2014_08_0500-META-IMAGENS-MATERIAS-RP-dor-cronica-Site

PILATES E DOR CRÔNICA I

A dor foi o motivo mais importante e decisivo para o desenvolvimento da arte de curar e com certeza influenciou Joseph Pilates no desenvolvimento da Contrologia.

Atualmente, no Brasil, estima-se que 60 milhões de brasileiros têm algum tipo de dor crônica. Entre os homens, 20% têm o problema. Entre as mulheres, 34%.

Entre as principais causas estão:

- dores da coluna vertebral 41,2%;

- dores de cabeça e enxaqueca 31,2%;

- ansiedade e distúrbios emocionais 24,9%;

- depressão 19,2%;

- artrite 12,6%;

- reumatismo 10,6%;

- fibromialgia 7,3%.

É certo que o instrutor de Pilates deve compreender o fenômeno da dor crônica para escolher os próximos exercícios com critério e bom senso.

Na próxima semana vamos entender a diferença entre dor aguda e crônica e suas repercussões na prática do Pilates.

Dr. Joel Steinman
Diretor Tao Pilates Instituto de Medicina do Exercício e do Esporte
www.taopilates.com.br

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Alternative text

4 thoughts on “PILATES E DOR CRÔNICA I”

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>