kth6qd7vi

A vida de Joseph Pilates por Lolita San Miguel

Existem diferentes versões para a história do Método Pilates e mais versões ainda para a história de seu criador, Joseph Pilates.

Poucas pessoas tiveram a oportunidade de testemunhar os últimos anos de Joseph, e é nessa parte da vida desse gênio que irei focar nesse artigo. Tudo que está escrito aqui, foi descrito detalhadamente por Lolita, a partir de fatos e histórias que foram marcantes durante sua passagem pelo estúdio de Joseph, e da sua convivência com ele e Clara.

Para entendermos um pouco o que Joseph passou durante seus últimos anos de vida, temos que voltar para a origem do Método. Começo então, pela definição do que é o Pilates, de acordo com Lolita San Miguel: “Pilates é a forma de  condicionamento do corpo criado por Joseph Pilates, um ginasta alemão, no qual enfatizamos a integração do corpo, mente e espírito. É composto de exercícios no solo e de movimentos realizados em equipamentos especiais criados por ele”.

Na realidade, o método Pilates é muito mais do que isso. É um estilo de vida, traz saúde aos seus praticantes, uma maior consciência corporal, o uso da mente, a integração do espírito, enfim, a conexão corpo e mente, quando realmente integramos todos os princípios inerentes ao método.

Segundo Lolita, Joseph tinha como objetivo conferir mais felicidade e mais saúde para as pessoas e para a sociedade. Basta para isso lembrarmos de uma de suas frases marcantes, que diz que a “atividade física é o primeiro requisito para a felicidade”.

Como já relatado em vários livros, Joe trabalhou na enfermaria durante seu internamento no campo de concentração. Foi nesse lugar que ele teve oportunidade de estar com pacientes que precisavam de exercícios para reabilitação. Ele começou então a retirar as molas das camas, para auxiliar na realização dos exercícios, tendo como objetivo o ganho de força e reabilitação, conferindo resistência aos músculos e articulações do corpo.

No final da guerra, ao deixar o campo de concetração, ele já tinha toda a base do equipamento que mais tarde iria chamar de Cadillac. Adicionando todas as dimensões da reabilitação, esse seu período de internato na ilha, foi o início do método Pilates, assim como conhecemos atualmente. Lolita estava no estúdio de Joseph, quando uma cliente certo dia disse para ele: “Nossa, que coisa horrível você ter sido internado todos aqueles anos na ilha”, então ele olhou pra ela com uma cara surpresa e disse: “Ah, não! Aqueles anos foram maravilhosos, as experiências no hospital, tendo todo aquele tempo livre e com todos os pacientes com os quais eu podia trabalhar, foi uma oportunidade maravilhosa”.

Outro fato relatado por Lolita, era sobre o aspecto do estúdio de Joe. Enquanto no estúdio de Carola (lembrem-se que Carola foi a primeira instrutora de Joseph a abrir seu próprio estúdio) tudo era impecável, desde a limpeza até a recepção de cada cliente, no estúdio de Joseph tudo era um pouco mais rústico, e não chegava nem perto da limpeza e conservação do estúdio de Carola. Ainda assim, o público que praticava Pilates era de profissionais muito dedicados, dançarinos ou pessoas da alta sociedade. Lolita relata que Joseph acreditava sinceramente que seu método poderia mudar a humanidade. Ele mesmo se via como um “reformer universal”, o nome do seu equipamento mais famoso.

Joseph Pilates acreditava ainda que a Contrologia deveria ser integrada no departamento de Educação Física das escolas, que os mais jovens deveriam crescer com conhecimento físico e conscientização de como tomar conta e desenvolver seus corpos, assim como ele havia experimentado durante a juventude. Ele achava que seu método deveria ser usado pelas Forças Armadas. Aos sábados ele promovia seu método, e costumava ir para a Macy’s, uma loja de departamento muito conhecida em Nova Iorque, onde promovia seu trabalho e seus equipamentos.

Lolita começou a praticar Pilates por recomendação do Dr. Jordan, logo após sofrer uma lesão no joelho, enquanto estava trabalhando como dançarina no ballet Opera do Metropolitan. Kathy Grant e Ron Fletcher também procuraram o Pilates após terem sofrido lesões de joelho. Um dos pontos mais marcantes e que trouxe grande reconhecimento ao método, foi a reabilitação da dançarina e coreógrafa Eve Gentry, após uma mastectomia radical. Com o auxílio do Pilates ela teve uma recuperação completa da amplitude de movimento e força e voltou a dançar. Os médicos não podiam acreditar no que eles viam. Sendo assim, Joseph fez até um vídeo, no qual ele dava aula para Eve após sua mastectomia. Ela estava nua da cintura para cima, realizando os exercícios que Joseph orientava.

Os médicos ficaram tão impressionados que logo ofereceram a Joseph a oportunidade de integrar seu método dentro de hospitais, e esse sem dúvida era um dos seus grandes sonhos. Porém, uma vez que os médicos se deram conta de que Joseph não possuía nenhuma formação médica ou treinamento formal, cancelaram a oferta feita a ele. Lolita relata que isso foi uma grande decepção para Joseph, que queria desesperadamente que seu método tivesse reconhecimento, principalmente devido ao grande potencial de uso na reabilitação e integração dentro de hospitais. Joseph Pilates chegou até a escrever uma carta para o então presidente John F. Kennedy, na qual oferecia ajuda a ele para tratar seus problemas crônicos de coluna.

Joseph sofreu várias decepções e já no fim de sua vida lidava com uma forte depressão, que foi agravada após o incêndio do seu estúdio. Apesar disso, ele nunca duvidou do valor do seu trabalho, sempre dizia de forma orgulhosa: “a contrologia vai ter seu valor reconhecido e um dia irá contribuir para a humanidade”. Uma frase de consolação para um homem que tinha quase 80 anos.

Joseph falava muito sobre “equilíbrio”, o qual ele definia como sendo “partes iguais para o trabalho, descanso em diversão”, e sou testemunha do quanto Lolita repete esse mesmo princípio de equilíbrio para todas as pessoas que convivem com ela.

Outra grande paixão de Joseph eram as comidas calóricas, especialmente cachorro quente dos Frankfurters, uma lanchonete na rua 34 em NY. Ele também era um tabagista de primeira linha. Estamos falando de NY em meados dos anos 30, 40 e 50, e não se sabia absolutamente nada sobre nutrição e alimentação saudável, ou mesmo que o cigarro fazia tão mal a saúde.Outras paixões de Joseph eram a cerveja, os animais e a natureza. Lembre-se que vários exercícios levaram nomes de animais em seu método.

Ele acreditava na manutenção de uma pele limpa e exposta ao ar, aconselhava que ao tomar banho utilizássemos uma escova grande, e completava com a seguinte frase “respire pelos poros de sua pele”. Joseph era visto constantemente correndo na rua ao redor do seu estúdio, vestindo shorts preto, tênis e sem camisa. Sem dúvida alguma, ele era um retrato vivo da saúde e da boa forma.

Ele  sofria com artrite, e isso era visível nos seus dedos; também tinha tosse crônica e uma congestão no peito, obviamente devido a nicotina no organismo. Quando chegou aos 70 anos de idade ele falava constantemente sobre os benefícios do seu método e tudo aquilo que havia alcançado dizendo “que ele jamais havia tido uma gripe ou tomado uma aspirina na vida”.

Joseph Pilates ainda conseguia realizar todos os seus exercícios até a data de sua morte, 9 de outubro de 1967, dois meses antes do seu aniversário de 84 anos. O método Pilates não alcançou suas expectativas. Mais uma razão para acreditar que sem dúvida alguma ele estava anos à frente do seu tempo.

Perguntei a Lolita sobre a realidade do Método Pilates na atualidade e o que ela acha que Joseph pensaria de tudo isso que está acontecendo. Em sua opinião, Lolita acha que ele estaria muito feliz em ver seu método difundido em todo o mundo, mas ao mesmo tempo estaria furioso com o quanto está sendo banalizado. Ela diz que “devemos sim estar abertos para modificar um exercício afim de beneficiar o cliente, mas jamais modificar apenas para se mostrar criativo”.

Em sua opinião, Lolita acredita que o método Pilates está em contínuo desenvolvimento, que as pesquisas trazem grandes avanços para o benefício de todos os nossos clientes, e completa dizendo:  “Eu sou uma pessoa que acredita em educação contínua e o meu conselho é: nunca pare de aprender”.

Quer conhecer de perto o trabalho da discípula de Joseph? Esta pode ser a sua última chance! Em maio do ano que vem ela vem ao Brasil para participar do Pilates’ Legend, evento que está sendo organizado pela Voll Pilates, uma das maiores escolas de formação em Pilates do Brasil, e co-organizado pela Metalife Pilates, líder nacional na fabricação de equipamentos de Pilates e marca escolhida pela Lolita para ministrar os cursos no País.

Ficou animado com a notícia? Então corre aqui no site do evento para garantir a sua vaga!

Glaucia Adriana é Fisioterapeuta, instrutora de segunda geração* do Método Pilates e Coordenadora do curso Lolita’s Legacy no Brasil.

*A Fisioterapeuta foi a primeira brasileira convidada para participar do Master Mentor Program com Lolita San Miguel e, desde 2010, vem sendo treinada diretamente por ela, se tornando assim instrutora de segunda geração do Método Pilates no País e responsável por passar o legado de Lolita San Miguel e Joseph Pilates às futuras gerações. O treinamento acontece a cada três meses no estado da Florida e também no Norte da California, EUA.

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Alternative text

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>