dor-na-coluna

Pilates: O maior aliado contra a dor na coluna

Vamos fazer uma pequena pesquisa e queremos que você responda com sinceridade: alguma vez durante a vida você já sentiu dor na coluna? Pode ficar tranquilo, você não está sozinho!

Hoje, a dor na coluna é um dos principais motivos que levam as pessoas a procurarem atendimento médico. As estatísticas mostram que mais de 90% da população mundial sofre, sofreu ou sofrerá deste mal. As dores lombares são a maior causa de absenteísmo (falta no trabalho) dos brasileiros. Segundo dados da Previdência Social, somente no primeiro trimestre deste ano foram mais de 24 mil afastamentos – em média 269 trabalhadores afastados por dia devido a problemas na coluna. Também podemos colocar como um afastamento a cada cinco minutos!

Existem diversos fatores e doenças que podem desencadear esse quadro: traumatismos, osteoporose, tumores, artrose, obesidade, doenças infecciosas, gravidez, malformações congênitas, hérnias discais e doenças psicogênicas (de ordem emocional). Entretanto, a má postura e o estresse da vida moderna estão entre as principais causas da popular dor nas costas, a segunda doença crônica mais comum entre os brasileiros.

Muitos dos problemas lombares são provocados por fraqueza dos músculos abdominais, que não conseguem sustentar adequadamente as costas, sobrecarregando a coluna e os músculos dorsais.

A coluna é uma estrutura que precisa estar fortalecida para sustentar o esqueleto e, ao mesmo tempo, flexível para permitir uma grande quantidade de movimentos. Nisso os músculos exercem um papel importante, pois sustentam os ossos, principalmente junto das vértebras. Para fortalecer os músculos abdominais e da coluna, melhorando a postura e aliviar a pressão nas costas é preciso substituir padrões repetitivos e nocivos na postura e nos movimentos por outros mais seguros para o organismo. Isso demanda tempo e esforço, pois envolve o desenvolvimento da autoconsciência do corpo.

Mas, o que fazer para evitar este mal?

O método Pilates é a resposta, visto que foi criado para melhorar todos os aspectos da consciência corporal, ajudando a obter precisão no controle dos músculos, na coordenação e na fluidez dos movimentos.

Ao atentarmos aos fatores de risco para a dor na coluna, veremos que a prática regular de Pilates atua de forma positiva e eficaz em todos eles, pois é um método que trabalha o fortalecimento muscular, a correção postural, a respiração, o alongamento, a concentração e a consciência corporal, respeitando a condição física e estrutural de cada indivíduo, com ausência de impacto articular. Isso é fundamental no tratamento e prevenção de patologias da coluna. Uma pessoa acometida pela dor na coluna fica extremamente debilitada e frágil, muitas vezes impossibilitada de realizar suas atividades diárias porque a dor acaba causando uma alteração postural que pode ocasionar futuramente mais dor ainda, em um ciclo vicioso que quase sempre leva a dor crônica.

O Pilates quebra esse ciclo, fazendo com que a pessoa corrija a sua postura, fortaleça e alongue a musculatura de seu corpo de maneira global, resultando em melhor qualidade de vida. Com o método Pilates, o praticante aprende a conhecer e a dominar o seu corpo, a se corrigir quando percebe uma postura errada e a se posicionar corretamente para executar qualquer tipo de exercício ou atividade diária. A maioria dos alunos e pacientes encaminhados por médicos ortopedistas para a prática de Pilates, seja para prevenção ou para a reabilitação no pós-operatório, apresentam resultados surpreendentes, com redução das dores, melhora do seu desempenho físico e de sua qualidade de vida.

O trabalho desenvolvido durante a prática do método é totalmente personalizado e proporciona um melhor condicionamento físico a pessoas de todas as idades. O método não só alivia as dores, como dá maior percepção dos movimentos, proporciona mais equilíbrio, fortalece os músculos, aumenta a flexibilidade, a capacidade cardiorrespiratória, alivia o estresse e ainda eleva a autoestima.

As sessões de Pilates são realizadas no solo ou em equipamentos apropriados, trabalhando todo o corpo. Os exercícios são feitos de forma individualizada, conforme as limitações de cada praticante. Cada movimento exige respiração e postura adequadas, tendo como foco principal a contração total do abdome, da musculatura glútea e da região lombar, a chamada ‘casa de força’ ou powerhouse. O Pilates desobstrui a respiração, diminui a tensão dos músculos e ligamentos, melhorando o alinhamento das articulações, corrigindo a postura e acabando com as dores, o que aumenta a disposição e a autoconfiança para a realização das tarefas diárias. Dessa forma, ele é maravilhoso para ajudar a superar a dor lombar crônica e qualquer desconforto associado aos músculos, como os do pescoço e dos ombros, e as articulações.

“Um corpo livre de tensão nervosa e fadiga é o abrigo ideal fornecido pela natureza para abrigar uma mente bem equilibrada, totalmente capaz de atender com sucesso todos os problemas da vida moderna.” Joseph Pilates

 

Caroline Van Der Laan
CREFITO 11/ nº 106717-F
Fisioterapeuta, especialista em Pilates, Terapias Manuais e Podoposturologia.

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Cursos de Pilates Brasil

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>