2014_02_0061-Pilates-abdome-Site

Pilates intensifica o trabalho do abdome

Aproveite o melhor do abdominal tradicional com os fundamentos do Pilates para conquistar uma barriguinha sarada e uma cintura invejável. Confira as dicas que a Revista Pilates traz hoje especialmente para você.

Nas aulas de Pilates, além de os exercícios serem feitos o tempo inteiro com a barriga contraída, todos os músculos do abdome são acionados. Os abdominais clássicos trabalham os superficiais, como o reto e os oblíquos externos, mas não atingem a musculatura mais profunda. Mas os abdominais tradicionais também têm seus méritos, pois são importantes para deixar os gominhos mais à mostra.

Juntando o útil ao agradável, uma aula que mescle os clássicos abdominais com movimentos do Pilates atingirá também o core, que é formado pelos músculos internos do abdome e da região lombar e trará um resultado ainda melhor.

Estes exercícios devem ser feitos com movimentos lentos e com foco na respiração. Esse é o segredo: otimizar a contração muscular abdominal inspirando e expirando corretamente ao realizar os movimentos.

Os 34 exercícios do Mat Pilates (realizados no solo) ativam a musculatura profunda do abdome e alguns exercícios específicos fortalecem e definem a região de forma mais eficaz sem sobrecarregar a coluna vertebral. Cada exercício deve ter, no máximo, 10 repetições para evitar a fadiga muscular e, conseqüentemente, prevenir lesões. O tempo de cada exercício de Pilates é determinado pelo tempo da respiração de cada indivíduo. Por isso, quanto mais longa for a expiração, maior será o tempo de execução do exercício.

Ao contrário dos tradicionais exercícios abdominais que devem ter intervalo de 48 horas para um melhor resultado, o Pilates pode ser praticado diariamente. Quanto maior a frequência, mais rápido se desenvolve a força e a definição muscular. Após 30 aulas já percebe-se uma mudança visível no corpo.

Nos exercícios bicicleta e tesoura, a região lombar não pode sair do chão, por isso o abdome precisa estar bem contraído. Se você sentir desconforto na região, não desça muito as pernas. E, no rolamento, se tiver dificuldade em manter os pés no chão, pode prendê-los embaixo de um sofá, por exemplo. A aula deve ser feita em dias alternados para dar tempo do organismo se recuperar.

Se você está afastado da academia, é provável que não vá conseguir fazer a aula completa. No primeiro mês limite-se aos abdominais tradicionais para ganhar consciência corporal e aos poucos vá acrescentando os outros movimentos.

É importante lembrar que, para a musculatura aparecer, é preciso eliminar o tecido adiposo que a encobre. Além de ter uma alimentação pobre em gordura e doce, você deve fazer atividades aeróbicas com frequência.

E aí, tá esperando o quê  pra começar as aulas de Pilates?

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Alternative text

8 thoughts on “Pilates intensifica o trabalho do abdome”

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>