Pipoca é saudável e pode ajudar na dieta

pipoca-saude-revista-pilates

 

Muita gente deixa de comer essa delícia achando que ela engorda muito. Mas a pipoca pode ser benéfica para o organismo e até uma aliada da dieta, se preparada da forma certa.

Esse alimento é cheio de nutrientes e fibras, que tornam a digestão mais lenta e fazem com que você se sinta satisfeito por mais tempo. De acordo com a nutricionista Madalena Vallinoti, para o portal R7, a pipoca tem cerca de 10% das nossas necessidades diárias de fibras, superando o alface. Isso ajuda no funcionamento do intestino, se combinado com a ingestão de líquidos saudáveis.

Estudos descobriram que o petisco tem alta concentração de antioxidantes, até mais do que algumas frutas e verduras. Ele ajuda a eliminar os radicais livres do organismo e fortalecem o sistema imunológico. Outro benefício é o ácido fólico, que melhora a absorção de nutrientes e evita a anemia. A nutricionista Priscila Rosa, em entrevista para o Terra, explica que a pipoca é uma ótima fonte de carboidratos como o amido resistente, que ajuda a equilibrar o açúcar no sangue e previne o diabetes, contribuindo também para a saciedade.

Mas a maneira mais saudável de comer pipoca é fazer em casa. A pipoca do cinema não é tão saudável assim, já que é preparada com muito sal e óleo. O ideal é estourar o milho em uma panela com um fiozinho de óleo e uma pitada de sal. A quantidade não deve ultrapassar duas xícaras de chá por semana, segundo os nutricionistas. Usar temperos como pimenta do reino é saudável e deixa a pipoca mais gostosa.

Cuidado também com a versão de microondas. Ela tem cerca de quatro vezes mais gordura que a normal e alta quantidade de sódio. Você pode colocar o milho comum em um saco de pão vedado, se quiser a praticidade do microondas.

Seguindo essas dicas, dá para usar a pipoca como lanche da manhã ou da tarde, incluindo as fibras e os carboidratos na dieta. Vai uma pipoquinha?

PUBLICIDADE

Pilates Studio Fit

Comentários