Dicas para os pilateiros na hora do exercício

dicas-pilateiros-revista-pilates

 

Por Cristiano da Costa Flôres
Fisioterapeuta CREFITO 137.144/F
Mestre em Gerontologia Biomédia e Instrutor de Pilates

 

A ciência já confirma que o Pilates é um ótimo recurso terapêutico, usado na reabilitação, prevenção de quedas, além de ser um exercício eficiente para ganho de força muscular, flexibilidade, melhora das capacidades respiratórias e equilíbrio. O método também tem benefícios psicológicos, como a melhora da qualidade de vida, motivação e sensação subjetiva de bem estar. Mas que tal aumentar ainda mais os ganhos com a prática do Pilates? Com base nos estudos em Gerontologia Preventiva, veja algumas dicas para otimizar os resultados:

Caminhe até o estúdio
Se o seu objetivo com a prática de exercício físico é emagrecer ou combater o estresse, uma boa opção é ir caminhando até o local onde você pratica o Pilates. Uma caminhada sutil aumenta o gasto calórico da aula, libera endorfinas, substâncias que geram bem estar, e oportuniza um momento de prazer.

Coma antes e depois da aula
Faça um lanche pré-aula, quarenta minutos antes, com algum carboidrato de baixa caloria. Isto vai te dar mais energia para a prática. Faça um lanche pós-aula, rico em proteínas. Isso vai otimizar os ganhos em força muscular.

Exponha-se ao sol
Estudos recentes demonstram uma melhora na densidade dos ossos nos praticantes de Pilates. A exposição regular à luz solar, metaboliza vitamina D, estimulando ainda mais a saúde óssea.

Diga como se sente
Ao chegar na aula de Pilates, diga ao seu Instrutor como você se sente, isso o ajudará a prescrever os exercícios ideais dentro das suas queixas pontuais.

Beba bastante líquido
Tome pequenos goles de água durante a sua aula. Um bom estado nutricional associado a uma boa hidratação também otimizam os ganhos da prática.

Pratique em casa
Peça ao seu professor que ensine exercícios para serem executados ao acordar ou antes de dormir. O Pilates nesses momentos do dia pode motivar e aliviar as dores ou melhorar a qualidade do sono. Cinco a dez minutos são suficientes.

Desacelere-se
Desligue-se das preocupações do dia a dia, respire profundamente, pense positivo, crie uma “aura” prévia favorável à prática do Pilates, assim você já começa a aula no bioritmo ideal.

Preocupe-se com uma boa alimentação, livre-se dos excessos de gorduras, inclua os peixes, diminua o sal, não fume, e principalmente: seja assíduo às aulas. Otimize seus ganhos e apaixone-se ainda mais pelo Pilates!

 

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Cursos de Pilates Brasil

10 thoughts on “Dicas para os pilateiros na hora do exercício”

  1. POSSO COMPRAR A BOLA E FAZER EXERCICIOS EM CASA? ADOREI A MATERIA MUITO BOA, MANDE MAIS

  2. BOM DIA
    ANTES EU TINHA UMA VIDA MUITO SEDENTÁRIA,COMECEI A FAZER PILATES HA QUASE TRÊS MESES.ESTOU MUITO SATISFEITA COM OS BENEFÍCIOS.FAZER PILATES FOI A MELHOR ATITUDE QUE TOMEI NA MINHA VIDA.E ALÉM DISSO FAÇO CAMINHADA,E UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL.
    ,,,,,,,SENTINDO SE MUITO BEM,GRAÇAS A DEUS,,,,,,,,,

  3. Parabéns Cristiano!
    Sou fisio instrutor de Pilates em Presidente Prudente. Seu artigo é muito bom. Tenho alguns alunos da terceira idade e vou endereçar seu artigo para os mesmos. Gostei muito.
    Abraço Reginaldo

  4. Que bom, Angela! Continue neste ritmo, com motivação e energia para levar uma vida saudável. Exercício é tudo de bom!

  5. Oi Jucilene! Pode sim, mas lembre-se de pedir a orientação do seu professor de Pilates. Não faça nada por conta própria, nem copie vídeos da Internet, eles podem ser perigosos. O ideal é que você peça para o professor lhe passar alguns exercícios BÁSICOS para alongamento com a bola. Faça primeiro com a supervisão dele, para saber se está certo. Quando já estiver mais experiente, reproduza em casa.

  6. Olá, Elaine.

    Todos os exercícios que estimulam, igualmente, os dois lados do corpo auxiliam no tratamento e na prevenção da escoliose, como: natação, ioga, Pilates, caminhada, corrida, hidroginástica. O Pilates fortalece, alonga e equilibra o corpo, proporcionando melhor alinhamento da coluna, reduzindo as tensões musculares e as compressões discais. Ele trabalha a flexibilidade, isso alivia as dores e previne o agravamento da doença.
    Mas o tipo de exercício vai depender do grau da sua lesão, da intensidade dos sintomas da sua capacidade de execução dos exercícios. Não deve haver sobrecarga ou dor, nem durante, nem após as aulas.

    Esperamos ter ajudado!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>