Os benefícios do Pilates na gestação

A instrutora Priscila Bendo no Pilates durante a gravidez.

A instrutora Priscila Bendo no Pilates durante a gravidez.


Por Priscila Bendo

Educadora Física especialista em Pilates
Diretora técnica do estúdio Gaia Pilates

 

Refém de mudanças inevitáveis no corpo e na mente, como manter o equilíbrio durante a gestação? A gestação é uma experiência única e mágica, e a ideia é torná-la também prazerosa para a futura mamãe. Alguns hábitos saudáveis fazem toda a diferença para suportar tantas alterações hormonais, que irão mexer muito com as emoções, e alterações físicas, que irão mudar totalmente o corpo da mulher.

A prática de exercícios físicos, aliada a uma alimentação balanceada, contribui para o bom andamento dessa espera, que dura cerca de 40 semanas. Algumas modalidades são mais procuradas pelas futuras mamães, entre elas o Pilates.

Por ser um método de exercícios de baixo impacto, não provoca sobrecargas nas articulações das gestantes. Além disso, o Pilates possui alguns princípios que trazem muitos benefícios, como aumento da flexibilidade, fortalecimento muscular, consciência corporal, relaxamento e uma respiração mais adequada. O trabalho integrado de todos os princípios favorece o bom desenvolvimento da gestação, prevenindo dores e desconfortos e auxiliando no trabalho de parto.

Costumamos dizer que a “alma do método” é a centralização, onde os músculos do “core” e assoalho pélvico são sempre recrutados, garantindo o fortalecimento. Para a gestante isso faz toda a diferença, pois são músculos que irão sustentar melhor a coluna, já que o centro de gravidade se altera totalmente com o aumento da lordose lombar, minimizando as dores lombares comuns na gestação. O Pilates também vai evitar a incontinência urinária com o fortalecimento do períneo, e ajudar no trabalho de parto e na recuperação.

Além do fortalecimento dessa musculatura central do corpo, o Pilates garante membros superiores mais fortes, o que facilitará a vida da mamãe na hora de cuidar do seu bebê. Atividades como carregar, trocar, dar banho e amamentar serão realizadas com mais facilidade com esse ganho de força e equilíbrio muscular.

Por ativar o sistema circulatório, o Pilates também contribui para aliviar as dores e inchaços nos membros inferiores, além de fortalecer essa musculatura para que aguentem o ganho de peso e ajudem a aliviar a sobrecarga na coluna.

Enfim, o Pilates traz inúmeros benefícios para a futura mamãe, mas é muito importante ter um acompanhamento adequado, feito por um profissional que tenha conhecimento de todas essas alterações fisiológicas, para que as aulas se tornem funcionais e prazerosas para o corpo de cada gestante. Não podemos esquecer a importância do acompanhamento médico, que vai liberar ou não a prática de qualquer exercício físico nesse período.

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Cursos de Pilates Brasil

11 thoughts on “Os benefícios do Pilates na gestação”

  1. Olá, pratiquei pilates em toda minha gestação e fez muita diferença, voltei ao peso muito rápido inclusive.

  2. Olá
    No pilates se faz a respiração com contração abdominal. Como fazer isso grávida? E se não há contração abdominal, é pilates? Me parece outro tipo de exercício, mas não pilates.
    Um abraço

  3. Olá Maria Lucia,

    O pilates é muito recomendado para gestantes por trabalhar os músculos do assoalho pélvico, abdominais, paravertebrais e diafragma, que dão sustentação ao nosso corpo e auxiliam no trabalho de parto. Além destes benefícios, através do Pilates podemos trabalhar vários músculos para evitar dores nas costas, tanto pré quanto pós-parto.
    De acordo com a fisioterapeuta Fernanda Misquevis, sobre a respiração, você continuará realizando a contração abdominal, porém, é muito importante que esta respiração seja guiada da forma correta para que não aumente a pressão intraabdominal, o que poderia prejudicar o bebê. Em regra, você faz a flexão de tronco (contração abdominal) na expiração.

    Abraços!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>