2014_08_0548-META-IMAGENS-MATERIAS-RP-COLUNA-Site

Cursos de formação em Pilates

A leitora Catarina Fernandes de Ribeirão Preto nos escreveu pedindo ajuda na escolha de um curso de formação em Pilates e afirmou que se sentia um pouco perdida devido a diferença de cursos entre as muitas escolas existentes. Pensando nisso, vamos analisar essa situação junto com nossa colunista Ge Gurak e ajudar a esclarecer essa dúvida.

‘’Confesso que sou uma incentivadora para profissionais da área de saúde investirem em um bom curso e começarem a atuar nesta área/setor que está em ampla expansão e que sempre possui vagas. Quando convido amigos para ingressar na área, estes profissionais alegam que procuraram algumas informações, mas ficaram muito perdidos por qual empresa fazer sua formação e esta confusão aumenta, principalmente porque os valores das ditas formações no Método Pilates podem variar de R$ 1.000,00 a R$ 30.000,00, em média.

Sugiro a seguinte sequência:

- Seja aluno/cliente de Pilates. Procure vivenciar o método (melhor se puder experimentar com diversos profissionais e de escolas diferentes). Se você se identificou, passe para a próxima etapa, se não, melhor você não investir tempo e energia com isso. Procure outra modalidade que te cative, pode ter certeza que vai ser muito mais fácil de você encontrar energia para sair da cama todas as manhãs.

- Gostou? Ficou encantando e já praticou por um período? Agora você já está apto a começar a informar-se sobre as diferentes opções de cursos. Pergunte para os profissionais que te atenderam qual foi a empresa em que ele se formou, quais foram os pontos positivos, quais os negativos e o que ele conhece do mercado atual. Incluindo também quais empresas eles indicam e por quais os futuros profissionais deveriam passar longe.

- Converse com pelo menos cinco profissionais que já estão atuando na área por pelo menos três anos. Perceba pontos positivos na atuação de cada um deles e, procure as empresas indicadas e entre em contato.

- Se houver possibilidade, visite as empresas prestadoras de cursos, peça para conhecer o material, descubra se eles são realmente uma empresa (falo de nota fiscal, CNPJ, entre outros detalhes que regularize como uma escola), conheça quem são os instrutores que estarão conduzindo o curso que você pretende comprar e realize pelo menos uma aula com estes instrutores. Não feche na primeira, obtenha parâmetros, compare.

Uma das razões desta diferença de valores se dá por estrutura das escolas. De uma forma muito breve e resumida, eu dividiria em três categorias:

- Empresas que estão ligadas a grandes e importantes multinacionais ou que possuem um respaldo internacional. Normalmente, possuem uma formação longa, que varia entre seis meses a dois anos de aula, possuem uma prova no final do curso que exige muito estudo e dedicação por parte dos participantes e que especializa para os mais diversos tipos de atendimento (da reabilitação ao fitness). Tem horas de estágio de observação e prática como item obrigatório. Se o participante for morar em outro canto do mundo, poderá utilizar-se desta formação para atuar com o Método Pilates em outros países.

- Empresas nacionais que buscam e se inspiram nas escolas acima, mas foram fundadas no Brasil. São escolas que reforçam que para atuar é necessário experiência e maturação no método e, por isso, oferecem formações de seis meses a um ano em média. Neste caso, estamos falando de 300 horas no mínimo de ensino, são de 12 a 20 encontros.

- E as empresas que trabalham com formações mais curtas, que variam de um a três finais de semana de curso (na maior parte dos casos seis dias de aulas). Este tipo de curso, apesar do cliente finalizar com um certificado, são apenas um ponta pé inicial para a entrada no método. Você até pode trabalhar com o método, mas se foi a sua primeira experiência com Pilates, um grande estágio (primeiro somente de observação e depois de início de práticas) vai ser fundamental para você não arriscar a saúde dos praticantes.

A diferença nos valores que cada escola cobra já se explica devido a estrutura que cada uma possui, mas para você que está buscando uma formação, um ponto crucial também é qual a sua possibilidade de investimento. Cada uma das opções tem seus pontos positivos e negativos. Não é minha função defender uma ou outra escola, principalmente porque também trabalho com cursos e consultorias dentro do método, mas como estamos falando de carreira, coloque esta questão também na balança.

É claro que será necessária uma avaliação coerente para a escolha da escola. Existem cursos que nem sempre oferecem as devidas estruturas, ou estão sem regulamentação, com muitos alunos inscritos e pouca disponibilidade de vivência com o método, que dizem que a formação é de x horas, mas na verdade oferecem menos da metade, entre outros detalhes preocupantes. Avalie, pesquise e considere-se bem vindo a área!

Por sinal, uma semana de muito Pilates pela frente e até a próxima!

Ge Gurak

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Alternative text

2 thoughts on “Cursos de formação em Pilates”

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>