Pilates-para-grávidas

Pilates para grávidas: Conheça todos os benefícios!

Quando uma mulher engravida, as mudanças no corpo chegam rápida e constantemente, causando algumas dores e desconforto.

Além disso, há todo o movimento hormonal acontecendo no organismo da gestante que se encontra em uma fase da vida repleta de emoções e coisas novas.

Já existem diversos estudos que comprovam os benefícios da atividade física durante essa fase da vida da mulher, seja pré ou pós-parto.

E o Pilates para grávidas é uma atividade física muito indicada. Isso porque, trará saúde, equilíbrio e conforto para a gestante. Mas você sabe todos os benefícios que a prática pode gerar para a futura mamãe? É isso que vamos te contar aqui! Continue lendo para descobrir.

Benefícios Pilates para grávidas

Pilates-para-grávidas-7Os benefícios do Pilates para as gestantes são diversos, pois o Método ajuda em todas as fases da gestação. E mais importante, as aulas nessa modalidade são adaptadas para a individualidade de cada aluna.

Os exercícios são executados de maneira controlada e visando os cuidados e o que precisa ser beneficiado em cada um dos trimestres da gestação. Ou seja, para cada fase há adaptação de movimentos, sendo realizados de forma lenta e controlada para atender as necessidades da futura mamãe.

Existem outras atividades que também são focadas nos benefícios da gestante, mas o Pilates vem com o diferencial de trabalhar o corpo de maneira global, com fortalecimento e alongamento do corpo. Além de postergar seus benefícios para o pós-parto.

Abaixo vamos ver os principais benefícios da prática nessa fase importante da vida da mulher, esses benefícios foram citados por Nany Sevilla, Instrutora de Pilates internacional. Ela listou no texto, “10 razões para praticar Pilates na gravidez” no Blog Pilates. Pegamos um trecho do texto. Confira:

  1. A prática de Pilates beneficia a futura mamãe, ajudando a manter uma boa postura. E consequentemente fortalece o cinturão abdominal, contribui e da força aos músculos mais profundos como o transverso e o psoas. Uma inclinação pélvica excessiva pode gerar dores na zona lombar, além de má postura.
  2.  A pratica do método reduz as dores gerais em todo o corpo e melhora a postura. Regularmente as mulheres no período de gestação sofrem com dores nas costas e isso acontece por conta do sobrepeso que o bebe traz e o aumento de uns quilinhos a mais.
  3.  A gestante que pratica Pilates melhora a qualidade do sono, o que consequentemente aumenta a energia diária.
  4.  Ao fortalecer os músculos pélvicos, o parto em si, é facilitado pois a futura mamãe aprende a controlar a zona pélvica.
  5.  Com certeza há um aumento na resistência física, alcançando maior agilidade e controle do peso, que se ganha devido a situação.
  6.  Aprende-se a respirar melhor, de maneira profunda e controlada. Este tipo de respiração é o indicado para a hora das contrações e do próprio parto.
  7.  A prática de qualquer exercício melhora a circulação sanguínea, mas especialmente o Pilates se cria uma ‘irrigação’ de sangue balanceado e equilibrado por todo o corpo ao praticar as diversas posições.
  8.  Bom-humor! Fazer exercícios de Pilates como os alongamentos e movimentos de relaxamento faram com que a mulher fique relaxada e aliviada sem chegar a se exercitar exaustivamente e por tanto se sentir mais feliz.
  9.  A convivência com outras mulheres grávidas. Existem aulas grupais de Pilates para gestantes, isto é maravilhoso para elas já que elas podem se comparar com a vida de outras gestantes. Isto a faz se sentir bem acompanhadas e mais seguras.
  10.  A pratica de Pilates  na gravidez com os fabulosos exercícios, lhe proporcionará uma rápida recuperação pós-natal e consequentemente chegar no seu corpo antes da gradizes em menos tempo.

Como o Pilates ajuda na preparação do corpo para a gestação

Pilates-para-grávidas-8Ao iniciar uma gestação, é importante a mulher estar ciente que seu corpo irá sofrer diversas mudanças.  E na maioria das vezes, é difícil o corpo estar preparado para suportar essas mudanças que irão acontecer em um curto espaço de tempo, em média 42 semanas.

Por esse motivo, é necessário que se prepare o corpo da melhor forma possível. E o Pilates vem com uma ótima opção para ajudar nessa preparação.

O Método é uma ótima opção pois, fortalece a musculatura, melhora a consciência corporal e ajuda no controle emocional. O que ajuda a amenizar os efeitos negativos durante a gestação.

Vale lembrar que a prática do Método, não significa que ela não sofrerá mudanças e sintomas característicos da gravidez, porém podemos afirmar que será de maneira bem mais suave e saudável.

O ideal é que a mulher já esteja praticando alguma atividade física antes da gravidez. Pois assim sempre irá se manter disposta, saudável, com musculatura forte, prevenida de possíveis patologias e com o corpo muito mais preparado para a gestação.

Porém com a rotina atual da maioria das mulheres, o tempo é escasso e fica difícil equilibrar a vida saudável.

Mas as vezes o fato de se tornar gestante é ponto de partida para iniciar a prática de atividades física e Pilates. E isso já é um ótimo passo para continuar se exercitando e fortalecer a musculatura para o dia a dia.

  • Tratamento de possíveis dores nas costas

Pilates-para-grávidas-4Em média metade das gestantes tem dor nas costas, principalmente na parte lombar. Essa dor pode ser considerada uma lombalgia e trazer muito desconforto, causando incapacidade motora, insônia, depressão, dentre outros sintomas que podem impedir uma gestação saudável.

Mas o que é essa lombalgia? É uma dor que afeta a parte de baixo das costas (região lombar) e pode refletir nas pernas e quadril causando grande desconforto.

E isso acontece pois, durante esse período, a coluna da gestante sofre um desgaste maior. E a má postura faz com que a coluna tenha que realizar um esforço desnecessário, o que leva a dores.

As dores são uma consequência do desenvolvimento fetal que gera transformações fisiológicas e anatômicas. Desde o início da gestação várias partes do corpo são afetadas, desde o sistema circulatório até o digestivo.

Essas mudanças precisam de adaptações para não causar dores nas atividades diárias. É ai que o Pilates entra como um atividade que irá gerar um alinhamento corporal e equilíbrio, distribuindo regularmente a descarga de peso que essas transformações trazem.

É importante lembrar que o bem-estar da futura mamãe durante a gestação está diretamente ligado a ausência de desconfortos e incapacidades como essas. Por isso o tratamento da dor é uma preocupação constante nos profissionais de saúde.

Como dissemos, o Pilates vem como uma ótima alternativa para gestantes, mas como ele ajuda no tratamento da dor lombar em si?

Um dos focos do Método é criar uma consciência postural de quem pratica. Dessa forma, os exercícios vão procurar equilibrar o corpo da gestante, para com isso estabilizar a postura para que fique mais fácil realizar atividades do dia a dia e evitar a lombalgia.

Os movimentos realizados diminuem a curvatura nas costas gerada pelo peso da barriga e seios e relaxam os músculos que estão tensionados. Além de estimular a circulação e fortalecer os músculos das pernas e braços. Com esses objetivos, os exercícios diminuem o desconforto e tratam as dores nas costas.

  • Fortalecimento assoalho pélvico

Pilates-para-grávidas-2Um dos seis princípios do Método é a ativação do Power House, também chamado de Core. Mas o que é Power House?

É a musculatura profunda do abdômen, que começa abaixo das costelas e vai até a região inferior da pelve. Para se manter ativado, o Pilates propõe que eles se mantenham contraídos durante a realização dos exercícios.

Mas como isso pode ser bom para a gestante? Como dissemos a região que é realizada a ativação é muito importante para a futura mamãe. Isso porque os músculos do assoalho pélvico estão nessa região.

O assoalho pélvico executa diversas funções importantes no corpo. Desde a continência da urina e fezes, até a sustentação dos órgãos.

Durante a gravidez, o assoalho pélvico é responsável pelo parto. Ele é distendido para realizar essa função e contraído novamente para manter as funções anteriores.

Dessa forma, a sustentação dele é muito importante pois permite o controle durante o trabalho de parto, facilitando essa situação e podendo levar ao parto normal (porém é preciso ressaltar que não há como afirmar isso, porém há chances maiores do que uma gestante sedentária). Além de ajudar no pós-parto, a hora que é preciso contrair novamente.

Ainda não está convencido de tudo que o Pilates pode trazer de bom para futura mamãe? Temos mais benefícios!

  • Controle hormonal

Pilates-para-grávidas-12Como já citamos acima, o corpo da gravida passa por diversas mudanças. Uma dessas alterações, é a alteração hormonal. A presença do hormônio Relaxina auxilia o processo de acomodação do bebê e facilita o parto.

Porém, mesmo sendo benefício para a gestação ele traz instabilidade nas articulações e hiperfrouxidão ligamentar.

E se formos considerar que as alterações que já ocorrem no corpo da mulher como consequência das diversas alterações hormonais, você pode imaginar a intensidade do impacto na gestação.

Por isso, o Método Pilates vem como uma atividade física para equilibrar e ajudar a mulher no controle hormonal, amenizando os diversos sintomas que ele pode vim a trazer. Isso porque é uma atividade que prioriza o bem-estar do corpo e mente, refletindo diretamente na saúde de gestante.

  • Benefícios pós-parto

Pilates-para-grávidas-4O puerpério, a fase também conhecida como pós-parto, tem duração média de 6 a 8 semanas. Nesse período as modificações ocorridas no corpo da mulher durante a gestação irão retornando, pouco a pouco, ao estado anterior à gravidez.

Pensando nisso, o Pilates vai associar seus exercícios a respiração para reativar a musculatura estabilizadora do corpo, que pode se encontrar fraca nessa fase.

Com a prática em curto prazo, essas alterações provocadas pela gestação e parto podem retornar, se não ao normal, o mais próximo do normal com a realização do Método Pilates.

Essas alterações são no abdômen com o crescimento da barriga para acomodar o neném, o assoalho pélvico que dilata para o parto, alterações na musculatura do glúteo e no músculo períneo, propiciando a uma musculatura flácida e instável, além da alteração na lombar.

O Pilates direcionado para essas disfunções irá ajudar a reverter e beneficiar a atual mamãe.

 Os cuidados necessários para uma prática saudável

Pilates-para-grávidas-6

Como os três primeiros meses são os mais sensíveis da gravidez, antes disso não é recomendado que a gestante faça exercícios físicos mais leves.

Passado o primeiro trimestre, a gestante deve procurar um especialista que, após uma avaliação, vai liberá-la para a prática do Pilates.

Não existem, necessariamente, exercícios de Pilates “proibidos” para grávidas, apenas alguns mais ou menos recomendados.

Isso acontece devido ao desconforto que algumas posições podem causar, como as necessárias para os exercícios de abdominal ou elevação de quadril.

Recomendamos que as aulas sejam oferecidas às gestantes em uma frequência de duas ou três vezes por semana.

A gestante pode praticar Pilates tranquilamente até o oitavo mês, mas o que vai definir a hora de parar é o tamanho e o peso da barriga que, a essa altura, podem causar desconfortos maiores.

Portanto, procure por instrutores já familiarizados com gestantes, que já saibam relizar a prática da melhor maneira possível.

Concluindo…

Pilates-para-grávidas-5

É por esses e outros tantos benefícios, que o Pilates para grávidas tem se tornado uma das modalidades preferidas e conhecidas.

A fase da gravidez é um marco muito importante na vida da mulher, por isso é necessário que se tomar todas medidas e precauções para que essa fase ocorra da melhor maneira.

O Pilates para grávidas antes e durante esse período é indicado. É importante que as futura mamães tenham a consciência da importância da pratica de qualquer que seja o exercício, inclusive o Pilates que é um grande aliado no fortalecimento dos músculos

E aí, gostou do texto? Conte para nós nos comentários!

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Alternative text

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>