2015_03_0034-META-IMAGENS-MATERIAS-RP-GRAVIDA-04-03-Site

Pilates na gestação: Pré e pós parto

No período da gestação o corpo passa por muitas transformações. Devido às mudanças hormonais, os ligamentos deixam a gestante com o corpo mais elástico e com maior mobilidade, fazendo com que as articulações fiquem mais frouxas. O aumento de peso pode ocasionar dores nos quadris, joelhos, tornozelos e, principalmente, na coluna. As alterações posturais são muito comuns nesta fase, assim como o surgimento de celulite, varizes, gordura localizada e estrias.

A mudança nos hábitos alimentares e a prática de exercícios físicos são muito importantes para quem quer engravidar. Estudos recentes mostram que mulheres muito magras ou muito acima do peso ideal tem dificuldade maior para conseguir engravidar.

Manter uma alimentação saudável é uma tarefa que deve ser feita ao longo da vida. No período de gestação é muito importante se alimentar bem e de maneira saudável, sem excessos, pois o corpo necessita de muitos nutrientes.

Tentar se aproximar do peso ideal é um dos fatores importantes para uma gravidez mais saudável. Para isso é necessário uma alimentação balanceada, além da prática de exercícios físicos, o que ajudará também na amamentação. Mulheres com dificuldades em mudar os seus hábitos alimentares devem procurar ajuda de um nutricionista.

Uma alimentação adequada, conciliada com a prática de exercícios, é recomendada em qualquer período da vida, principalmente na gravidez, que a mulher está mais sensível, o corpo está passando por diversas mudanças, o cansaço aumenta e a disposição física já não é a mesma.

Benefícios do método Pilates

Exercícios antes e após a gravidez faz muito bem, pois ajuda a eliminar o estresse, deixando a mulher emocionalmente bem consigo mesma, com um maior autoconhecimento do próprio corpo.

O Pilates durante a gestação traz inúmeros benefícios. O método possui diversos exercícios que trabalharão várias regiões do corpo, trazendo mais flexibilidade, melhorando a postura e evitando assim possíveis dores na coluna. A movimentação das pernas ajudará a aliviar dores, inchaços e melhorará a circulação. Os exercícios facilitarão a hora do trabalho de parto, assim como a recuperação do pós-parto. A prática de Pilates também aumentará o equilíbrio, que previne queda das futuras mamães.

No período da gestação é muito importante ter consciência corporal, pois ela ajudará a gestante a conhecer melhor as mudanças do corpo e a passar por esse período da gravidez de maneira mais saudável e sem dores.

No Pilates os exercícios são leves e suaves, proporcionam uma maior vitalidade ao corpo. O foco principal está na qualidade do exercício, não tanto na quantidade. Seus movimentos são de baixo impacto e protegem as articulações, prevenindo doenças ortopédicas e reumatologias.

O Pilates deve ser feito também após o parto, um período em que as mulheres ainda se sentem muito sensíveis. Ajuda no emagrecimento, na boa forma e age contra possível depressão.

O Pilates ainda atua na recuperação do assoalho pélvico (região onde estão localizados os órgãos do sistema reprodutor). O método ajuda a promover uma rápida recuperação do corpo, que já não é mais como era antes da gestação.O Pilates feito em grupo, por exemplo, vai estabelecer um convívio com outras pessoas, além de proporcionar um tempo só para você.

Atestado médico

O ideal é que toda gestante procure orientações de um médico antes de começar a praticar qualquer atividade física, principalmente em gravidez de alto risco. Os exercícios de Pilates devem ser sempre orientados, leves e moderadamente devagar, principalmente nos primeiros e nos últimos meses. A gestante pode se sentir cansada e sem energia, mas isso é normal.

Assim como durante a gravidez e após, é aconselhável que a mulher que deseja engravidar comece a preparar o corpo, para isso é recomendado que a futura mamãe converse com seu ginecologista, que provavelmente solicitará exames para ver se está tudo certo com a paciente.

Danielle Costa
Fisioterapeuta CREFITO-3 /118607
www.alpherat.com.br

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Alternative text

One thought on “Pilates na gestação: Pré e pós parto”

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>