Pilates-para-corredores-1

Pilates para Corredores: O método pode aumentar seu desempenho!

A corrida atualmente está se tornando uma atividade muito praticada no mundo inteiro. Seja corrida de rua ou trilhas, estão se popularizando cada vez mais.

O fato de ser uma atividade acessível a todos aumenta (e muito) o número de praticantes. Tudo o que você precisa é um tênis adequado e é só sair correndo por aí.

Além disso, você pode praticar em qualquer lugar, seja no seu bairro ou no parque da cidade, e a qualquer horário. Diferencial importante para se adequar as rotinas agitadas dos dias de hoje.

Porém, com essa popularização da corrida, também surgem alguns problemas. Isso porque, na grande maioria das vezes, a corrida não é acompanhada de um profissional, então é muito comum que o praticante se machuque durante a corrida.

Como já vimos, o Pilates é uma ótima atividade para reabilitação e condicionamento físico. Sendo assim se torna uma ótima opção para os corredores, uma vez que além de aumentar o desempenho também previne lesões.

Vamos ver mais sobre a eficácia do Método?

Benefícios da Corrida

Pilates-para-corredores-9

Se alguém te dissesse que existe um remédio que diminui o risco de diversas doenças como câncer, diabetes, infarto, pressão alta, dentre outras…. Você com certeza iria na hora compra-lo certo?

Pois é, acontece que esse remédio já existe. E o melhor é inteiramente grátis! Estamos falando do exercício físico, mais especificamente, nesse caso, a corrida.

Da para acreditar que essa atividade proporciona tantas coisas boas para o corpo? E é muito acessível, possibilitando que qualquer pessoa faça?

Segundo o Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos, se você dedicar 90 minutos da sua semana para pratica de exercícios irá obter inúmeros benefícios.

A pesquisadora Dra. Elisa Chakravary, da Universidade de Stanford, avaliou por 19 anos corredores saudáveis e não saudáveis. Ela constatou que os saudáveis têm uma sobrevida maior e melhor, uma vez que 15% apenas morreram, enquanto 34% dos não saudáveis já haviam falecido.

Correr proporciona diversos benefícios para o corpo, como a redução da gordura corporal, aumento do gasto calórico e do metabolismo, itens que estão diretamente ligados aos auxilio do emagrecimento.

Além disso a prática melhora os níveis de colesterol, diminui a pressão sanguínea, e melhora a capacidade cardiovascular. Esse exercício também ajudar no desenvolvimento da capacidade respiratória, uma vez que fortalece os músculos do diafragma e melhora a absorção de oxigênio pelos brônquios, o que auxilia no controle do ritmo respiratório.

O Impacto da corrida no corpo

Pilates-para-corredores-4

Porém, apesar de se mostrar como uma ótima opção de atividade física, ela envolve alguns riscos. Infelizmente os atletas de corrida tem o risco maior de sofrer lesões.

A corrida faz com que o atleta faça movimentos repetitivos, sem muitas oscilações. E isso causa um impacto repetitivo nos mesmos músculos e articulações. E se esse movimento for realizado de maneira errada, o mesmo lugar que sofre o impacto constante será lesionado.

Porém há alguns fatores que aumentam a chance de ter lesões. Então se você está pensando em começar a correr ou já pratica essa atividade, fique atento a itens como: Ter lesões anteriores, exceder os quilômetros de corrida na semana, ser um novo corredor e correr para competir.

E quais as principais lesões que os corredores estão sujeitos? Vamos a elas.

1.      Tendinopatia dos tendões do pé e tornozelo

Essa é uma lesão que sofremos pela sobrecarga ou esforço repetitivo, que como vimos é uma característica da corrida. Geralmente essa lesão pode afetar um ou mais tendões, levando a muita dor e inflamações.

Como os tendões são as estruturas corporais que unem os músculos e ossos e possibilitam o nosso movimento, eles estão constantemente sujeitos a lesões. Porém no caso da corrida, os tendões da região de membros inferiores são os mais afetados, principalmente dos pés.

2.      Tendinite no tendão de Aquiles 

Como visto a tendinite é muito comum em corredores, pois realiza aquele esforço repetitivo que já citamos. Nessa patologia, não é diferente. O tendão de Aquiles liga o músculo da panturrilha ao calcanhar.

Sua inflamação pode ser gerada pelos mesmos motivos do anterior.

3.      Tendinite patelar

A dor no joelho não pode ser desconsiderada. Se você está correndo e o joelho causa incomodo, é melhor se preocupar pois pode vir a se tornar uma tendinite na patela, parte do joelho. Síndrome essa gerada pelo excesso de exercícios e falta de alongamento.

4.      Dor no quadril

Como vimos, a corrida sobrecarrega as articulações dos joelhos e tornozelos, e também do quadril. Portanto o treinamento intenso pode gerar desde um desconforto na região dos glúteos até uma lesão no quadril.

5.      Inflamação na canela

Comum em pessoas que praticam corrida, a síndrome da tensão tibial medial (STTM) ou também chamada de canelite, é aquela dor na canela em que você não consegue colocar o pé no chão.

Os iniciantes são os que estão mais propensos a sentirem essa dor, por não estarem adaptados a atividade ainda ou até os mais experientes quando exageram no ritmo e intensidade dos treinamentos.

O tênis inadequado para a atividade, a falta de fortalecimento e alongamento na musculatura da panturrilha podem ser fatores que contribuem para a dor.

Pilates-para-corredores-6

6.      Fascite plantar

É a inflamação da fáscia plantar, região da sola do pé. Une o calcanhar aos dedos e serve para proteger os ossos do pé.

Sendo assim, a dor na sola do pé não pode ser simplesmente ignorada. As causas são várias, como tênis gastos, volume/intensidade em treinos, pés chatos, tênis com pouco amortecimento, dentre outras.

7.      Fratura por estresse 

Se engana quem pensa que estamos falando do estresse emocional. Essa fratura é ocasionada por estresse nos ossos, ou seja, por um desgaste ósseo. Normalmente no caso da corrida acontece nos pés, tíbia e fêmur.

As causas são basicamente, a pisada irregular ou dura demais durante a pratica, o aumento excessivo nos treinos, rigidez nos tendões, idade, dentre outras.

8.      Distensão muscular 

A distensão pode acontecer em todos os músculos do corpo, é o rompimento das fibras musculares. E no caso da corrida, ocorre principalmente na panturrilha e nos músculos da coxa.

9.      Cãibra muscular

A cãibra é um espasmo (contração involuntária) de um músculo, que normalmente gera uma dor muito intensa. Essa contração pode acontecer (e muito) com os corredores, então fique sempre atento!

10.  Joanete

A Joanete é aquele ossinho do lado do pé que as vezes pode incomodar quando se fica com sapatos fechados por muito tempo. Aquele “dedinho a mais” também causa muito incomodo aos corredores que pode ser lesionado devido a pressão consecutiva no local.

Benefícios do Pilates para corredores

Pilates-para-corredores-2

Acabamos de ver as principais lesões geradas pelas corridas, certo? Então, como você que quer praticar ou já pratica a corrida constantemente pode fazer para evitar esses desconfortos? Ou se no caso você já tenha sentido algum desses itens que citamos acima, como você pode tratar?

O Método Pilates pode ser um grande aliado no tratamento e prevenção de lesões dos corredores.

A alta incidência de lesões pode ser consequência da fatal de fortalecimento na musculatura e articulações, falta de condicionamento físico, e adaptação física em si.

Com seus seis princípios, o Pilates para corredores pode ser uma das (para não sermos parciais demais e dizer “a mais”) atividades físicas mais recomendadas para ser praticadas em paralelo com a corrida.

Através dos princípios: controle de centro, concentração, respiração, precisão e fluidez de movimento, o corredor pode ter muitos benefícios, vamos ver mais sobre eles.

  • Fortalece os músculos e promove o reequilíbrio muscular – esse aumento da resistência muscular proporcionado pelo Pilates é essencial para que o corpo fique mais resistente a provas ou competições mais longas.
  • Melhora a postura – isso resulta em um menor gasto energético e consequentemente melhora a performance. A postura durante a prática da corrida deve ser com o corpo alinhado, cabeça erguida e olhar para frente, braços se movimentando sem cruzar na frente do corpo e pernas alinhadas sem fazer rotações dos joelhos e pés.
  • Melhora a concentração
  • Melhora a coordenação com a consciência corporal - Com isso o atleta irá realizar os exercícios de forma controlada e consciente, pensando em cada movimento realizado coordenando com a respiração e acionando músculos de forma correta.
  • Diminui sobrecarga na coluna
  • Melhora a respiração, o que aumenta a capacidade e controle respiratório – O Pilates para corredores promove a inspiração longa, o que expande a caixa torácica e melhora a capacidade pulmonar. E a boa respiração está diretamente ligada ao rendimento do atleta, principalmente na corrida que exige grande esforço.
  • Melhor equilíbrio prevenindo as lesões – Um corpo equilibrado, com músculos e articulações o corpo do atleta pode além de diminuir o desempenho causar lesões, como as citadas acima.
  • Melhora da técnica de corrida
  • Diminui tempos de provas por movimento mais eficiente e sem dor.
  • Melhora a mobilidade articular – com o alongamento oferecido pelo Método, durante a prática o atleta irá ter mais qualidade pois seu corpo estará devidamente preparado.

 Concluindo…

Pilates-para-corredores-5

Pensando em começar a correr? Ou melhor, pensando em melhorar seu desempenho na corrida? Comece e praticar Pilates!

Aqui estamos sempre incentivando a prática de atividades físicas, tendo em vista os inúmeros benefícios que “se mexer” faz para o corpo. Porém aliar o Pilates a elas vai melhorar e muito seu rendimento e com a corrida não é diferente.

Para quem é atleta profissional ou apenas pratica por gosto, pode ter certeza que irá aumentar a sua capacidade física, além de evitar dores e desconfortos que podem parar sua prática.

Gostou do texto? Deixe aqui nos comentários!

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Alternative text

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>