Costas retas, pilates na veia

Hoje trouxemos uma matéria bem legal sobre a reeducação postural, extraída da revista Wave Mag, do Grupo Wave (edição 49. Março/Abril 2013).

Texto: Luciana Zonta
Fotos: Leo Cristopholi

 

Computador, estresse e vida sedentária formam um trio imbatível quando o assunto é dor nas costas. Trabalhar, dormir ou fazer tarefas domésticas na posição errada pode gerar problemas sérios de coluna. Além disso, o corpo humano não foi feito para ficar parado em uma mesma posição por muito tempo. Mesmo com a postura correta, a falta de movimentação faz com que os músculos entrem em fadiga e doam. O problema tem efeitos ainda piores em situações de posturas incorretas.

As dores musculares mais comuns são provocadas por fatores mecânicos, como o esforço excessivo e o erro postural. Essas dores costumam durar até 8 semanas e ter começo, meio e fim. Se a dor continuar por mais de 8 semanas, é preciso procurar um médico para investigar se há algum outro problema.

Geralmente, a prevenção é simples: corrigir a postura, fortalecer os músculos e se movimentar alternando a posição, como recomendam a educadora física Hellen Ferrarezzi e a fisioterapeuta Danielle Rosal, do Studio Pilates da Wave Barra Sul. A própria prática do pilates é um forte aliado no fortalecimento dos músculos e, por consequência, na reeducação postural. “É fundamental ter equilíbrio, com toda a musculatura corporal alongada e fortalecida”, explica Daniele.

A consciência corporal, segundo Hellen, vem com a prática regular dos exercícios a partir dos quatro princípios do pilates: respiração, concentração, fluidez e controle. O domínio destes elementos gera, entre outros benefícios, uma reeducação postural com naturalidade. Alguns exercícios executados no estúdio de pilates, conforme destacado a seguir, colaboram para amenizar e, em alguns casos, até curar dores nas costas. Confira!

 

 

Posição 1: Alinhamento da escápula (ombros)
O movimento exige o deslizamento da escápula em forma de V em direção ao quadril e faz com que a musculatura desta região ganhe força e mantenha os ombros alinhados.

 

 

 

 

 

 

Posição 2: Exercício peitoral
Com a palma da mão voltada para frente, o movimento permite o fortalecimento da região dos ombros no movimento anterior e o alongamento no retorno.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Posição 3: Exercício  para alinhamento e estabilização do quadril
Movimento com os pés no pedal que exige estabilidade total da coluna, fazendo apenas a flexão e extensão dos joelhos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Posição 4: Exercício de extensão lombar
Com as mãos no pedal, mantendo o alinhamento dos ombros, faz-se o movimento de elevação do tronco. O exercício permite o fortalecimento da região lombar em conjunto com o alinhamento dos ombros.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Posição 5: Movimento na prancha
Com as duas mãos apoiadas no chão e os joelhos no aparelho, faz-se o movimento de flexão e extensão do quadril e joelhos, ficando em posição de prancha. O exercício exige força no abdômen, que é o centro de gravidade do corpo, além de gerar estabilização de quadril e ombros.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Posição 6: Alongamento posterior
Com as duas mãos apoiadas no aparelho e os pés no chão, o movimento empurra o aparelho à frente, fazendo o alongamento da coluna e das pernas. Permite o equilíbrio muscular e postural e ajuda a manter o alongamento da cadeia posterior.

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Cursos de Pilates Brasil

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>