Os goleiros que se cuidem

Foto: UOL Esportes

 

Por Rafaela Porto
Instrutora Certificada STOTT PILATES ™
Coordenadora Técnica da Pilates StudioFit CREF 04836-G/SP

 

Vida de goleiro exige muito preparo! No esporte mais popular do mundo, a habilidade física é uma das características principais de um atleta. E nos últimos anos as exigências estão cada vez maiores, o que obriga os atletas a trabalharem perto do limite máximo, com maior predisposição às lesões.

Um dado interessante: de uma forma geral, estima-se que ocorram de 10 a 15 lesões a cada mil horas de prática. Nós, profissionais da área da saúde, procuramos atividades que envolvam o fortalecimento global muscular para auxiliar esses jogadores. E o Pilates hoje é uma das primeiras indicações para complementar os treinos.

Embora no futebol as lesões mais comuns sejam dos membros inferiores (cerca de 80%) – joelhos, coxa, tornozelo – as lesões da extremidade superior são predominantes nos goleiros. Quando atingem o ombro, geralmente são provocadas pela colisão com o solo ou com outro atleta. Nesses casos, a clavícula é uma das articulações mais acometidas. As luxações do ombro, após redução devem ser tratas com bastante cuidado, para que não ocorram no mesmo local.

Para tratar e se prevenir de lesões como estas, as sessões de Pilates de um goleiro devem ter, principalmente, exercícios que envolvem os músculos do manguito rotador e o equilíbrio. O Reformer é o aparelho ideal, por ser uma superfície instável que vai desafiar a estabilização do praticante.

Lembre-se: praticar esportes é sinônimo de qualidade de vida, mas tudo que é demais pode prejudicar a saúde. Por isso, atleta, respeite seus limites!

E aí, se identificou com esse perfil ou tem algum amigo goleiro? Dê a dica!

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Cursos de Pilates Brasil

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>