2014_02_0061-Circunferencia-apos-lesao-Site

Atleta faz Pilates para se recuperar de lesão

Em busca de fortalecimento, Rebeca Pimentel, 20 anos, se tornou mais uma adepta do Pilates após sofrer uma grave lesão praticando jiu-jítsu.

A lesão ocorreu enquanto Rebeca disputava em um campeonato de jiu-jítsu, arte marcial que praticava há dois anos. Em busca da melhora da postura e alongamento, a estudante de direito, decidiu entrar para uma academia de Pilates há um mês.

Além da luta, Rebeca também dançou balé por 11 anos. Toda essa relação com atividades físicas faz com que a nova praticante do Pilates se destacasse na academia onde pratica a modalidade.

‘’ Eu procurei o Pilates para aprimorar a minha postura, respiração e fortificar o meu lado esquerdo, devido a uma lesão que sofri na cartilagem do esterno com a costela cervical. Depois que comecei, tem feito muito bem para mim, pois trabalha a musculatura e também é aeróbico’’, revela a atleta.

Pra quem não sabe, cerca de uma em cada duzentas pessoas nascem com uma costela extra chamada de costela cervical. Você pode nascer ou não com ela, é conhecida como uma condição congênita. Na parte de trás, essa costela se conecta à sétima vértebra cervical no pescoço. Na parte da frente, em algumas pessoas uma costela cervical pode ser “flutuante” e não tem ligação. Em outras pessoas, pode ser conectada a primeira costela por uma faixa de tecido resistente, fibrosa.

E, em algumas outras, pode haver uma articulação com a primeira costela. A costela cervical pode estar presente apenas no seu lado direito, apenas no seu lado esquerdo ou em ambos os lados. (Você pode conferir a explicação completa aqui).

Mesmo estando no Pilates há pouco tempo, Rebeca já começou em um nível avançado. A estudante consegue realizar exercícios de alta dificuldade, incluindo alguns realizados em suspensão.

Mesmo sem ser esse o objetivo, com 1,57m de altura e 56kg, a jovem emagreceu dois quilos depois que começou no Pilates, ou seja, em apenas 30 dias.

‘’O Pilates e o esporte em geral melhoram a nossa qualidade de vida. Eu sou uma apaixonada por exercícios físicos. Eles são capazes até de melhorar os nossos hábitos alimentares ‘’, ressaltou Rebeca.

O Pilates é uma das aplicações mais recomendadas, principalmente para quem faz esporte, porque exige muito do mecanismo de instabilidade da região da coluna lombar e da região do quadril.

Segundo Thiago Zaparoli Borgheresi, fisioterapeuta (Crefito 1888147-7), o corpo tem grupos de músculos com funções distintas.

”De maneira simplificada podemos separar em duas camadas: Camada de proteção, que funciona como a âncora da estrutura – estabilização segmentar e Camada de ação, que faz a força para o movimento desejado – mobilizadores globais. O Pilates ajudará a organizar a função e ação dos músculos de cada camada para que não ocorra uma sobrecarga de uma, na tentativa de executar duas funções. Se cada músculo faz sua função de maneira harmônica temos um menor gasto energético e aumento do rendimento no esporte com a consequência vantajosa de criar articulações fortes em estrutura e movimento”, explica o profissional.

(As informações sobre a lesão da atleta foram retiradas do site Globo Esporte, aqui)

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Cursos de Pilates Brasil

4 thoughts on “Atleta faz Pilates para se recuperar de lesão”

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>