Osteoporose-capa

Osteoporose: entenda como o Pilates atua nesta patologia

Quando uma pessoa envelhece, seu corpo pode acarretar diversas patologias que prejudicam a saúde como é o caso da osteoporose.

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), cerca de 10 milhões de pessoas possuem esta patologia no País, onde 75% dos casos atingem as mulheres.

Uma pessoa quando possui osteoporose, corre mais riscos de fraturas no corpo por conta da fragilidade em que os ossos se encontram.

Por isso é muito importante que essa pessoa busque um tratamento adequado para que possa viver sem futuros problemas relacionados à osteoporose.

O que nem todos sabem é que o Pilates pode ajudar (e muito) no tratamento da osteoporose, pois seus exercícios fortificam o corpo e dão maior condicionamento ao ser humano.

Sendo assim, você irá descobrir agora o que é a osteoporose, quais os fatores de risco que levam à esta patologia, como o ser humano pode diagnosticar a doença e de que forma o Pilates ajuda no tratamento do mesmo. Confira!

O que é Osteoporose

Osteoporose-1

A osteoporose é uma doença metabólica que acomete os ossos do ser humano.

Esta doença é silenciosa e apenas consegue ser diagnosticada através de um exame especializado chamado de Densitometria óssea.

Quando uma pessoa possui a osteoporose, sua massa óssea sofre uma desorganização no tecido deixando o osso então mais frágil, desta forma, ficando mais fino e oco tornando-o mais propenso a fraturas.

Existem dois tipos de osteoporose que são: Osteoporose primária e Osteoporose secundária.

Osteoporose Primária: esta osteoporose é dividida em dois tipos onde a tipo 1 é conhecida por “pós-menopausa”, pois faz com que a pessoa tenha uma rápida perda da massa óssea neste período, podendo causar fraturas das vértebras e do rádio distal.

Já a do tipo 2 está relacionada ao envelhecimento e ocorre pela falta de cálcio do corpo além da perda proporcional dos ossos cortical e trabecular.

Osteoporose Secundária: ocorre por conta de problemas como alterações endócrinas, hipertireoidismo, artrite reumatoide, entre outros motivos.

Além dessas formas, existe a osteoporose infantil que também é dividida em duas formas sendo:

Forma Infantil Maligna: é conhecida por ser bem grave e adquirida nas crianças quando os pais possuem um gene anormal. Esta osteoporose é descoberta no nascimento e pode levar à morte.

Forma Intermediária: apesar de ser menos grave, pode acometer crianças com menos de 10 anos podendo haver o risco de menor expectativa de vida dos mesmos caso esta patologia não seja tratada corretamente.

Fatores de risco que causam osteoporose

Osteoporose-2

Existem diversos motivos que podem causar a osteoporose, entre eles podemos citar:

  • Idade avançada;
  • Etnia branca;
  • Sexo feminino;
  • Tabagismo;
  • Hereditariedade;
  • Baixa estatura;
  • Baixo peso;
  • Sedentarismo;
  • Níveis reduzidos de estrogênio (designação genérica dos hormônios cuja ação está relacionada com o controle da ovulação e com o desenvolvimento de características femininas);
  • Doenças endócrinas (é o conjunto de glândulas responsáveis pela produção dos hormônios);
  • Reumatoide (uma doença inflamatória crônica que afeta muitas articulações, incluindo as das mãos e dos pés);
  • Baixa exposição ao sol;
  • Baixa ingestão de cálcio;
  • Baixa ingestão de vitamina D;
  • Uso prolongado de medicamentos como coagulantes e anticonvulsivantes;
  • Menopausa;
  • Alcoolismo;
  • Imobilização prolongada;
  • Má nutrição;
  • Dieta com alta ingestão de fibras;
  • Dieta com alta ingestão de fosfatos;
  • Dieta com alta ingestão de proteínas.

Todos esses fatores podem contribuir para o surgimento da osteoporose causando diversos problemas ao ser humano.

Diagnosticando a osteoporose

Osteoporose-3

Dificilmente a osteoporose será diagnosticada logo de início, porém com o passar do tempo, o indivíduo que possui a patologia poderá sentir algumas mudanças.

Em geral, a perda óssea irá ocorrer gradualmente com o passar dos anos onde na maioria das vezes, a pessoa irá sofrer uma fratura antes mesmo de se dar conta da presença da osteoporose.

Com o decorrer do tempo, a pessoa poderá sentir determinadas diferenças corporais como: alterações na postura, dificuldade em alcançar objetos altos, abdômen mais proeminente, dor nas costas e fraturas.

As alterações na postura podem ser percebidas a partir do momento em que o corpo começa a ficar envergado, muitas vezes causando dores e desconfortos. Além disso pode-se notar também os ombros caídos deixando o corpo todo desajustado.

Por conta desses desvios, alcançar objetos mais altos torna-se mais difícil e esticar o corpo se torna algo doloroso.

Além disso, as dores nas costas tornam-se frequentes atacando principalmente a região lombar e dorsal.

Sendo assim, é importante estar atento aos sintomas do corpo para que a osteoporose seja diagnosticada cedo e o tratamento seja mais eficaz.

Prevenindo a osteoporose

Osteoporose-4

Para prevenir a osteoporose é importante que o indivíduo tenha muita atenção na dieta que deve ser balanceada, e rica em cálcio e vitamina D, além disso, é importante também praticar atividades físicas para que o corpo não fique sedentário.

Evitar o uso de bebidas alcoólicas e o tabagismo também ajuda na prevenção da osteoporose garantindo um organismo mais saudável e livre de doenças.

Já para quem já possui osteoporose, o mais importante é evitar lesões usando calçados antiderrapante e sem saltos, não andar em casa apenas de meias, não andar em locais mal iluminados, não utilizar tapetes em casa e levantar-se devagar para que não haja tonturas repentinas.

Desta forma você evitará a osteoporose e caso já possua esta patologia, evitará fraturas.

Pilates no tratamento da osteoporose

Osteoporose-5

O Método Pilates foi criado por Joseph Pilates com o objetivo de reabilitar e fortalecer o corpo, além de condicionar o mesmo.

Quando realizado com o intuito de reabilitar, o Pilates pode ajudar no tratamento de diversas patologias garantindo a melhora do quadro clínico e aliviando dores.

No tratamento da osteoporose o Método também é muito eficiente, pois seus exercícios reabilitam o corpo, melhorando gradativamente os problemas causados pela patologia.

Realizando os exercícios de forma correta, os princípios das forças se aplicam a cada um dos ossos do esqueleto, com o completo conhecimento dos mecanismos funcionais do corpo.

Além disso, no Método, são realizados movimentos que trabalham a musculatura do corpo todo, ajudando na correção da postura.

Desta forma, os músculos que estão unidos aos ossos são estimulados dando o estimulo necessário para remodelar o tecido mineral ósseo.

Portanto o Pilates é um ótimo Método para ajudar no tratamento da osteoporose.

Conclusão

Osteoporose-6

A osteoporose é uma doença que afeta os ossos tornando-os mais frágeis e porosos.

Esta patologia, pode causar diversas fraturas causando dores no ser humano, por isso é importante que um tratamento adequado seja feito para a melhora do mesmo.

O Pilates é um Método que auxilia no tratamento de diversas patologias, por isso ele também pode ajudar na reabilitação da osteoporose.

Por isso, pratique Pilates e reabilite-se sem medo de ser feliz!

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Alternative text

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>