65lj46lxr

Pilates e PNL: Classificação dos sistemas de representação (Parte 2)

Confira a parte 1 deste texto aqui.

Nós processamos informações por meio de quatro formas distintas: visual; auditiva; cinestésica e cognitiva. Estas são as maneiras em que representamos o mundo através de nossos cinco sentidos e como nós tipicamente nos comunicamos de volta com o mundo. Quando a informação alcança nosso cérebro, uma experiência de mundo ganha significado e forma. Esta é a nossa representação, ou seja, nossa percepção da informação. Embora todos nós utilizemos todas os sistemas de representação, nós sempre tendemos a ter uma preferência entre eles.

Então quais são os quatro sistemas de representação (ou aprendizado)?

Visual

Pessoas visuais memorizam através de figuras ou fotos. Então, estas pessoas geralmente têm dificuldades em se lembrar de instruções verbais porque suas mentes tendem a “vagar”. São pessoas que se distraem menos com ruídos ou sons mais altos e geralmente utilizam frases visuais. Pessoas visuais precisam “ver a informação” para poder entendê-las, gostam de um feedback baseado no visual e de usar gestos!

Auditivo

Pessoas que são predominantemente auditivas memorizam informações passo a passo e através de sequências. Gostam de ouvir o feedback através de conversas. Elas tendem a utilizar frases auditivas e se interessam naquilo que temos a dizer. Elas podem ser excelentes ouvintes, gostar de música e da voz falada. Pessoas auditivas gostam de memorizar informações passo a passo, através de procedimentos sequênciais. Gostam de ouvir “como estão indo” e respondem à um determinado tom de voz ou conjunto de palavras.

Cinestésico

Pessoas cinestésicas processam informações que lhes são ditas para determinar seus sentimentos. Elas respondem bem ao toque e a recompensas físicas. Interessam-se em como se sentem e memorizam através do processo de realizar. Pessoas cinestésicas respondem ao programa se sentirem-se bem. São pessoas muito físicas e gostam de ser tocadas. Elas aprendem atráves do ensino passo a passo.

Cognitivo

Pessoas cognitivas “conversam consigo mesmas” e gostam de pensar em como as informações podem fazer sentido e então as entendem. Dão muito valor para a lógica e gostam de detalhes. Pessoas cognitivas precisam entender por que estão fazendo aquilo que estão realizando. Novas ideias precisam fazer sentido e serem lógicas para que elas possam se engajar completamente.

Há um teste simples para se fazer em casa que nos dá ideia de qual sistema de aprendizado fazemos parte. É possível utilizarmos este teste com os nossos alunos, pesquise! Neste teste podemos ver que aprendemos através da fusão destes sistemas, mas com um ou dois sistemas dominantes. Estatísticas sugerem que em países desenvolvidos, 60% das pessoas  são  predominantemente  visuais, 20% auditivas e 20% cinestésicas. Isso explica por que fotos de propagandas no Facebook funcionam melhor do que os anúncios feitos apenas com palavras ou textos. Então, vale a pena lembrar disso quando criamos materiais de marketing e também quando estamos ministrando nossa aula de Pilates!

O sistema de aprendizado que usamos com maior predominância é como um idioma especial que abraça todos os nossos processos mentais de consciência, do pensamento, das lembranças, da imaginação e da percepção. Entender todas estas questões mais claramente, permite que nos comuniquemos melhor conosco e com outras pessoas e que possamos controlar a maneira que interpretamos as informações. Então, uma vez que entendemos mais sobre como representamos informações para nós mesmos, podemos melhorar nosso próprio aprendizado e nossas aulas focando em um sistema favorito e desenvolvendo os outros sistemas também de acordo com nossos alunos.

Como utilizar os sistemas de aprendizagem

Se ensinarmos utilizando somente os métodos visual e auditivo (como muitos professores fazem), não será surpresa se algumas pessoas em nossas aulas não responderem adequadamente ao que ensinamos. Isso nos mostra que possivelmente, elas preferem outros sistemas que não estamos utilizando.

Como podemos maximizar o potencial de treinamento em nossos alunos?

Pessoas visuais: devemos dar demonstrações claras dos movimentos;

Pessoas auditivas: devemos instruir de forma muito clara enquanto demonstramos os movimentos;

Pessoas cinestésicas: devemos tocar os alunos até o ponto em que sintam certeza de que seus corpos estão realmente alinhados da maneira que devem e seus movimentos estão perfeitos ao ponto de estas pessoas sentirem realmente as sensações devidas;

Pessoas cognitivas: devemos explicar não somente como fazer os movimentos mas, o por quê de estarmos realizando estes movimentos. Estas pessoas precisam entender o que estão fazendo e o por quê estão fazendo.

Parece óbvio mas, quando nos aprofundamos nos sistemas de aprendizado, passamos a avaliar muito melhor nossos alunos e a conhecê-los melhor, assim como a nós mesmos. Nossas aulas ficam mais produtivas e os alunos interagem melhor com o grupo e com o instrutor. A fidelização dos alunos aumenta e são vistos muitos resultados satisfatórios.

Chris Hunt
Trabalha com Pilates há 25 anos. Parceiro da MR3 – Sport/Training/Nutrição em São Paulo (com Marcelo Capella).

Texto traduzido e adaptado pela Fisioterapeuta Dra. Renata Barros dos Santos (MR3-Sport/Training/Nutrição)

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Alternative text

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>