Dor-no-pescoço

Dor no Pescoço? O Pilates pode ajudar!

Quem nunca sentiu dor no pescoço?

Aquele incomodo no pescoço, que para alguns chega a ser constante, para outro apenas um mal jeito pode atrapalhar muito o desempenho nas atividades diárias.

Você sabia que só no Brasil a dor cervical atinge cerca de 18% da população geral? A estimativa é que 55% da população possa sentir os sintomas ao longo da sua vida.

Dores no pescoço, também chamada de cervicalgia é muito comum nos dias de hoje. Isso porque fatores como a má postura adquirida durante o trabalho, ao dormir, ao dirigir, fatores emocionais e atividades do dia a dia como o uso incorreto do celular, nos levam a sentir dores.

Um exemplo de má postura diária, que a maioria de nós fazemos, é ao usar o celular, levamos, sem perceber, a cabeça para frente e inclinando para baixo em direção ao aparelho.

O grande problema desse fato, é que muitos não sabem, mas a cabeça de um adulto pesa em torno de 5 a 8 Kg e ao curvar a cabeça para frente por longos período podem ocorrer danos irreversíveis na coluna cervical gerando uma má qualidade de vida.

Diante deste fato rotineiro é muito comum sentir esse desconforto…, mas você já foi buscar tratamento? Ou fez alguma coisa para aliviar a dor?

Pois bem, o Pilates ajuda e muito no tratamento das dores no pescoço e principalmente ajuda você a desenvolver uma postura correta para evitar dores futuras. Então continue lendo para saber exatamente como ele pode te ajudar!

O Que é a Cervicalgia?

Dor-no-pescoço-1

O termo cervicalgia é empregado para as dores que acometem a região cervical da coluna. Caracterizada por rigidez muscular e dores na região posterior do pescoço, pode ocorrer desde pequenos desconfortos ou até dores intensas e incapacitantes.

Pode-se apresentar dor apenas na face posterior do pescoço, como também irradiar para ombro. Em alguns casos pode ser referida na face inferior da mandíbula levando a dor de dente e cefaleia.

Os músculos do pescoço são responsáveis pelo suporte de peso e mobilidade da cabeça, porem quando tensionado devido algum tipo de sobrecarga, ocorre à diminuição do fluxo sanguíneo local, ocasionando dor e incômodo.

Estes sintomas acontecem com 30% dos homens e 43 % das mulheres e se torna mais prevalente com o avanço da idade, ocorrendo em 40-50% da população com idade superior a 45 anos.

Este diagnóstico pode gerar um grande problema de saúde publica, pois em muitos casos a dependência de medicamentos, depressão, isolamento social, dificuldades no trabalho e alterações emocionais, provocam uma mudança drástica no estilo de vida deste, ocasionando uma má qualidade de vida.

Quais as principais causas de dores no pescoço?

Dor-no-pescoço-3

As causas mais comuns para as dores no pescoço, são fatores posturais, ergonômicos ou traumas mecânicos.

Muitos trabalhadores estão sob o estresse do dia a dia, horas em frente ao computador e sem pausas no trabalho, pois não possuem a ginastica laboral em sua empresa.

Além disso, outros fatores podem levar a vir apresentar este desconforto, entre eles:

A climatização também é um fator agravante, pois em ambientes de trabalho com temperatura mais baixa o organismo tende a acelerar o aparecimento de lesões.

Como o Pilates ajuda a dor no pescoço?  

Dor-no-pescoço-5

Como sabemos o Pilates é super indicado tanto para a dor aguda (consequência de uma inflamação ou trauma e acontece por um determinado tempo) como o crônico (uma dor que está presente por muito tempo).

O objetivo do método é promover o relaxamento muscular, correção postural, diminuição e combate a dor, sendo assim, além de melhorar ajuda a prevenir a dor no pescoço.

Os princípios do Método Pilates são um grande aliado para o alívio das dores no pescoço. Pois além de auxiliar na mobilidade da coluna cervical e minimizar os sintomas ocasionados pela má postura, ele visa melhorar a pratica dos movimentos associados com a respiração, ajudando na prevenção e evitando recidivas de algias.

A respiração associada com a ativação do Power House promove a tonificação dos músculos necessários para dar suporte adequado à coluna a fim de restabelecer o alinhamento do corpo como um todo, garantindo flexibilidade da coluna vertebral, consciência corporal e consequentemente a correção postural.

Quando realizamos exercícios focados no movimento e no alongamento dos músculos afetados, ocorre melhora da função nervosa e vascular do pescoço, consequentemente a diminuição do desconforto e rapidez na recuperação.

Os exercícios promovem o relaxamento e alongamento dos músculos do pescoço, garantindo que você ganhe consciência corporal a fim de reeducar os movimentos da cervical, cabeça e cintura escapular.

Quando realiza exercícios no solo, você trabalha a estabilização e a consciência dos músculos afetados, de maneira a fazer com que os sintomas causados pela dor no pescoço diminuam ao longo das semanas.

Nos exercícios em aparelhos, da mesma maneira vamos ter como foco a diminuição sintomática e controle muscular. O método Pilates irá auxiliar a conhecer os limites perante o desconforto e também atuar diretamente na reabilitação.

Para a prevenção da dor no pescoço, o método Pilates se mostra ainda mais eficaz. Afinal, uma boa postura; alongamento muscular do corpo como um todo, promove a tonificação muscular da região cervical e abdominal. Ou seja, quer prevenção melhor que essa?

Cuidados diários para tratamento da dor no pescoço

Dor-no-pescoço-4

Bom, antes de mais nada você deve estar ciente que a má postura pode piorar sua dor no pescoço. E para manter uma boa postura e evitar piora é necessário manter alguns cuidados e orientações, que na maioria das vezes são feitas pelo instrutor.

É importante saber que não bastam apenas os exercícios para uma boa reabilitação. Você precisa se atentar a alguns cuidados no dia a dia para evitar possíveis lesões. Vamos listar alguns:

  • Modifique suas as atividades do dia a dia que gerem dor e desconforto, tais como a posição durante o sono, no trabalho, em frente ao computador, tablets e celular.
  • Ao trabalhar em frente a um computador na posição sentada mantenha cabeça e coluna alinhadas, os pés bem apoiados no chão e manter os olhos no mesmo nível do computador. (É importante realizar pausas de 15 minutos, caso a empresa não possua ginastica laboral, peça para seu instrutor alguns exercícios de alongamento para fazer durante as pausas).
  • Na hora de dormir o paciente deve utilizar um travesseiro que mantenha o pescoço alinhado, evitar dormir de barriga para baixo, pois essa posição a cabeça tende a girar para a lateral e ocasionar um torcicolo.
  • Ao dirigir deve-se ter atenção com a coluna, posicione corretamente o banco, o encosto para a cabeça e manter uma distancia saudável entre o banco e o volante.
  • No trabalho ou em casa, evitar levanta pesos que sobrecarregam a cervical, se necessário pedir ajuda para alguém.

Concluindo…

Dor-no-pescoço-2

Como já vimos o Pilates é benéfico para o corpo e mente, fazendo com que haja melhora na consciência corporal, diminuição das dores na cervical e relaxamento muscular.

Além da respiração durante os exercícios a ativação do core é necessária para estabilização do tronco, que fortalece a coluna, previne lesões e melhora a qualidade de vida.

Ou seja, você que está incomodado com sua dor no pescoço pode procurar o Studio de Pilates mais próximo de você para começar a praticar e já sentir os benefícios da prática.

É como Joseph Pilates dizia:

“Um corpo livre de tensão nervosa e fadiga é o abrigo ideal fornecido pela natureza para abrigar uma mente bem equilibrada, totalmente capaz de atender com sucesso todos os problemas da vida moderna.” 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Cursos de Pilates Brasil

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>