Crianças em idade escolar têm problemas de coluna

Foto: IStock

Por Rafaela Porto
Instrutora Certificada STOTT PILATES ™
Coordenadora Técnica da Pilates StudioFit CREF 04836-G/SP

 

A coluna vertebral é formada por uma série de vértebras dispostas uma sobre a outra que, quando saudáveis, trabalham em harmonia. Ela é considerada um suporte para a cabeça e o tronco. Mas podem ocorrer desvios nesse suporte ao longo da vida, o que chamamos de escoliose. Esse tipo de problema é muito comum na fase escolar, causado principalmente pela sobrecarga de peso na mochila das crianças.

 

Foto: Divulgação

 

O que acontece

 

A postura ideal da coluna acontece quando há um bom equilíbrio ortostático, com menos estresse e tensão nas articulações. Os desvios posturais são comuns nos dias atuais devido a agentes estressores e externos do cotidiano. Em uma postura normal, a coluna vertebral em vista posterior se apresenta em linha reta. Quando há um desvio lateral, ou seja, a escoliose, a coluna assume o formato de “C” ou “S”.

 

 

 

 

Nos adultos, 80% dos problemas posturais têm início na infância, sendo confirmados na adolescência, devido aos maus hábitos do cotidiano durante o período escolar. Nessa fase, as crianças cumprem uma rotina diária de transporte do material didático, e a mochila é uma forma prática e a mais utilizada para este fim. A carga da mochila, quando superior à capacidade de sustentação dos musculares da criança, causa sobrecarga na coluna vertebral, podendo ocasionar alterações posturais graves, dor ou disfunção.
A lei nº 10.759/98 determina que o peso de mochilas, pastas e similares não deve ultrapassar 5% do peso de crianças da pré-escola e 10% do peso do aluno do ensino fundamental, percentual indicado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).
Baseado na prevalência de escoliose, um estudo foi feito para relacionar o peso da mochila em crianças de 6 a 10 anos em 2012, na Revista Brasileira de Fisiologia do Exercício (Incidência de escoliose com excesso de carga nas mochilas em crianças de 6 a 10 anos).
A literatura tem apresentado conclusões que apontam o método Pilates e outras técnicas terapêuticas como auxiliares na redução dos problemas posturais. Entre essas técnicas estão: exercícios físicos, estimulação elétrica dos músculos (também associado com exercícios), osteopatia, RPG (Reeducação Postural Global) e outros. Então, instrutores, fiquem atentos a possíveis conclusões sobre esse tipo de alteração postural.

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Alternative text

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>