gestantes exercícios barriga para cima

Gestantes podem fazer exercícios de barriga para cima?

Durante a gravidez, diversos pontos requerem atenção: alimentação, vitaminas, remédios, atividades físicas etc. Tudo precisa ser acompanhado de perto. Assim é também com o Pilates, que mesmo sendo um exercício de baixo impacto, precisa que tanto a gestante quanto o instrutor estejam atentos a inúmeros detalhes.

Uma dúvida frequente é se gestantes podem fazer exercícios de barriga para cima. Para responder a essa pergunta, precisamos explicar um pouco sobre a anatomia do corpo feminino.

Logo atrás do útero está localizada a veia cava inferior, responsável por levar o sangue da pelve e membros inferiores de volta para o coração.

Com o decorrer da gestação e consequente aumento do peso do bebê, ao deitar de barriga para cima o útero acaba pressionando essa veia tão importante, o que diminui o fluxo sanguíneo e o retorno venoso.  É igual pisar em uma mangueira de água.

Alguns dos sintomas quando esse fluxo sanguíneo diminui são:

  • Mal estar;
  • Tontura;
  • Náusea;
  • Falta de ar;
  • Desmaio (em casos muito extremos).

Para todos esses sintomas é dado o nome de Síndrome da Hipotensão Supina. Para reverter essa situação a gestante deve deitar de lado. Assim, o útero deixará de pressionar a veia cava e o fluxo sanguíneo retorna ao normal.

Por isso, não vamos arriscar!

Após o 3º mês é recomendado utilizar uma inclinação de pelo menos 45° para exercícios realizados de barriga para cima. Conseguimos isso com uma cunha ou mesmo com alguns acessórios do Pilates.

Procure sempre um profissional experiente e que conheça as alterações que acontecem no corpo gestante!

 

Ana Regina Nogueira
CREFITO-3 163265/F
Fisioterapeuta e idealizadora da Umana Pilates – para o corpo gestante

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Alternative text

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>