Pilates sobre rodas

Que o Pilates melhora a qualidade de vida e fortalece os músculos, além de outros benefícios, a gente já sabe. Mas e auxiliar cadeirantes a terem um dia a dia mais fácil e seguro, será que a prática do Pilates pode fazer isso?

Fonte da foto: sandrowaldezumcadeirante.blogspot.com

Através do Pilates é possível trabalhar os grupos musculares de forma não ofensiva e inteligente, trazendo benefícios como maior controle corporal, alongamento, correção postural, aumento da flexibilidade, além de tonificar e proporcionar maior resistência muscular.

Pessoas com lesão medular têm a necessidade de atividades físicas baseadas em seis princípios fundamentais: concentração, movimento fluido, respiração, coordenação motora, controle e power house.

Segundo o fisioterapeuta Michel Salgado, em entrevista para o site Mundo Fitness – Tudo sobre fitness, “com o aumento da expectativa de vida dessas pessoas e o ganho social para sua maior acessibilidade de mobilidade, o processo de reabilitação desviou-se da preocupação de sobrevivência e tem foco na melhoria da qualidade de vida e no aumento da independência”.

E dentre as várias conquistas do cadeirante, através da prática do Pilates, Michel Salgado destaca o alongamento e maior controle corporal; a correção postural; mais flexibilidade; melhora no tônus e força muscular; alívio de tensões, estresse e dores crônicas; desenvolvimento da consciência corporal; melhora da mobilidade das articulações; estimulação do sistema circulatório e oxigenação do sangue; fortalecimento dos órgãos internos; melhora da capacidade respiratória e aumento da sensação geral de bem estar. “Deve-se trabalhar bem a questão do aumento da força em membros superiores uma vez que esta musculatura sofre sobrecarga. É importante gerar uma harmonia dos movimentos, estimulando maior coordenação motora na execução das atividades diárias”, completa o fisioterapeuta Sérgio Machado.

Conforme especialistas, alguns exercícios de Pilates podem ser feitos na própria cadeira de rodas. Para as aulas, é importante que o paciente tenha o mínimo de controle do tronco.

A fisioterapeuta Tatiana Kasahara afirma que a modalidade ajuda os cadeirantes, que passam a maior parte do tempo na mesma posição, a melhorar a capacidade respiratória, uma vez que incentiva a utilizar a mobilidade de todo o tórax. Esse trabalho dificulta o surgimento de possíveis doenças como pneumonias.  “Da mesma forma, o Pilates para portadores de lesão medular auxilia no trabalho dos órgãos internos e musculaturas profundas, oferecendo melhora no funcionamento intestinal”, explica Tatiana, também para o site Mundo Fitness – Tudo sobre fitness.

CADASTRE-SE

PUBLICIDADE

Cursos de Pilates Brasil

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>