2014_02_0061-Depressao-Site

Pilates no combate à depressão

Transtornos de humor e auto-estima baixa são apenas alguns dos problemas causados pela depressão, uma das doenças de maior impacto social no mundo. Hoje a Revista Pilates explica de que forma o Pilates pode ajudar no controle e melhora da doença.

Atualmente a depressão é conhecida como o mal do século. Em termos médicos, ela é denominada como um transtorno caracterizado por um estado patológico de sofrimento psíquico, com distúrbio afetivo e de humor, acompanhado de um acentuado rebaixamento do estado de ânimo, redução da auto-estima, apresentando também diminuição da atividade mental, psicomotora e orgânica.

O Pilates vem assumindo o papel de auxiliar no tratamento, pois é um método inteligente que trabalha qualidade e não quantidade, seguindo princípios como concentração, controle, precisão e respiração. Ele traz inúmeros benefícios aos praticantes, entre eles: percepção corporal, correção postural e de desequilíbrios musculares, condicionamento controlado e fortalecimento muscular em geral.

Como uma das características do Pilates é o trabalho em pequenos grupos, a atividade propicia aos participantes a possibilidade de interação social e bem-estar psicológico de forma sutil. Tudo isso torna a prática do método uma alternativa de tratamento não farmacológico. Mas atenção: só quem pode determinar o uso, ou não, de medicamentos é um médico especialista. E isso vai depender do caso clínico de cada indivíduo.

Mais uma prova de que o Pilates não só traz efeitos positivos para a vida social, como melhora a qualidade de vida como um todo.

E você, também tem uma história de recuperação com Pilates? Conte pra gente: contato@revistapilates.com.br

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Alternative text

8 thoughts on “Pilates no combate à depressão”

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>