2014_02_0061-Mirella-Santos-Gravidez-Site

Para ter parto natural, Mirella Santos faz Pilates

Que a gata fez Pilates a gestação inteira a gente já sabe, não é mesmo? Mas agora que o parto se aproxima, Mirella está ainda mais animada para as aulas. E você sabe o por quê? A gente te conta!

Grávida da primeira filha, a tão esperada Valentina, fruto do casamento com o humorista Wellington Muniz, o Ceará do Pânico, Mirella é adepta das aulas de Pilates estúdio como atividade física nessa linda fase de vida. O objetivo dela é ter um parto natural. A apresentadora, que está com 32 semanas de gestação, pratica a modalidade três vezes na semana numa academia da zona sul de São Paulo.

Mirella diz que o Pilates tem ajudado a aliviar a pressão nas costas por causa do crescimento da barriga. ” Estou gostando muito, pois os exercícios se concentram nos músculos abdominais e as posições aliviam a pressão sobre as costas e a bacia”, afirma Mirella.

”Nesta fase é importante fazer exercícios tanto para os membros inferiores quanto para os superiores. Só devemos evitar alguns que exijam mais equilíbrio, habilidade que, na gestação, fica afetada. E adaptar outros em que se tenha de ficar de bruços, por causa da barriga”, explica a instrutora de Mirella.

”Outro ganho da atividade está relacionada com os exercícios de estabilização das escápulas (osso que faz parte da articulação do ombro), que vão ajudar a mulher a enfrentar a nova rotina de cuidados com o recém-nascido, com noites mal dormidas e inúmeras trocas de fraldas. É um trabalho global pensando na gravidez e também no pós parto”, esclarece a profissional.

Segundo Thiago Zaparoli Borgheresi, fisioterapeuta (Crefito 1888147-7), apesar de a gestação ter seu “ciclo” bem definido, cada mulher é única e precisa de um acompanhamento médico para garantir a saúde dela e a do bebê. ‘’Após a liberação do médico para atividade física, temos alguns cuidados especiais para a aplicação segura do método Pilates. Há alterações hormonais que geram maior mobilidade a todos os ligamentos do corpo reduzindo, por consequência, a estabilidade articular a qual somada às constantes mudanças posturais da gestante, pode facilmente fazer aparecer dores e câimbras.”

”O Pilates bem trabalhado (antes, durante ou depois da gestação) ajudará na prevenção da incontinência urinária e da diástase do reto-abdominal, melhorará as dores posturais decorrentes do aumento das mamas, auxiliará no bom funcionamento da bexiga e intestino, ajudará a diminuir o inchaço (edema), e também melhorará a circulação sanguínea sem elevar excessivamente a temperatura do corpo e nem acelerar a frequência cardíaca da mamãe e do bebê’’, explica o fisioterapeuta.

Há algumas mamães que tem medo de praticar exercícios durante a gestação, mas saibam que com acompanhamento médico e a prática do Pilates junto de um profissional qualificado está totalmente liberada, viu?

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Alternative text

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>