiedade acaba interrompendo a respiração correta como uma forma de defesa, ocasionando um bloqueio do músculo diafragma.

O Pilates, assim como qualquer exercício físico orientado por um profissional, pode auxiliar no tratamento da ansiedade.

O Método Pilates libera substâncias prazerosas em nosso cérebro, que auxiliam para o bem-estar.

Além disso, o Método ajuda a pessoa a se manter no “aqui e agora” através do foco e concentração nos exercícios, representando uma distração para os pensamentos ansiosos.

O Pilates também direciona a atenção para a respiração, fazendo com que o indivíduo respire melhor, mais calmamente e profundamente, alcançando o relaxamento.

Um dos grandes benefícios do Pilates é o Controle emocional, pois, uma vez que o Pilates trabalhe tanto a mente como o corpo, o ser humano garante um grande alívio de tensões, redução do nível de estresse, redução da ansiedade e melhora do humor.

Outro benefício e também princípio básico do Pilates é a respiração, pois os exercícios são realizados sempre com atenção, promovendo um aprendizado sobre como respirar corretamente e como utilizá-la como um modo de controle da força.

A ansiedade é um dos problemas emocionais que causa um bloqueio direto na couraça diafragmática e, um diafragma inibido afeta outras regiões do corpo já que ele está conectado à coluna, à musculatura abdominal, órgãos internos, nervos, veias e artérias.

Como o Pilates trabalha a respiração correta, ele mobiliza esta região, na medida em que a respiração é solicitada durante o movimento, assim a respiração profunda e completa começa a ser realizada o tempo todo e não só durante a prática de Pilates, diminuindo então a ansiedade.

Pilates para pessoas com depressão

problemas-emocionais-3

Segundo a Organização Mundial de Saúde, a depressão é um dos mais sérios problemas emocionais e de saúde pública no século XXI.

No mundo, a depressão afeta aproximadamente 121 milhões de pessoas e nas Américas, já constitui a primeira causa de incapacidade, superando até as enfermidades cardiovasculares.

Estudos da Faculdade de Medicina de Harvard, têm demonstrado que exercício físico e métodos como Pilates podem representar um meio eficaz e natural de regular o funcionamento do cérebro de forma completa, contribuindo para combater alguns problemas emocionais, como é o caso da depressão.

O exercício físico melhora as conexões do cérebro e regula todos os neurotransmissores (substâncias químicas que permitem que o impulso nervoso passe de um neurônio a outro), ajustando a química cerebral como um todo.

Além disso, os exercícios podem influenciar favoravelmente a função cognitivo, melhorando o aprendizado, a memória e a qualidade do sono, além disso, estes movimentos podem neutralizar o declínio mental que vem com a idade e facilitar a recuperação funcional de uma lesão cerebral.

O Pilates pode ser usado de duas formas: como medida preventiva,  ou como medida corretiva.

a medida preventiva do Pilates atua como proteção contra o desenvolvimento de sintomas depressivos.

já a medida corretiva auxilia pessoas com depressão através de mecanismos psicológicos (distração dos estímulos estressores, maior controle sobre o corpo e a sua vida, maior interação social e convívio com outras pessoas) e/ou biológicos (ligados ao efeito das endorfinas).

Os maiores benefícios do Pilates encontrados para as pessoas com depressão são: diminuição da insônia e da tensão, bem-estar emocional, imagem corporal positiva, aumento da positividade e autocontrole psicológico, melhora do humor, interação social positiva, entre outros.

Ainda que não se possa prescrever o exercício físico de maneira geral e, especialmente, o método Pilates no combate à depressão, alguns de seus sintomas podem ser amenizados com sua prática.

Benefícios do Pilates no tratamento de problemas emocionais

problemas-emocionais-5

Dentre outros benefícios do Pilates para problemas emocionais estão:

  • Melhora do autoconceito, a auto-imagem e a autoestima;
  • Melhora da sensação de bem-estar;
  • Melhora do humor;
  • Diminuição dos estados de tensão;
  • Melhora do vigor físico e da disposição;
  • Ganho de consciência corporal;
  • Melhora da capacidade respiratória;
  • Redução do estresse;
  • Aumento da capacidade de relaxamento.

Desta forma, podemos dizer que o Pilates é um grande beneficiador quado o assunto é problemas emocionais.

Conclusão

problemas-emocionais-4

Por ser extremamente estudioso de práticas corporais do ocidente e do oriente, da natureza e dos animais, Joseph criou um método que contempla tanto o vigor do treinamento, como o controle da mente sobre o corpo que se faz presente durante a prática.

Além de tudo, foi exemplo vivo dos efeitos de seu treinamento na aquisição e na manutenção da saúde do corpo, da mente e do espírito, criando sem dúvida um dos métodos mais completos que já existiu atuando na mente, corpo e também em nível emocional.

Como disse o filósofo Platão (427-347 aC): “A falta de atividade destrói a boa condição de cada ser humano, enquanto o movimento e o exercício físico metódico o salva e o preserva”.

Sendo assim, para a complementação de uma boa saúde tanto física como mental, pratique Pilates aliado sempre a outros tratamentos como psicoterapia e medicamentos indicados pelo médico psiquiatra para cada caso se necessário.

Pilates-solo-dra-Vanessa

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Alternative text

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>