Pilates via Skype?

Primeiro foi o Pilates em VHS. Depois vieram os DVDs. Aí, os vídeos online e aplicativos roubaram a cena. Agora, a última tecnologia aplicada ao Pilates é o Skype.

Um site americano chamado MyBOD™ Wellness oferece aulas individuais de Pilates e Yoga via Skype. A ideia é poder fazer uma sessão de 45 minutos adaptada ao dia a dia das pessoas: no intervalo do almoço, entre os compromissos, enquanto o jantar está no forno.

O programa foi criado pela veterana do Pilates Denise Posnak, que queria tornar o luxo das aulas particulares de Pilates em casa algo acessível e disponível. A instrutora certificada pela equipe de Romana Kryzanowska (herdeira de Joseph Pilates) era dona de um estúdio na Georgia, mas precisou se mudar para Nova York. Ela passou a falar com os amigos e clientes de longe pela webcam e teve o clique para combinar o Pilates com o Skype.

 

Novidade nos EUA traz aulas via Skype

 

Denise destaca as vantagens do recurso, em sua visão. “Você ganha orientação e feedback, pois sabe se está fazendo os exercícios de forma correta e segura. E fazer sessões personalizadas significa que o ritmo, a variedade e a programação são pra você”, explica a idealizadora.

A maioria das sessões se concentra nos exercícios de Matwork e usa alguns acessórios (Fitness Circle, Foam roller, Flex-Band), que ajudam a criar a resistência do aparelho e intensificam o trabalho, segundo Denise. Mas tem também séries nos aparelhos, para quem tem partes dos equipamentos.

No site você pode fazer uma avaliação de 20 minutos grátis. Os preços variam de $ 55 (uma sessão) a $ 430 (dez sessões). A desvantagem é o pagamento em dólar e as aulas somente em inglês, pois o serviço só existe nos Estados Unidos.

*Matéria extraída da revista Pilates Style

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Alternative text

One thought on “Pilates via Skype?”

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>