u7up

A importância do assoalho pélvico na gestação

Como o próprio nome já diz, assoalho pélvico é um grupo de músculos, fáscias e ligamentos responsáveis por “fechar” a pelve e sustentar os órgãos pélvicos e abdominais.

Durante a gestação, o assoalho pélvico auxilia na sustentação do útero gravídico e, portanto, acaba sendo sobrecarregado pelo aumento do volume e peso uterino.

É muito comum que o assoalho pélvico comece a dar sinais de que está fraco ou fadigado, principalmente no segundo ou terceiro trimestre de gestação. Um dos sinais é a incontinência urinária, que apesar de ser relativamente frequente, não é normal e não deve acontecer!

Além da incontinência urinária, outros sintomas como desconforto na região lombar ou mesmo dor na sínfise púbica podem indicar alguma alteração do assoalho pélvico.

Segundo Endacott (2007), os músculos do assoalho pélvico, quando fracos, levam a uma postura inadequada e causam dor lombar. Por esse motivo, exercícios para o assoalho pélvico são um dos mais importantes na gravidez, já que também ajudam a ativar e posicionar os músculos abdominais.

Para Isacowitz & Clippinger (2013), a força e a ativação equilibrada dos músculos do assoalho pélvico são consideradas um elemento importante para a estabilidade do core. Dessa maneira, devemos sempre considerar a contração do assoalho pélvico para o Pilates, já que segundo Joseph Pilates, os exercícios devem iniciar do centro do corpo, do core.

Mas é preciso lembrar que como qualquer outro grupo muscular esquelético, precisamos de força e também de flexibilidade e alongamento. Ao se tratar do assoalho pélvico não é diferente, ainda mais para o corpo gestante.

Além de forte, o assoalho pélvico também precisa ter a capacidade de se alongar. Durante a fase expulsiva do trabalho de parto é importante que os músculos possam ser alongados durante a passagem do bebê no canal vaginal, evitando dessa forma possíveis lacerações e lesões do assoalho pélvico.

Todas as mulheres devem fortalecer o assoalho pélvico, e se tratando do período gestacional mais ainda! Portanto, durante as aulas de Pilates as gestantes devem ser encorajadas a contração e fortalecimento do assoalho pélvico, e também ao alongamento e relaxamento desse grupo muscular!

Ana Regina Nogueira
CREFITO-3 163265/F
Fisioterapeuta e idealizadora da Umana Pilates – para o corpo gestante.

Fonte de pesquisa:

ENDACOTT, J. Pilates para grávidas: exercícios simples e seguros para antes e depois do parto. São Paulo: Manole, 2007.

ISACOWITZ, R. & CLIPPINGER, K. Anatomia do Pilates. São Paulo: Manole, 2014.

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Alternative text

2 thoughts on “A importância do assoalho pélvico na gestação”

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>