Lesões no futebol: risco constante

Jogador Renato Augusto, do Corinthians, sente lesão na Copa Libertadores, em março deste ano.
Foto: Leandro Moraes/UOL

 

Por Rafaela Porto
Instrutora Certificada STOTT PILATES ™
Coordenadora Técnica da Pilates StudioFit CREF 04836-G/SP

 

A prática de esportes é cada vez mais comum e os benefícios associados à saúde para todas as idades só aumentam essa popularidade. Mas os efeitos benéficos dividem espaço com as lesões, que são, até certo ponto, inevitáveis.

O futebol, por exemplo, é considerado o esporte mais popular do mundo. Tem regras e fundamentos rígidos, que levam em conta as habilidades físicas e técnicas de um atleta. Por isso, os jogadores se dedicam muito e pegam pesado nos treinos. Mas isso também traz consequências negativas para o corpo.

Os tipos mais comuns de lesões no esporte são as entorses, estiramentos e contusões. No futebol, cerca de 80% ocorre nos membros inferiores, a maioria envolvendo as articulações do joelho, tornozelo e a musculatura da coxa.

As lesões agudas no joelho geralmente são resultantes de movimentos rotacionais da articulação com o pé preso no solo. Elas podem envolver estruturas como ligamentos, o que leva, muitas vezes, à cirurgia. O tratamento e o tempo de afastamento dos atletas variam de acordo com a intensidade da lesão, numa média de seis a nove meses para retorno ao esporte.

Outras lesões frequentes no futebol são as entorses de tornozelo e as tendinites, que podem acometer a parte lateral e medial da perna, o tendão calcâneo (próximo do calcanhar), entre outros. A síndrome do impacto do tornozelo, por exemplo, ocorre como resultado da tração anterior e impacto posterior durante os chutes.

Ainda não há consenso sobre exercícios que protegem a articulação para o esportista, mas estudos científicos dizem que a atividade física não prejudica o joelho, ajuda a mantê-lo saudável. Um estudo recente (Medicine & Science in Sports & Exercise) analisou os efeitos de atividades como a corrida e o futebol para o joelho. A conclusão dos pesquisadores é que a atividade física aumenta o volume da cartilagem, protegendo o joelho.

O Pilates é um ótimo exercício complementar para os jogadores, pois influencia no equilíbrio e previne as dores e lesões, além de melhorar o rendimento físico do alteta. E também é uma boa solução para as articulações.

A participação regular em esportes está associada a uma melhor qualidade de vida e redução do risco de várias doenças, mas lembre que tudo em excesso pode ser prejudicial à saúde, respeite seus limites e pratique atividade física com segurança. PRATIQUE PILATES!!!

 

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Cursos de Pilates Brasil

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>