2015_06_0078-META-IMAGENS-MATERIAS-RP-12-06-Site

O que o Pilates uniu ninguém separa!

Com a rotina corrida, às vezes fica difícil até de passar um tempinho com o namorado ou o marido, não é verdade? É por esse motivo que os casais vêm achando soluções que os ajudam a aproveitar um pouco mais a companhia um do outro. Um exemplo disso são os pombinhos que estudam juntos, trabalham juntos, e por que não, se exercitam juntos?

Até pouco tempo, existia o boato de que o Pilates era uma atividade voltada para mulheres. Mas ainda bem que os homens deixaram essa bobagem de lado e passaram a aderir ao método. Hoje, é cada vez maior o número de casais que buscam o Pilates, porque, além de ser uma atividade que proporciona muito prazer, descontração e relaxamento, proporciona um momento tranquilo, onde os dois podem brincar, se exercitar, e principalmente: dividir os mesmos interesses.

Após a aula, os casais normalmente ainda têm bastante energia, e sentem-se revigorados!O método trabalha o corpo todo, desenvolve a respiração e a flexibilidade, proporciona bem-estar físico, emocional e mental e ainda gera um reflexo muito positivo na vida sexual de seus praticantes. Isso porque trabalha intensamente os músculos da pelve e do abdome, essenciais para uma boa relação.

Diz a lenda que o que Pilates uniu ninguém separa, viu? Olha só o Elson de Carvalho com sua esposa Marly Rocha praticando no estúdio Fisioform Pilates no Rio de Janeiro:

Marly-Rocha-Viegas

O casal pratica Pilates há três anos, sempre juntos. Os dois lindos estão casados há 56 anos e agora querem priorizar o bem estar e aproveitar a terceira idade bem grudadinhos, com muito Pilates!

E você, pilateia com o seu amor? Feliz dia dos namorados para todos os pilateiros do mundo!

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Alternative text

One thought on “O que o Pilates uniu ninguém separa!”

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>