2014_08_0548-META-IMAGENS-MATERIAS-RP-HERNIA-Site

Pilates e Hérnia discal II

É fundamental que o instrutor de Pilates entenda o que está acontecendo com seu aluno com história de hérnia de disco. Se você perdeu a primeira parte do artigo do Dr. Joel Steinman, que fala sobre o assunto, clique aqui para conferir. Agora vamos estudar um pouco mais sobre o tema?

Um disco herniado nem sempre causa dor ou sintomas e sinais neurológicos.

Embora o diagnóstico do médico confirme a presença da hérnia de disco através do exame de ressonância magnética da coluna lombar ou cervical, isto não significa que a hérnia encontrada seja a causa da dor ou desconforto.

Na verdade, existe um grande número de pessoas com uma ou várias “hérnias de disco” ao exame de imagem, mas que negam história clínica de dor lombar.

Quando a dor lombar é causada por uma hérnia de disco, os sintomas dependem também de uma série de fatores que devem ser considerados, como a idade do paciente/aluno, duração da história, localização e o tamanho do fragmento herniado, além de outras patologias da coluna que podem estar associadas, como a desidratação do disco ou discopatia degenerativa.

Diversos termos são usados para descrever o tipo de fragmento de disco herniado:

Hérnia contida: a hérnia está contida pelas fibras do anel fibroso;

Hérnia não contida: o material herniado rompeu o anulo fibroso e pode comprimir uma das raízes nervosas.

As hérnias não contidas, podem ser de dois tipos:

Hérnia extrusa: indica que o material herniado rompeu também o ligamento longitudinal posterior, mas permanece em continuidade com o núcleo de onde se originou;

Hérnia sequestrada: indica que o material herniado rompeu também o ligamento longitudinal posterior e se separou do núcleo de onde se originou.

A hérnia, na sua grande maioria, tem direção posterior ou latero posterior, podendo comprimir parcialmente ou totalmente a raiz nervosa.

Então qual o melhor exercício de Pilates para meu paciente/aluno com hérnia?

A resposta vai depender do conhecimento da lista de fatores acima. Vamos falar sobre eles em nosso próximo artigo!

Dr. Joel Steinman
Diretor do Tao Pilates Instituto de Medicina do Exercício e do Esporte
Autor do livro Surfingand Health
www.taopilates.com.br

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Alternative text

6 thoughts on “Pilates e Hérnia discal II”

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>