2014_10_605-META-IMAGENS-MATERIAS-RP-PARA-HOMENS-Site

Trabalhando oblíquos no Pilates

E aí pilateiros, gostaram da nova série da Revista Pilates, não é mesmo? Depois que publicamos o primeiro exercício do ‘’Pilates para homens’’ (clique aqui para conferir), os fãs pilateiros deram as caras por aqui… e nós adoramos essa interação, viu?!

Hoje, o Fisioterapeuta Raphael Napolitano (CREFITO 192732-F) vai ensinar como trabalhar os oblíquos no maior estilo. Vamos lá? #PilatesParaTodos

Exercício: Oblíquos

Posição inicial: Deitado em supino no solo, com a torácica em flexão acima do solo. Lombar encostada, pernas com o joelhos flexionados a 90° e os calcanhares em flexão plantar. Segurar o Fitness circle. Levar o fitness circle em direção o joelho flexionado. Adicionar resistência ao membro superior e promover grande consciência nos estabilizadores da escápula.

Exercício
montagemPara preparar, inspirar…

Expirar: Estender uma perna até onde a lombar permaneça no solo, simultaneamente fazer rotação no membro superior em direção ao joelho flexionado.

Inspirar: Retornar à coluna no centro mantendo a mesma em flexão e começar a trocar as pernas.

Expirar: Estender a outra e fazer rotação do membro superior para o lado contrário.

Inspirar: Retornar à coluna ao centro mantendo a flexão e começar a trocar as pernas.

Completar de 8 a 10 repetições.

Estabilidade: coluna torácica em flexão; região lombo-pélvica contra da torácica e o movimento das pernas; escápulas.

Mobilidade: região torácica em rotação; articular do quadril.

Nota: poderá ser feito em posição neutra, quando for demonstrada força e habilidade.

Queremos saber se você fez o exercício e o que achou, conta aí embaixo pra nós!

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Alternative text

6 thoughts on “Trabalhando oblíquos no Pilates”

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>