2014_12_671-META-IMAGENS-MATERIAS-RP-FERIAS-27-12-Site

Ficar parado e a perda de condicionamento

Josiane Silveira, de Brasília, nos escreveu perguntando se poderia “tirar férias no Pilates”, mas estava preocupada com a perda de todas as conquistas que obteve durante seus treinos de 2014. Vamos às nossas considerações:

Melhoramos nossas capacidades físicas através de treinamento (estímulo e adaptação) e neste quesito podemos afirmar que nosso corpo é uma surpreendente máquina eficiente: hoje você faz um movimento, amanhã você repete este estímulo e daqui alguns dias ele começa a ficar fácil. Isso porque seu organismo se adaptou ao movimento, conquistou novos níveis de condicionamento e já pode aumentar o desafio. O difícil de antes já está ficando fácil.

Através desta repetição dos estímulos ganhamos força, flexibilidade, disciplina econtrole, conseguimos realizar os belos e eficientes exercícios de Pilates. Mas de uma hora para outra paramos de nos exercitar pelos mais diversos motivos (há quem diga que sejam desculpas): férias e o desejo de fugir da rotina, alguma lesão ou doença, viagens, excesso de trabalho ou até pelos 1001 compromissos que assumimos no final de ano. Também temos como “terceirizar” a desculpa:o espaço que frequentamos entra em período de recesso e férias coletivas.

Dentro da linguagem esportiva chamamos de destreinamento este período no qual o indivíduo se afasta da prática regular de exercício. E a má notícia é que, ao parar de movimentar-se, você vira um destreinado porque grande parte das capacidades físicas só se mantém se continuam recebendo o estímulo.

No geral, os estudos relacionados a esse tema apontam reduções significativas nas capacidades de força, flexibilidade e resistência muscular a partir de 10 dias sem treinar, para pessoas que iniciaram e realizaram por pelo menos 90 dias um programa de atividade física orientado, com a frequência de três vezes por semana. Antes disso, talvez o praticante ainda não tenha conquistado resultados significativos. E entre as capacidades físicas a flexibilidade/mobilidade é perdida de forma mais rápida.

Por isso, da mesma forma que você se alimenta com regularidade, escova os dentes ou toma banho diariamente, faça das suas sessões de exercício, do seu Pilates, hábitos diários. Fará bem não só para seu corpo, sua mente agradecerá também!

Muito Pilates neste final de ano e em 2015!

Ge Gurak

Educadora Física, instrutora de Pilates desde 2001 e treinadora da Equipe TcPilates

@gegurak www.trabalhandocompilates.com.br

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Alternative text

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>