2015_05_0063-META-IMAGENS-MATERIAS-RP-11-05-Site

Pilates pode ajudar quem tem asma?

Hoje vamos falar de dois assuntos que conheço com muita profundidade. O primeira, a asma, que conheço desde os seis meses de vida. Ao longo de minha infância e adolescência tive que conviver com ela, que por vezes me impedia de fazer muitas coisas que gostava, principalmente, fazer esportes, dançar e simplesmente brincar. O segundo, o Pilates, que eu conheci há 10 anos atrás. Lá pude fazer as pazes com a minha respiração e, além disso, senti toda a vitalidade, vigor e coragem que ela me traz. E depois disso, vocês já sabem! Me dediquei e continuo me dedicando a estudar essa incrível técnica que é o Pilates.

Então vamos entender um pouco sobre Asma e Pilates hoje!

RespirandoVocê já deve ter escutado que Joe Pilates sofreu durante sua infância com doenças como raquitismo, asma e febre reumática. Acredita-se que essa dificuldade o motivou a dedicar-se as atividades esportivas na adolescência (ginástica, esqui, mergulho, boxe entre outros) e posteriormente a desenvolver sua incrível técnica: a Contrologia!

Com seu espírito inovador e persistente, Joseph estudou muito sobre medicina e anatomia através dos livros de um vizinho médico, diz a história.

A asma é uma doença inflamatória crônica das vias aéreas que, quando expostas aos agentes irritantes, dificulta a respiração, limitando o fluxo de ar devido à broncoconstrição. A expiração, em especial, se torna a fase mais difícil da respiração para um asmático, pois o ar viciado permanece nos pulmões e levam à sensação de sufoco.

Joe sabia da importância de expirar de maneira prolongada e profunda e por isso a recomendava como um princípio da técnica.  Confira algumas das frases escritas por Joseph em seu livro ‘’Return to life through Contrology’’:

“O verdadeiro controle do coração é resultado de uma respiração correta que, simultaneamente, reduz a pressão do coração, purifica o sangue e desenvolve os pulmões”.

“Para respirar corretamente, você deve inspirar e expirar completamente, sempre procurando “espremer” bem forte todos os átomos de ar impuro dos pulmões, da mesma maneira que torceria cada gota de água de um pano molhado”.

“Respirar é o primeiro e o último ato da vida. Nossa vida depende disso. Visto que não podemos viver sem respirar, é tragicamente deplorável contemplar milhões e milhões que nunca aprenderam a dominar a arte de respirar corretamente”.

No Pilates Clássico se utilizava um acessório chamado Pinwheel (cata-vento, em português), que tinha por objetivo exercitar os músculos respiratórios, principalmente os responsáveis pela expiração prolongada.

Breathing apparatus (with Matt Mattox)

Além disso, é importante restabelecer a conexão mente-corpo do aluno, colocando-o em harmonia com a sua respiração. Por conhecimento de causa, posso dizer que a sensação de respirar profundo e naturalmente remete à liberdade e alívio. Dependendo da gravidade da doença, para alguns asmáticos respirar bem se torna um episódio esporádico em sua vida. É essencial reconectar o indivíduo ao seu único meio de integração constante com o ambiente e com a vida e mostrar a ele como isso pode ser prazeroso.

O uso do Pinwheel tornou-se algo obsoleto nos estúdios de Pilates, mas existem vários exercícios Pré-Pilates que podem auxiliar na melhoria da capacidade respiratória. Vamos conferir alguns:

Respiração com Overball

Respiração-Overball-II

Respiração com elástico nas costelas

Resp-com-faixa

Respiração com extensão da coluna no balance disc

Respiração-com-Disco

Respiração de lado com overball

2015_05_0063-META-IMAGENS-MATERIAS-RP-11-05-SiteAlém disso, vários exercícios clássicos são executados com muito vigor respiratório, como por exemplo o Hundred, o Swimming, o Roll Up, entre outros.

Lembre-se:

- Se o asmático estiver em crise, não é hora de exercitá-lo. Libere o aluno da aula e aconselhe que procure um médico;

- O trabalho que o Pilates pode realizar não dispensa a fisioterapia respiratória;

- O estímulo respiratório deve ser dado a todos os indivíduos, asmáticos ou não.

Eu adoraria ler um pouco sobre a sua experiência ao encontrar-se mais profundamente com a respiração na aula de Pilates. Fique à vontade para contar nos comentários!

Viviane Vales
Educadora física, instrutora de Pilates PMA-CPT
Especialista em Atividade Física Adaptada e Saúde
www.tcpilates.com.br

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Alternative text

2 thoughts on “Pilates pode ajudar quem tem asma?”

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>