Ano novo, hábitos alimentares mais saudáveis

hábitos-alimentares-obseidade-infantil

 

Hábitos alimentares mais saudáveis para você e sua família estava na lista de promessas para 2014?

O ano novo já começou, mas com tantas festas e comemorações você ainda não deu o primeiro passo? Que tal aproveitar as dicas da Dra. Ellen Cristine Lange de Lara de Sio, pediatra – endocrinologista, da Liv Espaço Saúde, de Florianópolis (SC), e colocar em prática um plano para conquistar mais saúde e disposição para toda a família?

Com a correria do dia-a-dia, a alimentação da família, muitas vezes, fica em segundo plano. É mais fácil recorrer aos congelados, embutidos ou aos produtos industrializados, que são mais práticos e rápidos de serem preparados, não é mesmo? Só que esses alimentos não são nada saudáveis, eles carregam uma alta dose de sódio e gordura, além de corantes, conservantes e diversos outros “antes”.

A má alimentação, iniciada dentro de casa, está criando uma geração de crianças obesas, fãs de fast-food e guloseimas repletas de calorias vazias, como os salgadinhos.

Pesquisas recentes mostram que o número de crianças com sobrepeso é crescente e que é preciso ficar atento. Como os filhos refletem o que os pais praticam, é necessário dar o exemplo: comer de forma adequada, a cada três horas, preferencialmente, e fazer exercícios físicos. “A alimentação infantil exige muita atenção dos pais, pois eles são os maiores responsáveis por proporcionar hábitos saudáveis de alimentação”, afirma a Dra. Ellen.

A pediatra – endocrinologista diz que é preciso ter atenção, porque para os pais e familiares, nem sempre é fácil reconhecer o excesso de peso. Muitas vezes são crianças consideradas saudáveis ou mais fortinhas. “A melhor maneira de reconhecer o excesso de peso é através de consultas regulares com o pediatra, verificando o peso ideal para a idade e a estatura”, explica.

Abaixo, a Dra. Ellen responde alguns questionamentos sobre a obesidade infantil:

A obesidade pode ser causada por alguma doença?
Existem algumas patologias que podem causar excesso de peso. Porém, a maior parte dos casos de obesidade infantil é causada pelo excesso alimentar e pela falta de atividade física. As crianças acima do peso devem ser avaliadas pelo endocrinologista pediátrico para verificar se existe alguma doença concomitante e também se a obesidade pode estar levando a outras alterações.

Posso esperar ele emagrecer na adolescência?
Os estudos têm demonstrado que 80% das crianças e adolescentes com excesso de peso se tornarão adultos obesos. A adolescência não é um período suficiente para a perda de peso, a não ser que haja alimentação e atividades físicas adequadas. Quanto mais cedo mudarmos hábitos alimentares, maior a chance de a criança manter um peso adequado e chegar à fase adulta bem.

Quais os problemas da obesidade?
Muitas crianças com obesidade têm apresentado doenças que antes ocorriam apenas em adultos. Hipertensão, diabetes, alterações do colesterol e triglicerídeos podem ser decorrentes da obesidade. Muitos destes podem ser resolvidos apenas com a melhora alimentar e a perda de peso, mas algumas vezes são necessários tratamentos medicamentosos.

“Os pais devem estar sempre atentos à alimentação de seus filhos, estimulando o consumo de frutas e verduras, evitando doces e lanches. É importante manter níveis adequados de atividade física e limitar atividades de baixo gasto calórico, como televisão e computador”, completa a profissional.

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Cursos de Pilates Brasil

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>