Pilates ajuda a combater osteoporose

Pilates_osteoporose_Celia_Moreira_revista_pilates

Pilates na terceira idade é indicado para prevenir e estabilizar a osteoporose. Foto enviada pelo estúdio WMarbim.

 

Dores nas articulações e fraturas constantes. Esses são os sintomas da osteoporose, doença silenciosa caracterizada pela perda de massa óssea e diminuição da resistência mecânica dos ossos. Dados de 2013 revelam que os riscos de quebrar um osso, por exemplo, em virtude da baixa densidade óssea, são muito maiores entre as pessoas com mais de 50 anos.

Nessa fase, a atividade física se torna fundamental para a prevenção de doenças desse tipo. E sabe qual é a modalidade mais indicada para ajudar a prevenir e estabilizar a osteoporose? O Pilates! Segundo a fisioterapeuta Aline Marbim, 30, o Pilates favorece e estimula a remodelagem óssea, através dos exercícios de tração e tensão. “Esse é o principal fator de recompensa para o idoso. Ao mesmo tempo, conseguimos a melhora no tônus, no equilíbrio, na flexibilidade, na postura e na consciência corporal. Isso reduz as chances de queda e os riscos de fratura”, explica Aline.

Os principais fatores de risco da osteoporose são o sedentarismo, o tabagismo, a genética, a falta de cálcio e a deficiência hormonal. Por isso, a prática do Pilates é recomendada mesmo antes da terceira idade, agindo de forma mais efetiva na prevenção. Os exercícios equilibram os músculos e melhoram o posicionamento corporal, além de contribuir para a oxigenação e aliviar a ansiedade e o estresse.

A professora Célia Moreira, de Niterói (RJ), tem 64 anos e um diagnóstico de osteoporose e osteopenia. Ela faz Pilates duas vezes por semana, há seis meses. “Meu ortopedista me recomendou o Pilates há anos, mas só agora resolvi fazer, por conta do tempo. Minha filha, que é atleta, me apresentou à Aline. Fiz uma aula experimental e nunca mais parei. Meu médico quer que eu aumente a frequência. Adoro!”, conta a aluna.

 

Célia Moreira, 64 anos, tem osteoporose e faz aulas de Pilates com a fisioterapeuta Aline Marbim. Foto enviada pelo estúdio WMarbim.

Célia Moreira, 64 anos, tem osteoporose e faz aulas de Pilates com a fisioterapeuta Aline Marbim. Foto enviada pelo estúdio WMarbim.

 

Os pacientes com osteoporose podem sentir dificuldades na hora do exercício físico, como dores nos joelhos, nos punhos e na coluna, em casos de deformidades ósseas. Porém, a fisioterapeuta garante que não há qualquer contra indicação para o Pilates na terceira idade. “O profissional responsável faz uma análise inicial, avaliando as condições de saúde do paciente, além de força, flexibilidade, suas limitações e qual a real necessidade de praticar uma atividade física”, afirma.

Os exercícios mais recomendados são aqueles de baixo impacto, para o fortalecimento dos membros inferiores e superiores e músculos estabilizadores da coluna. E os benefícios são visíveis. “Me sinto mais animada, mais bem disposta. Minhas costas não incomodam mais e estou mais ágil, rápida, com mais resistência. Minha postura também melhorou muito, o que foi importante porque tenho osteoporose na lombar. A professora enfatiza tanto a postura que você sai da aula levando isso para o dia a dia”, comenta a aluna Célia.

Além da osteoporose, outros problemas típicos da terceira idade, como a artrose e a artrite reumatóide, também são tratados com Pilates. A regra é fazer exercícios, se alimentar bem e ter disposição. “Você sente certa limitação, mas a dica é não se deixar abater. O corpo é uma máquina que você precisa colocar sempre em manutenção. Ou seja, ir sempre ao médico, se alimentar bem e fazer o que te faz feliz”. No dia internacional do idoso, fica a dica da Célia!

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Cursos de Pilates Brasil

8 thoughts on “Pilates ajuda a combater osteoporose”

  1. Eu também tenho osteoporose na coluna e osteopenia no femur, pratico Pilates desde 2007, duas vezes por semana e me sinto ótima.
    Não sinto nenhuma dor.
    Como meu problema é de perda de cálcio através dos meus rins, segundo minha reumatologista eu dificilmente irei regredir esse meu quadro de osteoporose, mas com a prática do Pilates e reforço da minha alimentação eu tenho conseguido manter meu estágio. Eu recomendo.

  2. Boa tarde!! Tenho 27 anos e já tenho um diagnóstico precoce de osteopenia e osteoporose, faço pilates há um ano e meio para auxiliar no meu tratamento e está sendo muito eficaz, tendo em vista que tenho dores frequentes nos joelhos e na coluna. Adoro pilates e recomendo.

  3. desculpe… sou fisioterapeuta e trabaho com pilates… mas essa postura esta errada. vcs tem alguma explicação pra isso?? aguardo resposta.

  4. Oi, Ju. Tudo bem? Já trocamos a foto aqui no site, obrigada pelo toque! Abraços.

  5. Independente da pratica de Pilates ser muito boa! Importa que seja passada a informação correcta, quanto ás bolas. Estas bolas não são de Pilates mas sim de Bobath, ou seja as bolas que são utilizadas no Pilates, são na realidade BOLAS DE BOBATH!!!!!!!!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>